[ editar artigo]

Gestão Financeira: saiba como sair do vermelho

Gestão Financeira: saiba como sair do vermelho

Empresário(a) início este artigo com a seguinte pergunta: você sabe exatamente quais são as disponibilidades do seu negócio neste momento? Se sua resposta iniciou-se com "eu acho" saiba, você precisa realizar a efetiva e eficiente Gestão Financeira dos recursos do seu negócio.

Conforme pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), à Taxa de Mortalidade das empresas, em especial dos micros e pequenos negócios, é de 02 a 05 anos, número este assustador. Isso se dá principalmente pela inexistência ou insuficiência de controle financeiros, os quais inviabilizam à direção, controle e coordenação do seu empreendimento, além de impossibilitar que você identifique gargalos e oportunidade financeiras.

Nesse sentido, é de suma importância que você passe a realizar, de forma assertiva e prudente, a gestão financeira, afinal trata-se do conjunto de ações utilizadas que impactam diretamente na saúde financeira do seu negócio. Também deve-se constituir estratégias financeiras, alinhadas com rigor ao planejamento, cujas trarão benefícios para a sua empresa e consequentemente, para a sua vida pessoal. 

Abaixo reúno métodos estratégicos de planejamento que o(a) auxiliarão no seu cotidiano empresarial:

 

1 - Organize-se

Não é possível falarmos de gestão financeira e negligenciar à organização, essa é a palavra-chave de qualquer negócio. Para que o seu negócio performe você precisa de orçar e planejar, atuar no dia a dia empresarial à deriva, adaptando-se conforme cada cenário sem a devida antecedência, irá comprometer a solvência do seu empreendimento.

Não importa, a priori, se irá iniciar o seu controle financeiro através do bom e usual caderninho ou através de software de gestão, desde que à faça com comprometimento e seriedade.

 

2 - Hábitos de Atualizações

Não basta apenas organizar o dia a dia empresarial, você também deve constituir o hábito de acompanhar suas finanças de perto. É crucial que você faça os registros, sejam esses de entradas (receitas) ou saídas (pagamentos), de forma periódica, pelo menos uma vez por dia, observando sua ocorrência.

A importância dessa periodicidade está correlata a centralização de informações tempestivas, evitando-se que dados sejam perdidos, esquecidos ou até mesmo que frustem as identificações de transações dado a confusa forma de registro.

 

3 - Reconhecimento de Necessidades

Tratando-se ainda do planejamento, é primordial que você identifique, determine e reconheça as necessidades do seu negócio, afinal nem tudo é prioridade. Lembre-se, a medida que seu negócio cresce é importante avaliar à adoção de sistemas de gestão financeiras integrados e intuitivos, os quais permitirão maior dinamismo e praticidade no registro e controle desses dados.

 

4 - Avalie os Dados

Não adianta realizar o controle e não saber identificar as oportunidades condicionadas, não é verdade? Para isto, realize estudos e análises de seus números, veja e identifique as vantagens de negócios e sendo o caso, saiba o momento de "pisar no freio".

 

5 - Conte com a Contabilidade Consultiva

Contar com o auxílio e expertise de uma Contabilidade Consultiva permitirá que você concentre-se no core business, ou seja, no coração do seu negócio e nas atividades desse núcleo. Assim se torna mais fácil e assertivo cuidar da saúde financeira do seu empreendimento. Pois, estará de posse de dados detalhados e entendíveis em face do seu negócio, os quais contribuirão para a prosperidade e solidez desse.

Sem mais delongas, como você pode perceber, motivos não faltam para que você inicie hoje a adoção de um controle financeiro eficiente, cujo lhe permitirá realizar melhores planejamentos, assegurando-se maior assertividade no dia a dia empresarial e competitividade diante do mercado externo.

 

Guilherme Nogueira

Contador

CRC/MG nº 121.999/O.

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você