[ editar artigo]

Agronegócio | Setor do agronegócio mantém ritmo de crescimento no Paraná

Agronegócio | Setor do agronegócio mantém ritmo de crescimento no Paraná

O agronegócio (que abrange agricultura e pecuária) é considerado um dos mais prósperos do país: mesmo durante as crises econômicas que o Brasil tem enfrentado, foi a principal razão na melhoria do PIB (Produto Interno Bruto).

Diante do cenário que explicaremos na sequência, é possível perceber que o Paraná, considerado o terceiro maior exportador desse setor, é um dos maiores contribuintes para saúde econômica do país, e que está em constante crescimento. Com isso, o estado está se preparando para agregar ainda mais valor, investindo em mais modernização e tecnologia nos seus processos produtivos.

Crescimento demonstrado

De acordo com dados do Censo Agropecuário 2017, o Paraná – um dos cinco estados entre os maiores produtores do Brasil e que lidera a cadeia produtiva de aves, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – mantém um ritmo de crescimento acelerado no agronegócio.

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA/USP), em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o agronegócio produziu, em 2018, R$ 1,44 trilhão entre bens e serviços, representando 21,1% do PIB brasileiro – a maior parte é do setor agrícola (74%). No fim de 2019 o PIB já apresentou alta de 0,96% em Outubro. Acumulando, no ano passado, um crescimento de 1,15%.

Para atrair e estimular as futuras gerações a trabalhar no campo, é interessante que o setor procure inserir mais inovações na área. Vale levar em consideração outro dado interessante, que mostra que o número de produtores com acesso à internet cresceu, passando de 75 mil, em 2006, para 1.430.156 em 2017, segundo dados do Censo 2017.

Além disso, o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) – dado que avalia a percepção das indústrias em relação a uma série de indicadores econômicos – subiu 8,7 pontos do terceiro para o quarto trimestre de 2019, alcançando um total de 123,8 pontos. Esse cenário aumenta o otimismo das empresas e produtores, e incentiva o surgimento de diversas oportunidades para quem deseja empreender neste setor.

Soluções tecnológicas e empreendedorismo


Com a ascensão tecnológica, o acesso à internet na zona rural e o aumento no uso de smartphones como ferramenta de trabalho, os produtores sentem, cada vez mais, a necessidade de modernizar e otimizar os processos no agronegócio, tanto para atender às exigências dos consumidores, como para se manter competitivos no mercado.

É nesse momento que os empreendedores enxergam uma “brecha”, seja para desenvolver aplicativos que monitorem a colheita e o solo, drones para mapear todo a produção, sistemas que integrem informações sobre a irrigação, clima, fertilizantes, entre outros registros importantes e que podem ser acessados facilmente por um celular.

Segundo dados da Abstartups (Associação Brasileira de Startups), existem mais de 182 produtos e soluções digitais para o setor do agronegócio que podem simplificar tarefas que muito tempo antes não era possível imaginar. Além de movimentar a economia, gerar empregos e facilitar o dia-a-dia dos produtores, empresas que apostarem e investirem nesse segmento terão grandes chances de crescimento. Veja exemplos de alguns aplicativos que selecionamos:

Climate Fieldview

Desenvolvida pela Bayer, é um dispositivo que se encaixa na porta de seu equipamento, coletando e integrando tanto dados de campo quanto da máquina. Com o app é possível gerar automaticamente mapas de plantio, colheita e pulverização. Os produtores conseguem então monitorar, diariamente e em tempo real, a qualidade de suas produções e fazer correções pontuais, quando necessário.

Agri Precision

Funciona como um GPS de mão, e é uma ótima ferramenta para auxiliar os produtores através de funcionalidades fáceis e rápidas de serem utilizadas como o cadastramento de talhões, mapeamento de áreas de amostragem de solo, navegação ponto a ponto, além de gerar tabelas e arquivos com todos os dados mapeados.

Xarvio

Com esse aplicativo é possível controlar e monitorar a quantidade de plantas daninhas nas lavouras. Além de aumentar a eficiência e proteção de seu cultivo, também ajuda a aproveitar ao máximo o potencial de seus talhões. Contribuindo para uma agricultura sustentável, o aplicativo realiza o diagnóstico automático de doenças em soja e milho. Funciona assim: o produtor tira uma foto da planta, depois o aplicativo consegue reconhecer a doença e fazer uma análise quantitativa de danos foliares, entre outras funcionalidades.

O primeiro passo, portanto, para quem busca aprimorar suas atividades é estar atualizado com as novidades e tendências do mercado. Por isso, apostar em soluções tecnológicas e investir cada vez mais em maquinários modernizados no setor do agronegócio é fundamental para alavancar a produtividade e operar de forma sustentável.

Otimizar processos evita imprevistos e prejuízos, e ajuda a fazer todo o planejamento da plantação, permitindo uma estimativa mais realista. Os gestores que investem neste setor, que é um dos que mais movimentam a economia brasileira, precisam analisar com atenção todas essas novidades tecnológicas, visto o tamanho de sua relevância e o quanto ele pode contribuir para o aumento da produtividade, lucratividade e qualidade das operações.

Acompanhe a Comunidade Sebrae para mais conteúdos como este!

🙂🤝

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Do Campo à Mesa

Comunidade Sebrae
Mabel Guimaraes
Mabel Guimaraes Seguir

Pós graduada em Empreendedorismo. Trabalha no Sebrae na área de Agronegócios há 10 anos. Participou de missões técnicas para conhecer experiencias no Agronegócios em países como Holanda, Alemanha, Itália, França, Argentina, Chicago, NZ e Austrália.

Ler conteúdo completo
Indicados para você