[ editar artigo]

Margem bruta, chega de confusão!

Margem bruta, chega de confusão!

Compartilho com vocês um assunto que é simples em si, mas ainda gera uma certa confusão para alguns empresários, a margem bruta.

A margem bruta é um importante indicador, tanto para investidores quanto para os gestores do negócio, uma vez que nos mostra quanto sobra do dinheiro gerado pelas vendas de uma empresa, que servirá para pagar o restante das despesas.

A margem bruta é capaz de nos mostrar o quanto sobra das receitas da companhia após deduzir os custos de comprar ou fabricar seus produtos. Vale ressaltar que a margem bruta não leva em consideração despesas administrativas e de vendas.

Podemos dizer que a margem bruta mede a rentabilidade do seu negócio, ou seja, qual a porcentagem de lucro que você ganha com cada venda.

Para calcular você usará a seguinte fórmula:

Margem Bruta = Lucro bruto/receita total x 100.

Considere que uma empresa de tem uma receita bruta de R$ 15.000,00.

Para executar essas vendas, é preciso descontar os custos diretamente envolvidos como R$ 4.000 de matéria prima, R$ 1.000 de frete e R$ 4.000,00 de armazenamento. Então, o lucro bruto seria R$6.000,00.

Então, assumindo o mesmo exemplo acima, teríamos:

R$6.000 (lucro bruto) /R$15.000 (receita total) x 100 = 40% de margem bruta.

De maneira ampla, este indicador deve ser utilizado para observar a dinâmica dos custos. O empresário deve estar sempre atento aos movimentos de aumento ou diminuição de margens, buscando entender suas causas. Além disso, cabe frisar que todo indicador deve ser utilizado em conjunto com outros. Sozinha, a margem bruta não é capaz de respaldar decisões importante.

Deixe seu comentário se houver alguma dúvida! :D 

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Peterson Boito
Peterson Boito Seguir

Consultor Financeiro- Especialista em Gestão Financeira Empresarial

Ler conteúdo completo
Indicados para você