[ editar artigo]

Empreender na crise: As 4 grandes lições

Empreender na crise: As 4 grandes lições

Mesmo diante de tantas dificuldades impostas pela crise do coronavírus, o Brasil registrou um número recorde de empreendedores. Sabemos que não existe fórmula mágica para o sucesso, mas podemos nos espelhar em lições de quem está tendo resultados, para aplicar nas nossas empresas também. 

OSurreal Mundo De Any Malu Bora Bora Bora GIF - OSurrealMundoDeAnyMalu BoraBoraBora VamosVamosVamos GIFs

1 – Ter dinheiro em caixa para as urgências 

A vida de empreendedor não é fácil, principalmente para quem está começando agora. Pode parecer estranho falar sobre ter dinheiro em caixa quando a gente sabe que a realidade das pequenas empresas é ter apenas o suficiente para equilibrar as contas (pelo menos nos primeiros meses do negócio).

Porém, é importante manter um fluxo de caixa organizado, desta forma você poderá se programar para economizar quando a situação assim o permitir. Não tenha em mente um valor muito alto para guardar mensalmente, lembre-se que pequenas quantias fazem toda a diferença a longo prazo.

2 – Faça planos de longo e de curto prazo

Uma coisa que aprendemos em 2020 é que tudo pode mudar muito rapidamente, portanto é hora de rever a forma como você projeta os seus negócios. Isso não quer dizer que você não deva fazer planejamentos a longo prazo. Aliás, saber onde quer chegar, e como se planejar para chegar até lá, jamais deve ser algo a ser descartado.

Mas, se a pandemia nos ensinou algo, essa lição foi: aposte também em planos a curto prazo.

Você pode, por exemplo, começar a se planejar em diversos cenários, ao invés de apenas usar apenas os tradicionais planos anuais ou semestrais.

Criar estratégias trimestrais ou até mesmo mensais, às vezes, pode simplificar a dinâmica de metas, resultados e avaliações. Dessa forma, você consegue identificar mais rápido o que funciona e o que pode melhorar. Seja ágil ao tomar decisões. 
 

3 – Invista em inovação

Apesar de se falar tanto em transformação digital, o Sebrae identificou que 43% dos negócios ainda fazem a gestão financeira “em uma folha de papel ou caderno”. 

Inovar, é fazer  algo de forma mais otimizada!

4 – Cuide da experiência do cliente

O cliente deve estar no topo das suas prioridades, por isso você deve se perguntar sempre se está atendendo todas as suas expectativas, desde o produto/serviço que você oferece, passando pelo atendimento, venda e pós venda.

Você pode se apoiar em três componentes para implementar uma transformação bem-sucedida na experiência do cliente: propósito, transformação do negócio e viabilização da transformação. 

Por fim, coragem é a palavra-chave para qualquer negócio de sucesso. 

Dúvidas? Deixe seu comentário!

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Mariana Carvalho
Mariana Carvalho Seguir

Consultora do SEBRAE/PR | Especialista em Gestão Financeira | Especialista em Gestão Empresarial | Especialista em Controladoria | Head da Comunidade Sebrae de Finanças e Tributos | Mentora de Educação Financeira

Ler conteúdo completo
Indicados para você