[ editar artigo]

Gestão da marca: do preço ao valor.

Gestão da marca: do preço ao valor.

Provavelmente muitos empreendedores já escutaram alguma vez: “não se pode melhorar aquilo que não se mede”. Isso é totalmente verdadeiro e tem sua origem em se não sabemos onde estamos, no futuro, não teremos parâmetro para comparar os resultados e ter certeza da evolução ou não do nosso negócio.

É muito importante que entendamos onde estamos para saber até onde podemos chegar, e obter melhores resultados.

Para explicar melhor esta questão, gostaria de trazer as “3 ondas do Branding da Ana Couto” onde mostra claramente os estágios que nossas empresas passam e quais as características de cada um deles.

“O objetivo é surfar todas as ondas e não passar de uma para a outra, como se estivesse passando de fase. Marcas fortes entregam um produto/serviço de qualidade, estabelecem um vínculo emocional com seus consumidores e são orientadas por um propósito claro e transformador.” Ana Couto | CEO na Ana Couto Branding

Fica evidente que para cada momento da empresa existem assuntos prioritários que vão marcar essa etapa. Mas, o mais importante é que, uma vez identificada a etapa na qual nos encontramos, busquemos evoluir na construção do valor da marca.

Nesta jornada iniciamos com resultados de dimensão tangível e vitais para a sobrevivência da empresa. Mas ao mesmo tempo é o lugar comum que a maioria das empresas se encontram, constituindo um espaço de grande concorrência em preço.

Agora bem, se continuamos nossa jornada de crescimento da marca conseguiremos passos importante para a diferenciação e preferência por meio do valor.

Em nossas vidas e na vida das nossas empresas, a percepção e consequentemente a reputação são de grande importância. Mas um problema muito comum é ver os empreendedores centrar seus esforços na viabilidade do modelo de negócio, desenvolvimento de produtos e tudo o que traz ingressos financeiros, deixando de lado questões mais intangíveis. Porém, precisamos saber e procurar entender de que maneira “vestir” essa empresa com uma marca que ajude a conectar com sua audiência. Poderíamos dizer que esse pensamento é como ter a melhor graduação do mundo e se apresentar para a entrevista de emprego de pijama.

Por isso, queiro deixar três pontos importantes para refletir e colocar em prática com o objetivo de levar sua marca para a percepção de valor:

  1. Sua empresa não vive apenas do que vende, mas do talento que ela tem dentro. Os melhores profissionais gostam de estar nos melhores locais e com orgulho de fazer parte. Por isso, sua marca precisa despertar esse sentimento nas pessoas que nela trabalham ou trabalharão no futuro. Sem isso, dificilmente consiga se manter competitiva.
  2. Planeje seus investimentos a curto prazo, mas não esqueça de manter a visão de longo prazo da sua marca. Os resultados financeiros são vitais, assim como o ar, mas ninguém vive apenas para respirar.
  3. Crie valor e preferência, ou sua empresa não terá nada. Pois precisamos ter produtos/serviços que ninguém possa copiar ou ter uma marca forte que ninguém queira renunciar.


Ao final do dia sua marca é a capacidade de ser importante para alguém. Para quem sua marca está sendo relevante?
 

#gestãodemarca #marcasdevalor #diferenciação

 


Imagem de capa: Photo by Alexander Popov on Unsplash

Dia a dia do Empresário

Comunidade Sebrae
Agustin Lombardi
Agustin Lombardi Seguir

Especialista em Branding, ajudo as marcas a diferenciar-se mostrando o que elas têm de melhor. Estou em constante crescimento e aprendizagem, procuro novos conhecimentos e experiências.Tenho paixão pelo Branding e o Endomarketing.

Ler conteúdo completo
Indicados para você