[ editar artigo]

Empreendedor tem salário mensal. Será?

Empreendedor tem salário mensal. Será?

Você que é empreendedor e trabalha por conta própria, sabe qual é o valor do seu salário mensal?

No meio empresarial uma das questões mais comuns, é o empreendedor dizer que não tem salário ou não sabe qual é o valor e hoje vamos falar um pouco sobre isso.

Geralmente não se define um salário “x” para o empreendedor e ele acaba retirando do caixa da empresa, valores aleatórios, conforme a necessidade pessoal. Assim muitas vezes, fica a falsa ilusão de que não se tem um salário, até porque acaba não retirando de uma única vez e sim em pequenas quantidades.

Uma das grandes dificuldades, especialmente para os pequenos negócios, é separar o dinheiro da empresa e dos sócios ou do empreendedor. E é nessa separação do dinheiro que moram muitos problemas, que fazem com que o empreendedor não saiba o valor do seu salário e para onde vai o dinheiro da empresa.

Ao salário do empreendedor dá-se o nome de pró-labore, que é uma remuneração mensal recebida pelo sócio administrador de uma empresa, em contrapartida aos serviços prestados a ela.

Todo trabalhador faz jus a um salário e com o empreendedor não é diferente. Para o trabalho que você desempenha na sua empresa, você precisa ser remunerado de alguma forma, caso contrário, como fica a motivação e as finanças pessoais?

Mas como definir um salário então?

Primeiramente reflita quais atividades você desempenha nesta empresa e se fosse para você contratar alguém, quanto estaria disposto a pagar? Ou quanto pediria de salário em outra empresa para exercer a mesma função?

Após essa análise, identifique como estão as suas finanças pessoais e qual é o mínimo de salário que você precisa, para que seja compatível com a sua realidade. Um salário que possa cobrir no mínimo todas as despesas, como água, energia elétrica, alimentação, empréstimos pessoais, despesas com veículo pessoal, farmácia, médicos, dentistas...entre outras despesas pessoais suas e da sua família.

Chegou a um valor? Que ótimo.

Agora insira esse valor no controle mensal de contas a pagar da sua empresa e analisando o fluxo de caixa dela, verifique em quais dias do mês será possível fazer as retiradas parciais, pois nem sempre será possível a retirada de uma única vez no quinto dia útil do mês, igual o pagamento dos colaboradores.

Ahh é bem importante essa questão de analisar o caixa da sua empresa, afinal se retirar um valor superior a capacidade de pagamento, pode estar inviabilizando o capital de giro da empresa e deixando de cumprir com obrigações futuras. E aqui na comunidade tem diversas postagens sobre como equilibrar as finanças.

Cuidar das finanças é uma necessidade básica e agora mais ainda, então não descuide e se precisar de apoio de um especialista, entre em contato com o Sebrae, em um dos canais digitais.

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail ou 0800 570 0800 :)

Finanças e Tributos

Ler conteúdo completo
Indicados para você