[ editar artigo]

INOVAÇÃO COMBUSTÍVEL PARA A MUDANÇA

INOVAÇÃO COMBUSTÍVEL PARA A MUDANÇA

Para inovar é preciso romper paradigmas, mudar comportamentos, e claro lidar com as constantes mudanças que o mundo empresarial sofre cotidianamente. Inovação exige ação, é necessário sair da inércia e partir para o ataque, e aqui nos cabe uma reflexão: Como as empresas podem inovar e como elas pensam em inovação?  O primeiro ponto a se observar aqui é que a inovação é muito mais do que tecnologia, a inovação não é feita por equipamentos eletrônicos ou máquinas de última geração, a Inovação é feita por pessoas para pessoas, a tecnologia é o meio e não o fim de qualquer atividade inovativa, e esta muitas vezes é o elo ou o fator que diferencia empresas inovadoras daquelas que apenas parecem ser.

O Segundo ponto está na capacidade das organizações de adaptação às novas regras do mundo corporativo, é preciso olhar para as mudanças que ocorrem a nossa volta e questionar-se como podemos aproveitá-las para se reposicionar no mercado. O diferencial das empresas inovadoras está na forma como elas estão estruturadas para enfrentar as mudanças que são impostas pelas transformações que nossa sociedade passa ao longo de sua história. Podemos até citar como uma máxima universal a seguinte frase: “Os clientes sempre existirão, com suas particularidades e um conjunto de necessidades de certa forma ainda não resolvidas”, e talvez, essa seja a missão de todo o processo inovativo, resolver problemas que as pessoas sozinhas não conseguem resolver.

 Como já explicitado anteriormente, vivemos em uma sociedade de constantes mudanças, essa nova realidade exige atenção aos detalhes e premissas deste novo mercado. É preciso estar atento as mudanças e compreender que a velocidade com que elas acontecem podem ser definidas como instantâneas ou até mesmo virais. Além disso o modelo Maker (faça você mesmo), nos apresenta a condição que tudo pode ser feito, se não por nós, por qualquer outra pessoa em qualquer lugar. Precisamos assim ser ágeis para lidar com todas estas características deste novo mercado. Porém agilidade não está vinculada a capacidade que a empresa possui em fazer mais, mas sim em fazer melhor o que é mais importante.

Mudar é preciso e inovar também, ambas devem ser constantes e vinculadas ao processo estratégico da empresa, para tanto se adequar as mudanças e também ao processo inovativo é necessário transformar tais condições em uma visão cultural da organização, uma mudança de realidade e de posicionamento estratégico. Assim inovar pode ser uma escolha, mas pode ser também a única condição de sobrevivência de uma organização, a mudança cultural não é fácil ela é um processo de construção e deve ser realizada de forma estruturada, porém a escolha é nossa, e então, vamos inovar ou sobreviver?

Comunidade Sebrae
Tiago Cunha
Tiago Cunha Seguir

Mestre em Administração Pela UNIMEP - Universidade Metodista de Piracicaba. Consultor do SEBRAE/PR - Atuando na Regional Norte - Escritório de Apucarana e Vale do Ivaí Professor Universitário Apaixonado por livros e Inovação

Ler matéria completa
Indicados para você