[ editar artigo]

Equilibrando as Contas.

Equilibrando as Contas.

 

Finanças e Tributos são temas muito importante para os  dias atuais. Estão diretamente relacionados à vida das Pessoas, das Empresas e do Governo. Importante a integração entre os diversos setores e a adequada atuação dos Gestores Sociais, Gestores Públicos, Profissionais Liberais, Autônomos e Estudantes. Jovens, Adultos e Melhor Idade podem e devem colaborar para amenizar os Problemas Relacionados a Pandemia / COVID-19 e busca de Alternativas que favoreça o Equilíbrio da Economia Local, Regional, Estadual e Nacional.

Penso que a Filosofia e Doutrina Associativista e Cooperativista, aliada a preparação de Pessoas, para atuarem na adequada Liderança de Ações Diversas favorecerá o retorno do Homem do Campo que foi para os Grandes Centros Urbanos retornarem ao Campo. 

Vejo falar muito no Apoio às Micro e Pequenas Empresas em função da Quantidade de Empreendimentos e da Oferta de Empregos.

Os Empreendedores estão conscientes da necessidade de mudanças relacionadas às suas atitudes e comportamentos nas áreas de Gestão, Inovação, Tecnologia, Recursos Humanos e Investimentos para elevar a produção e produtividade de bens e serviços.

Providências precisam ser tomadas em favor da redução do Oligopólio Financeiro e estes estarem mais harmoniosos em contribuir com a disponibilidade de Linhas de Crédito para o Futuro Empreendedor, para o Micro Empreendedor Individual e para as Micro e Pequenas Empresas. 

Linhas de Crédito para Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas a Taxas de Juros Favoráveis aos desejados Clientes para que estes consigam não só tomar um Empréstimo e Pagar a Conta. Mas, ter resultado positivo que permita novos investimentos, expansão e modernização dos Negócios.

A inadequada estrutura rural relacionada a Energia Elétrica, Estradas Vicinais, Pontes se melhorada favorecerá os Pequenos Produtores Rurais aumentar sua produção e disponibilizar alimentos para os centros urbanos. No campo podemos ter mais Empregos, mais Empreendedores. Todavia, a Assistência Técnica faz-se preciso. Também a disponibilidade de Máquinas e Equipamentos para as Associações e Cooperativas. Assim poderemos fortalecer o Agronegócio, Qualidade de Vida e Felicidade de nossa Gente. Se providências nesta direção não forem tomadas haverá a centralização da Terra na mão de alguns Latifundiários, Concentração da Renda e Desigualdade Humana Crescente. 

Concluindo, a Redução da Pobreza Nacional, no nosso Querido Brasil, está condicionada à Estratégias Direcionadas a Agricultura e Empreendimentos Coletivos. Caberá aos Membros dessas Organizações Eleger Pessoas do Bem, Ética, Caráter e Responsabilidade para a Adequada Gestão das Empresas e Estímulo ao envolvimento de todas as Pessoas de cada Família, na prestação de serviços que favoreça a Agricultura Familiar, Oferta de Produtos e Serviços de Qualidade e Fixação do Homem no Campo.

O Planejamento deverá estar associada ao trabalho de Educação Cooperativista e Cultural, Preparação de Lideranças, Orientação Técnica sobre os Processos de Produção de Alimentos, Embalagens, Registros Legais e Marketing. Reduzir a carga tributária  favorecerá preço de venda satisfatório dos Produtos Comercializados e Industrializados. Esta decisão permitirá maior volume de vendas  e o consequente aumento da Arrecadação por parte do Governo, disponibilidade de um maior número de Empregos e um Adequado Equilíbrio das Receitas e Despesas dos Empreendimentos e das Famílias, que hoje vivem em dificuldade pela visão Individualista das Pessoas.

Eduardo Andrade Couto.

Analista Técnico - SEBRAE/BA

eduardo.couto@ba.sebrae.com.br

 

Finanças e Tributos

Ler conteúdo completo
Indicados para você