[ editar artigo]

4 passos para dominar as Finanças Empresariais!

4 passos para dominar as Finanças Empresariais!

Em momentos de crise, tão importante quanto controlar as obrigações já existentes é evitar a contração de novas dívidas. Essas ferramentas podem ajudar você a atravessar a crise sem que as contas saiam do controle. Tudo isso faz parte das suas finanças empresariais.

Independentemente do tamanho, porte ou segmento da sua empresa, dominar as finanças empresariais é um fator chave para o seu sucesso.

Controlar as finanças da empresa é basicamente verificar se o que foi planejado está sendo executado e quais as medidas devem ser tomadas para corrigir possíveis falhas ou melhorar o processo.

Quer saber os 4 passos para dominar as finanças da sua empresa? 

Você tem pizza !!  GIF - Dominós Classificado Pizza GIFs

                                                                         Vamos lá!


1) Não misturar as contas da empresa com as pessoais

Várias empresas, não apenas aquelas que estão começando, acabam misturado as contas financeiras da pessoa jurídica e da pessoa física.

Considerar o capital da sua empresa como um caixa para seus gastos pessoais, é um erro cometido por alguns empresários de vários tamanhos e segmentos de empresas. Isso não só prejudica o fluxo de caixa, como impacta no resultado financeiro da empresa.

Para resolver esta questão é importante definir um pró-labore e fazer a separação das contas da empresa das contas pessoais. 

Fazer a gestão das suas finanças empresariais e pessoais em apenas uma conta, fará com que os dados contábeis da sua empresa não sejam fiés e fiquem violados, pois a contabilidade precisa dessas informações separadas.

 

2) Faça um bom planejamento financeiro

O planejamento financeiro é uma projeção de receitas e despesas que tem por finalidade indicar a situação econômica geral de uma pessoa, empresa ou projeto. A partir de um planejamento financeiro, é possível definir quanto de dinheiro está disponível e, assim, direcionar seu uso.

Com um bom planejamento financeiro, você é capaz de reduzir custos, otimizar resultados e entender os reais gastos da sua empresa, para tomar as melhores

Todo dinheiro que entra e que sai da empresa deve ser registrado para que a análise financeira não traga conclusões erradas.

Quando existe uma programação com antecedência, você terá tempo hábil para executar as ações, estimar recursos e estudar como eles serão alocados. Sem um planejamento realista, a empresa pode ter dificuldades para investir o dinheiro na hora certa e do modo correto, alinhar preços e encontrar as melhores oportunidades para o seu negócio.

 

3) Use um sistema de gestão

Um sistema ou software de gestão, simplifica as tarefas como contas a pagar, que é um processo que precisa de planejamento para gerar uma estimativa das obrigações que surgem durante o mês ou período, como:

  • Contas a receber;
  • Fluxo de caixa;
  • Conciliação bancária;
  • Emissão de boletos que podem ser enviados diretamente do software para o e-mail do consumidor e gerados arquivos diretamente ao banco.

Um Software ajuda na tomada de decisão, e o uso da ferramenta feito de forma correta, gera a criação de relatórios e o controle das operações. Permite ainda, que os gestores tenham uma visão geral da situação financeira da empresa e saibam qual decisão tomar.

É importante ter um sistema que permita comparar as despesas e receitas em diferentes momentos para conseguir ter uma visão geral da situação financeira da empresa no curto, médio e longo prazo e, com isso, tomar decisões mais assertivas.

 

4) Monitore o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta financeira que serve para evidenciar as entradas e saídas de recursos de uma empresa.

Ele refere-se ao fluxo do dinheiro no caixa da empresa, ou seja, ao montante de caixa recolhido e gasto por uma empresa durante um período de tempo definido, algumas vezes ligado a um projeto específico.

Apesar do nome, ele é representado não só pelo caixa, mas por todas as contas bancárias da empresa, já essas contas representam os recursos financeiros da empresa.

Ele proporciona respostas sobre o estágio atual das finanças da empresa e seus resultados tornam viável tomar decisões e definir as estratégias para a empresa.

Quer saber mais sobre fluxo de caixa? Confira aqui 3 reflexos da crise no seu fluxo de caixa!

Dúvidas? Deixe nos comentários.

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Mariana Carvalho
Mariana Carvalho Seguir

Consultora do SEBRAE/PR | Especialista em Gestão Financeira | Especialista em Gestão Empresarial | Especialista em Controladoria | Head da Comunidade Sebrae de Finanças e Tributos | Mentora de Educação Financeira

Ler conteúdo completo
Indicados para você