[ editar artigo]

7 Habilidades para o FUTURO (que começa HOJE)

7 Habilidades para o FUTURO (que começa HOJE)

Em um contexto de incertezas, ambiguidades, mudanças drásticas, complexidade e desenvolvimento tecnológico, os empresários têm sido desafiados a ampliarem o repertório de habilidades e melhorar a maestria das mesmas.

Separei algumas competências comportamentais (softskills) e técnicas (hardskills) que acredito serem imprescindíveis para os próximos 5 anos:

SOFTSKILLS:

1) Adaptação ativa e aprendizado: A pandemia do Covid-19 fez com que pessoas e empresas tivessem que se adaptar a nova condição, mas essa adaptação foi reativa. Para contexto de mudança tecnológica e de comportamentos precisamos de uma adaptação e aprendizados ativos, não precisamos esperar que aconteça, temos que aprender e nos adaptar antes.

2) Criatividade, iniciativa e inovação: A criatividade é uma habilidade intrínseca ao ser humano, que precisa ser desenvolvida continuamente e que precisa ser somada à inciativa para que venha a inovação. Aumenta a demanda a cada dia para que os gestores revisem seus paradigmas e sejam inovadores.

3) Liderança: Se entendermos liderança como o processo de influencia, veremos que é possível exercer liderança em múltiplos aspectos, como clientes, superiores, fornecedores, colaboradores e a integração desses todos. Quanto mais aprimorarmos nossa habilidade de liderar melhores serão nossos resultados.

4) Inteligência Emocional: Acredito que em pouco tempo consideraremos a inteligência emocional como uma habilidade atemporal, todos os seres humanos precisam desenvolver para melhorar sua relação intra e interpessoal. A empatia é um dos componentes da IE e hoje também já a considero uma hardskill tendo em vista a quantidade de métodos que a utilizam.

HARDSKILLS:

1) Resolução de Problemas Complexos: Quando entendemos um sistema complexo, entendemos porque muitos métodos que já foram muito utilizados não são eficazes nesses sistemas. Em sistemas complexos a relação causa-efeito não é direta, e as variáveis de causa também têm influencia uma sobre a outra, formando uma grande rede e diminuindo a efetividade de muitos métodos, inclusive Six Sigma. Por isso é necessário que esteja na nossa agenda o aprimoramento técnico, com o aprendizado de novos métodos e técnicas que nos permitam resolver esses problemas, porque em muitos casos, a disrupção que as empresas tanto almejam está na resolução de problemas complexos.

2) Tecnologia: Fluência Digital! Programação! Inteligência artificial! Inteligência de dados! Precisamos entender que esse é o cenário atual e futuro, e que infelizmente há uma defasagem de ensino dessas competências no país, tendo em vista quem em muitos países isso faz parte da ementa do ensino fundamental há anos. Mas, com certeza é imprescindível para o nosso desenvolvimento e competitividade das empresas.

3) Design: A abordagem técnica de criação é muito importante nos processos de inovação das nossas empresas. Termos como design de experiências, human centered designdesign thinking estão cada dia mais no nosso vocabulário e trazem visão diferentes de como resolver problemas e encontrar oportunidades, inclusive para sistemas complexos.

Com certeza precisamos priorizar o desenvolvimento, entender o que faz mais sentido nesse momento, mas é muito importante começarmos e caminharmos nessa direção! O risco de ficar parado é muito alto para aceitá-lo!

Convido você a entrar nessa jornada!!

Conteúdos também no Instagram: https://www.instagram.com/elainepeinado/?hl=pt-br

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Elaine Sefrian Peinado
Elaine Sefrian Peinado Seguir

Administradora, MBA Executivo Internacional (FVG/UCI-CA) e Mestre em Administração. Empresária, consultora, treinadora e mentora na 3W Inteligência Empresarial.

Ler conteúdo completo
Indicados para você