[ editar artigo]

Empreendedor: Comportamento x Finanças

Empreendedor: Comportamento x Finanças

Ultimamente tenho assistido o programa “Pesadelo na Cozinha” e isso tem me gerado muitas reflexões sobre como o comportamento de um empreendedor  impacta nas finanças pessoais e principais nas empresariais.

Se você ainda não assistiu esse programa, recomendo que assista o episódio abaixo e observe atentamente a postura dos empresários 👇🎬

A grande maioria dos empresários apresentados nesse programa possuem problemas financeiros, conflitos familiares e/ou com os funcionários.

Mas porque isso acontece? E o que isso tem a ver com finanças?

Bom... depois de assistir a vários episódios e observar com bastante calma, pude notar que esses empresários não assumem a responsabilidade pelo insucesso de seu negócio. Estão sempre colocando a culpa nos funcionários, no preço dos insumos, nas condições de trabalho ou na falta de dinheiro.

Porém, é nítido que o comportamento dos funcionários são apenas reflexos das atitudes impróprias e negativas dos proprietários.

O que vejo é um "empurra-empurra" de tarefas, onde ninguém assume a responsabilidade e com isso a empresa fica mal financeiramente, porque as pessoas não conseguem entregar ao cliente um produto ou serviço de qualidade.

E  como sabemos, cliente insatisfeito é sinal de empresa com problemas financeiros.

Obviamente que os problemas pessoais afetam no desempenho no trabalho. Mas se você é um empreendedor entenda  TANTO O SUCESSO QUANTO O FRACASSO DO SEU NEGÓCIO SÃO DE SUA RESPONSABILIDADE. SE AS COISAS VÃO BEM OU MAL VOCÊ É O CULPADO. Forte né!? Mas é a realidade.

Ninguém pode decidir mudar a estratégia do seu negócio ou tomar as decisões por você. É VOCÊ que precisa querer essa mudança e correr atrás.

Então tenho algumas dicas para você:

1.Pratique a autorresponsabilidade: Assuma a responsabilidade pelos erros e acertos dos seus funcionários, tome as rédeas da situação. Você verá como o compartamento da sua equipe mudará a partir dessa ação.

 

2.Seja exemplo: Não adianta você cobrar calma, bom atendimento, pontualidade e respeito de seus funcionários, se você não transmite isso a eles; 

 

3.Lembre-se de cuidar das coisas básicas e simples: Comece melhorando o básico do dia a dia, por exemplo: limpeza do ambiente, atendimento, arrumação do local, depois busque oferecer coisas diferentes.

 

4.Inove: Com a enorme concorrência que as empresas enfrentam hoje, se diferenciar, ter uma novidade é questão de sobrevivência. Então, reflita sobre essas perguntas 👉 Por que uma pessoa seria cliente do meu negócio e não do concorrente? O que eu posso fazer diferente? Qual a minha vantagem competitiva? Posso entregar mais do que o esperado?

 

5.Cuide das pessoas: As pessoas são a alma do negócio, afinal, tudo é feito com pessoas para outras pessoas. Seja cordial, tenha empatia, saiba ouvir sugestões dos funcionários e de seus clientes.

Crie diálogos, mostre aos seus funcionários a importância do seu negócio e a importância de buscar melhorias. Só com uma equipe atuando em sinergia é possível ter sucesso.

Papel, Negócios, Finanças, Documento, Escritório, Ar

E aí, me conta nos comentários se você já assistiu esse programa e se teve sacada também. 

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Suzanne Moura
Suzanne Moura Seguir

Apaixonada pela vida 💙 Formada em Administração, Pós-Graduada em Gestão de Pessoas e Consultoria Empresarial. Recepcionista e apoio a projeto do escritório de Toledo - SEBRAE/PR. Apoio Sebrae Delas 2019/2020

Ler conteúdo completo
Indicados para você