[ editar artigo]

Análise CVL (custo/volume/lucro)

Análise CVL (custo/volume/lucro)

Muitas vezes na hora de tomar decisão agimos pela emoção, para evitar esses impulsos ter números para analisar nos ajuda a decidir de forma racional, como deve ser feito no mundo empresarial, porque um deslize pode gerar prejuízos.  Uma ferramenta que ajuda o empresário nesse sentido é a análise do CVL que consiste em considerar vários fatores que afetam de alguma forma a tomada de decisão, para isso ela dá parâmetros para prever os resultados nos diversos caminhos que possam ser seguidos.

Algumas situações onde pode ser utilizada a análise de CVL:

Decisão de investimento em propaganda – a empresa pode verificar se uma ação publicitária específica vai afetar positivamente o lucro da empresa. Vamos ver um exemplo, uma empresa vende cosméticos e a projeção de vendas é de 230 unidades ao mês sendo que seu preço de venda é de 80,00 e o custo 32,00 e as despesas fixas da mesma são de 5.000,00. O setor de vendas procura uma empresa de publicidade para divulgação de forma contínua, a empresa cobrará 650,00 por mês, estima-se que as vendas aumentem para 285 unidades com essa ação. Fazendo o comparativo     

Podemos perceber que nesse caso a propaganda compensaria, pois aumentaria em 1.990,00 o lucro, mas o cenário poderia ser outro e a propaganda não surtir tanto efeito e elevar a despesa fixa da empresa.   

Decisão de redução de preço de venda –  a empresa diminui o preço dos produtos pensando em aumentar o volume de venda. Continuando com nosso exemplo, se a empresa conseguisse diminuir o custo dos produtos de 32,00 para 25,00 e consequentemente diminuísse o preço de venda unitário para 73,00, a estimativa seria de aumentar o volume de vendas para 265 unidades.

Nesse caso a redução do preço de vendas alavancou as vendas, mas isso só foi possível devido à redução de custos. Pode ter sido por otimização de processos ou por ganho na compra de matéria-prima, por exemplo.

Poderíamos com essa ferramenta até comparar alternativas para analisar custos fixos e variáveis. No nosso exemplo, se a empresa fosse participar de uma feira ou evento e os organizadores oferecessem 3 alternativas de investimento: taxa de 2.700,00 pelo aluguel do estande, taxa de 1.500,00 e mais 10% de comissão pelas vendas e ainda uma terceira opção de 25% de comissão pelo total das vendas sem taxa fixa. Considerando venda de 250 unidades, preço de venda 80,00 e custo dos produtos 32,00.

Como disse no começo do texto pensar de forma emocional pode trazer prejuízo, a princípio poderíamos pensar que seria mais vantajoso não assumir uma despesa fixa com o aluguel do estande, mas com a análise pode-se ver que quanto mais os organizadores da feira têm de participação nas vendas menos lucro a empresa terá. Esse é só um exemplo, a situação poderia ser oposta a essa, a empresa poderia não conseguir vender nem o suficiente para pagar os custos variáveis e o aluguel do estande, tendo prejuízo. Por isso que é importante analisar as possibilidades.

E aí, gostou da publicação?

Me conta o que achou nos comentários e continue nos acompanhando 😉

Se você ainda não faz parte da Comunidade de Finanças, não perca tempo e vem participar com a gente!

 

Finanças e Tributos

Ler conteúdo completo
Indicados para você