[ editar artigo]

A menina dos olhos é o queijo de origem

A menina dos olhos é o queijo de origem

Na cidade de Palmeira, existe a bela Colônia Witmarsum, uma porção da Europa no Brasil com traços germânicos que vão desde os costumes da região até a arquitetura local. A colônia foi fundada por alemães-russos, que vieram para o Brasil em 1930. Esses imigrantes foram, primeiramente, para Santa Catarina e, em 1951, fundaram Witmarsum no Paraná.

Witmarsun possui aproximadamente 1500 habitantes e entre seus atrativos estão o turismo rural, artesanato, cultura, cervejarias, pousadas e boa gastronomia. É possível apreciar culinária germânica, desde pratos tradicionais às bolachas e doces. A colônia prosperou significativamente devido a produção de grãos e leite, sendo entregues para a Cooperativa para a produção de Queijos Finos.

A Cooperativa Agroindustrial de Witmarsum foi fundada em 1952 e em 2002 iniciou a produção dos queijos finos. A altitude de 1000 metros acima do nível do mar, as pastagens de clima temperado de alto valor nutritivo, bem estar das vacas das raças holandesa e pardo suíço e a coleta rápida do leite, conferem à matéria prima características únicas. Unida a isso, possui um processamento criterioso de fabricação resultando em produtos de extrema qualidade e sabor único.

Observando a busca dos turistas pelos produtos e colocando a colônia na rota turística do estado, a diretoria da Cooperativa iniciou um trabalho, em parceria com o SEBRAE, pelo reconhecimento de Indicação Geográfica da região. A Indicação Geográfica é o nome geográfico que identifica um produto ou serviço como originário de uma área geográfica, levando consigo qualidade, reputação e características essencialmente atribuídas a essa origem geográfica. Ao comprar estes queijos, os consumidores saberão sua procedência e atributos únicos.

Segundo Andreia Cardoso, gerente comercial da cooperativa “a venda acontece em supermercados, restaurante, empórios, panificadoras nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e interior do Paraná. 80% da nossa venda está concentrada em Curitiba”.

São 11 tipos de queijo, entre eles: minas frescal, ricota, colonial, brie, cambembert, appenzeller, emmental, raclette e fondue. Cada um deles segue processo de preparo e maturação conforme as origens. Muitos chefes de cozinha os utilizam para suas criações gastronômicas, transformando o que já é bom em novas receitas.

Seja puro, com geleias, mel, frutas, mais denso ou mais macio, o queijo ainda traz consigo benefícios. Rico em vitaminas A, B2, B12, D, K2, ótima fonte de proteínas, cálcio, fósforo, selênio e zinco.

Se é do PARANA, tem qualidade, é seguro e é bom.

Fontes: 

https://datasebrae.com.br/wp-content/uploads/2019/08/Guia-das-IGs-Conceitos-Interativo.pdf

http://www.palmeira.pr.gov.br/turismo/colonia-witmarsum

https://www.witmarsum.coop.br/produtos/queijos/queijo.html

Do Campo à Mesa

Comunidade Sebrae
Daniele Martins Machado
Daniele Martins Machado Seguir

Engenheira de Alimentos especialista em gestão de segurança de alimentos. Atua no Sebrae nas ações com o Agronegócio, Alimentos e Bebidas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você