[ editar artigo]

Diagnóstico econômico-financeiro

Diagnóstico econômico-financeiro

Muitas empresas preenchem livro caixa, fazem planilha de contas a pagar e a receber e isso é o mínimo para se manterem competitivas, mas quando se pergunta a frequência que esses dados são avaliados o empresário diz que nunca ou raramente, ou seja apenas gera a informação, infelizmente essa prática é mais comum do que se imagina. Não analisar os dados é tão grave quanto não ter controle, porque o controle serve justamente para ajustar possíveis problemas na gestão da empresa. Seria como comprar vários livros e não ler nenhum, é bonito perante os olhos dos outros uma estante cheia de exemplares, mas não está trazendo nenhum benefício para quem está comprando.

O diagnóstico econômico-financeiro é importante para empresa entender onde está e onde quer chegar.  O ideal é desenvolve-lo com pessoas chaves e ter um acompanhamento contínuo, primeiramente precisa ser feito um levantamento de toda informação importante para tomada de decisão, depois estipula-se metas e períodos para realização do diagnóstico. Em cada reunião para análise de diagnóstico pontos fracos devem ser levantados e ações devem ser definidas assim no próximo encontro provavelmente esses pontos estarão resolvidos e novos desafios surgiram.

                                            Mas como fazer esse diagnóstico?

Pontos básicos precisam ser levantados a princípio, tais como:

  •  Faturamento da empresa, assim como os custos e despesas relacionados;
  •  Dados de controle de contas a receber que vá além do marcar as vendas a prazo e seus respectivos devedores, buscar informação de se esse cliente está pagando em dia,  grau de inadimplência;
  •  Informações sobre as contas a pagar,  se estão sendo pagas no prazo, encargos financeiros extraordinários gerados por inadimplência;
  •  Fazer levantamento de estoque e tempo que esse permanece na empresa.

Depois desse levantamento básico os indicadores de desempenho podem ajudar a ter mais informações, temos alguns posts desses temas aqui na comunidade de finanças confira para agregar mais conhecimentos e adquirir mais habilidades.

São eles: indicadores de capital de giro, indicadores de liquidez, indicadores de endividamento, análise vertical e horizontal além de ciclo operacional, econômico e financeiro.

Diante de todo esse arsenal de informações, estratégias devem ser definidas e prazos estipulados para atingimento dos objetivos quer sejam eles de manutenção da competitividade quer seja de expansão.

E aí, gostou da publicação?

Me conta o que achou nos comentários e continue nos acompanhando 😉

Se você ainda não faz parte da Comunidade de Finanças, não perca tempo e vem participar com a gente!

 

Finanças e Tributos

Ler conteúdo completo
Indicados para você