[ editar artigo]

Como fazer a Gestão Financeira no Agronegócio

Como fazer a Gestão Financeira no Agronegócio

O agricultor, que antes preocupava-se apenas com questões relativas à produção, agora precisa se guiar por questões relacionadas à gestão financeira e empresarial da sua atividade rural.

Com um mercado cada vez mais competitivo e a margens de lucros cada vez mais estreitas, o Agronegócio precisou adotar medidas direcionadas à otimização da gestão financeira.

A administração de uma propriedade agrícola não é uma tarefa fácil.

Na maioria das vezes, é o próprio agricultor que toma conta, não só da produção agropecuária, como também das compras de insumos, das vendas, da contratação de funcionários e da gestão financeira do seu empreendimento.

A gestão financeira de uma propriedade rural não é tarefa fácil e, um simples descuido pode pôr em xeque toda a lucratividade. A correria decorrente das atividades diárias de uma propriedade rural, podem fazer com que alguns agricultores negligenciam a sua gestão financeira.

Diante deste fato, muitos problemas poderiam ser evitados se, simplesmente, os agricultores utilizassem ferramentas para auxiliar na gestão financeira,  além de adotarem uma boa estratégia de planejamento para a gestão financeira no curto, médio e longo prazo.

A gestão financeira é um item fundamental dentro de qualquer empresa rural, independente do seu porte ou atividade.

É em função da gestão financeira que o agricultor se baseia para tomar decisões como:

  • Aquisição de maquinário
  • Compra de novas áreas de terra
  • Aquisição de insumos e defensivos
  • Construção de infraestrutura
  • Arrendamentos
  • Contratação de novos funcionários, etc.

Na falta de um planejamento, o agricultor não tem conhecimento de para onde está indo o seu capital investido. Além de ocorrer a impossibilidade de cortes de gastos desnecessários ou pouco relevantes.

Antes de tomar qualquer decisão dentro de uma propriedade rural, o agricultor precisa avaliar se ele terá a capacidade de honrar com os seus compromissos financeiros. Em palavras curtas, o agricultor precisa levar em consideração a gestão financeira na hora de tomar decisões.

E com isso, avaliar se será capaz de pagar os gastos necessários para a atividade agrícola ou da pecuária.

Para tomar este tipo de decisão, é necessário que o agricultor olhe para as finanças do seu empreendimento rural e planeje, quando e como pode fazer um investimento.

Um bom planejamento exige a manutenção de um bom controle de fluxo de caixa, sem deixar passar nenhuma entrada ou saída. Em função dele, o agricultor consegue controlar o tipo de investimento que pode ser feito, sem que ponha em risco a saúde da gestão financeira do seu negócio.

Um bom planeamento financeiro, deve levar em consideração:

  • Objetivos (ex: necessidade de uma colhedora)
  • Estratégias (ex: financiamento de uma colhedora nova ou usada; arrendamento de uma colhedora)
  • Ações para atingir os objetivos
  • Recursos para alcançar os objetivos
  • Possíveis dificuldades
  • Prazos, etc.

Com base nos itens acima, percebemos que o planejamento financeiro é individual e vai atender as necessidades específicas de cada produtor rural.

Além disso é importante ter certeza da formação correta dos custos de produção, que é um fator fundamental para o sucesso de qualquer atividade agropecuária.

A gestão financeira precisa ser um processo contínuo e tem como finalidade dar apoio nos momentos de tomada de decisão e o planejamento financeiro realizado de modo estratégico age como direcionador de investimentos na atividade agrícola.

 

Dúvidas? Deixe seu comentário!

 

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você