[ editar artigo]

5 passos para a Eficiência Financeira da sua empresa

5 passos para a Eficiência Financeira da sua empresa

Você está com dificuldades para organizar o setor financeiro do seu negócio? Confira as dicas que listei abaixo para te ajudar a minimizar os gastos e garantir a eficiência da sua empresa!

 

1. Separe as contas empresariais das contas pessoais

Um erro básico e ainda assim muito comum nas pequenas empresas — é confundir as finanças pessoais com as do negócio.

Por mais que a tentação seja forte, é preciso organizar, de forma rigorosa, os recursos oriundos e destinados à empresa do dinheiro que é reservado à vida pessoal. Não há como fugir a essa separação.

Empresas familiares também apresentam muito essa dificuldade — afinal, família e negócio podem se confundir bastante nesse contexto. Por isso, é preciso determinar junto aos sócios os períodos e condições que devem ser observadas para a realização das retiradas, coibindo a transferência de capital da empresa para o patrimônio pessoal.

 

2. Conheça bem os prazos

Ter ciência de quais são as restrições de prazo, as datas de recebimento e vencimento das contas é essencial. Isso evita atrasos nas quitações e o pagamento de juros de mora.

Essa questão não deve ser ignorada, pois conhecer bem os prazos é o primeiro passo para controlar o fluxo de caixa, estabelecendo prioridades para tudo aquilo que corresponde ao longo, médio e curto prazo. Tratando-se de dívidas, por exemplo, é essencial conhecer aquelas que são de curto prazo.

Ter o controle sobre o fluxo de caixa é indispensável na rotina de toda empresa.

 

3. Defina um orçamento anual

Alguns investimentos podem se mostrar ótimas oportunidades. Porém, isso deve ser muito bem controlado e calculado para que não gere uma instabilidade no negócio.

Você pode contratar um novo serviço, investir em uma expansão de um setor, contratar mais pessoas ou ferramentas. Porém, o ideal é que se defina um orçamento anual para isso.

Com essa atitude você se certifica de manter um valor limite para o investimento. Essa quantia já será conhecida e pode ser aplicada sem prejudicar a saúde financeira do negócio.

 

4. Faça uma gestão adequada dos fornecedores

Um dos pontos que mais causa preocupação ao departamento financeiro de uma empresa é a gestão de fornecedores, principalmente quando se trata de vários deles.

Imagine uma montadora de produtos eletroeletrônicos, por exemplo. Um mesmo produto tem vários componentes e pode acontecer de cada um ser de um fornecedor distinto. Isso pode virar um caos se não for bem administrado.

Não só o setor financeiro pode ser impactado por problemas no fornecimento, mas toda a empresa, seja por atrasos ou má qualidade. Por isso, é muito importante fazer uma análise bem completa das instituições parceiras, mantendo um bom relacionamento e gestão.

 

5. Negocie boas condições de pagamento

Mais do que simplesmente ter uma boa gestão das organizações que fazem negócios com você, é importante conquistar boas condições de pagamento. Ajustar prazos, negociar valores e parcelamentos pode evitar que sua empresa tenha que descapitalizar um valor significativo de uma só vez ou que pague juros excessivos.

Avalie quais são as melhores opções para o seu setor financeiro, analisando todas as transações envolvidas, e procure fornecedores de qualidade que possam atender as necessidades.

Portanto, vimos que para organizar as finanças da empresa é preciso ter muita atenção com diferentes pontos. Fizemos um levantamento dos principais para que você aplique no seu negócio e mantenha uma boa organização do setor financeiro.

Nunca se esqueça de que essas ações contribuem com o seu negócio e podem garantir não só lucratividade dele, mas também uma longa vida!

 

E aí, gostou da publicação?

 

Finanças e Tributos

Ler conteúdo completo
Indicados para você