[ editar artigo]

Consultoria de Organização: o amor e desafios de uma área nova.

Consultoria de Organização: o amor e desafios de uma área nova.

Me chamo Francieli Zabini, tenho 34 anos e vou contar para vocês como me tornei Consultora de Organização (Personal Organizer) e descobri nessa profissão como é realizar algo que realmente amo fazer.


Tudo começou lá atrás, quando decidi entrar no curso de Processos Gerenciais na cidade de Goioerê/PR onde eu morava. A partir daí, pretendia me especializar e trabalhar em uma grande empresa, com plano de carreira e chegar a cargos com mais responsabilidade. Crescer e pensar alto é comigo mesma!


Em 2014 me casei, me mudei para Umuarama/PR e entrei para uma empresa nos parâmetros que eu queria. Tudo estava acontecendo como o planejado, mas eu sempre estava cansada, estressada, perdida no tempo, reclamava de tudo e foi aí que percebi que eu não gostava (na época eu dizia odiar, mas acho que só não gosto mesmo..rsrs) de fazer absolutamente nada do que eu fazia lá. 


Essa foi a época em que minha casa esteve mais bagunçada. Eu sempre estava cansada e sem energia. O pouco de energia que eu tinha no fim de semana era para limpar a casa e colocar algumas poucas coisas no lugar e com isso a bola de neve da bagunça foi aumentando. Minha casa que antes era alegre cheia de familiares e amigos, se tornou vazia e triste...  E eu estava exausta e decepcionada comigo mesma por ter chegado ao ponto de abandonar meu lar daquele jeito. Quem nunca se sentiu culpada, né?


E lá estava eu com 31 anos e não sabia o que fazer da vida. Relutei em aceitar. E desde quando relutar ajuda, né gente? E na minha casa o caos só que aumentava. SOCORRO!!! Hoje eu lembro e acho divertido, mas na época não foi..rsrsrs

Até que um dia resolvi colocar no papel tudo que eu realmente gostava de fazer e poderia ser uma profissão. A lista foi de instrutora de yoga até abrir um quiosque para vender água de côco na praia, bem eclética, né? Rs. Comecei a ponderar os prós e contras de toda a lista. Quando cheguei no terceiro item, que era o de Consultoria de Organização (personal organizer) não tive mais interesse em procurar sobre os outros, foi ali que eu tive o primeiro contato com alguns benefícios que a organização profissional trás para a nossa vida e me apaixonei. 


Sempre tive muita facilidade em organizar as coisas, era como se as peças fossem se encaixando como lego na minha cabeça e eu conseguia visualizar muito bem como tudo ficaria no final. Isso não quer dizer que eu era organizada. Eu disse que sabia organizar, manter organizado são outros 500...hahahah


Comecei a jornada da busca pelo curso que iria fazer para aprender as técnicas de organização e manutenção, o que demorou. Trabalhar com organização ainda é uma coisa pouco conhecida no Brasil e não tem muitos cursos para isso. Depois de 6 meses de procura e três meses de curso, no começo de 2019, comecei minha jornada abrindo minha empresa e trilhando minha caminhada! Estava super feliz e faceira!!!


O começo foi bem “passinho de formiguinha”, por ser uma atividade relativamente nova, muitas pessoas não conhecem os benefícios e a importância da organização e levar isso para o maior número de pessoas em uma cidade de 100mil habitantes é um pouco desafiador.


Foi nessa época que comecei a participar do Sebrae Delas, abracei a ideia e caminhei junto com outras mulheres inspiradoras, donas de si e maravilhosas que fazem parte da minha rede de apoio. Inclusive recomendo que tenha uma rede de apoio com mulheres que vivem ou viveram tudo o que você está vivendo na pele.


Cada cliente que atendo, é um universo novo. Imagine só, eu entro na casa das pessoas e transformo toda a bagunça que mais incomoda elas em algo organizado, prático, e lindo! Cada cliente é diferente uma da outra e a organização de cada uma também é diferente. Algumas são mães, outras são atletas, outras empresárias, o estilo de vida pede que cada uma use coisas diferentes em rotinas diferentes e o que eu faço é entender a necessidade delas e transformar a praticidade em realidade. Eu não só organizo, eu transformo vidas! E claro que sou bem modesta, hein?!rsrsrs


A maioria dos atendimentos realizo sozinha com a cliente, ou com a funcionária que irá manter a organização. Além disso ainda sou o marketing, o administrativo, rh e financeiro da empresa. Mil e uma utilidades! rsrs


Pulamos agora para março de 2020, Covid 19, quarentena! (música de suspense!).


Eu não tinha um ano de empresa e tive que parar as atividades, cancelar os projetos agendados, afinal, como vou entrar na casa das pessoas se estamos de quarentena, né?

 
Entre todas as dificuldades de ser empreendedora, acho que ter que tomar todas as decisões em momentos assim é o mais complicado. Mas lembra que eu falei da rede de apoio? Foi para lá que corri. Todo mundo no desespero, demos uma leve surtada, mas estamos aqui firmes e fortes...rs


Comecei a focar em algum resultado possível diante da situação, mas o que fazer em um momento em que não posso estar na casa da cliente? E a resposta foi Atendimento Online! Não podemos sair de casa, mas temos notebooks, smartfones com acesso à internet, o céu é o limite, galera!rsrs


Nessa época eu sentava na frente do computador por volta das 8am e não saia antes das 19, 20hrs. Minha grande âncora foi meu marido, que sempre me incentivava e cuidou de todas as outras coisas para mim. Eu confesso que sou um pouco perfeccionista e minuciosa, dormia e acordava já pensando no que ia fazer e tinha que fazer rápido, não tive um processo super formatado para lançamento nem nada disso, só me joguei com tudo que tinha aprendido até ali. 


Fiz o lançamento!!!! Foi sucesso!!!! Descansei? Capaz! Hahahha. 


Fui cada vez mais aprimorando o atendimento, fazendo melhorias, aperfeiçoando minha comunicação. Ufa! Trabalhão, né?rsrsrs. Pois é, mas eu me apaixonei também pelo online!


Agora além de organizar a vida das pessoas eu também consigo ensiná-las a terem autonomia da organização, independente de onde elas estejam! Tenho clientes de São Paulo, Brasília, Recife e a meta é ultrapassar as barreiras da língua e atender fora do país também! Lembre-se sempre de sonhar alto! 


E o que eu aprendi com toda essa saga do empreendedorismo? Bom, esse sem dúvida foi o desafio mais insano que já enfrentei na vida! Aprendi a ver os problemas de uma outra perspectiva, agora sou a protagonista da minha empresa, o rumo que ela toma depende de mim! Isso as vezes é assustador, mas é extremamente estimulante! Então se der medo, vai assim mesmo, o medo é só mais uma mentira que contaram para a gente...

Empreendedorismo Feminino 👠

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você