[ editar artigo]

Produtividade: Porque investir na educação financeira de colaboradores?

Produtividade: Porque investir na educação financeira de colaboradores?

Todo empresário sabe da importância da produtividade para o crescimento de seu negócio. O que muitos desconhecem é que a questão financeira dos colaboradores pode prejudicar essa produtividade.

O cenário dos últimos meses trouxe desafios para empresários e colaboradores no que diz respeito a finanças, o aumento das dívidas, inadimplências e incertezas trazem à tona o estresse financeiro e seus impactos negativos.

Sabe-se que uma vida financeira conturbada influencia toda a rotina de um indivíduo. Por exemplo: um colaborador que não conseguiu quitar suas contas, está com o crédito bloqueado no comércio, ou que possui instituições de cobrança telefonando para obter um posicionamento, terá sua produtividade comprometida, pois além de estar frustrado precisará administrar esses problemas, tendo às vezes até mesmo que se ausentar para resolver pendências ou faltando com atenção devida ao seu cliente.

 

Como auxiliar seu colaborador e aumentar a produtividade de sua equipe?

  1. Ofereça educação financeira

Algumas medidas podem ser usadas nesse sentido, como:

Com essas práticas, é possível identificar os principais problemas enfrentados pelos seus colaboradores, e dar início a um processo mais personalizado de auxílio.

Afinal de contas, é necessário primeiro orientar sobre como poupar e se planejar antes de oferecer opções de investimento.

 

2. Faça pesquisas e reuniões

O assunto tende a ser delicado. Por isso, o envio de pesquisas pode ser elementar para entender o problema real dos seus funcionários. Assim, fica fácil compor um programa de ações que gere ajuda nas finanças dos funcionários e aumente a produtividade.

 

3. Crie um programa de bem-estar financeiro

Alguns exemplos que buscam oferecer um auxílio de qualidade para os seus colaboradores:

  • reserva de emergência que pode ser acordada, com o colaborador, e poupada direta e automaticamente da folha de pagamento. Assim, ela vai ser usada apenas em casos emergenciais;

  • planos de previdência, no qual a empresa estimula a poupança depositando a mesma quantia (ou mais) do que o colaborador em um plano de investimento;

  • planos de auxílio financeiro individuais — normalmente, feitos em parceria com empresas especialistas;

  • renegociação de dívidas com base em parcerias, também, mas agora com instituições financeiras.

Agora você já sabe porque uma empresa deve investir na educação financeira de seus colaboradores para aumentar a produtividade e continuar crescendo no mercado.

E aí, gostou da publicação?

Conta para a gente o que achou nos comentários e continue nos acompanhando 😉

Se você ainda não faz parte da Comunidade de Finanças, não perca tempo e vem participar com a gente!

O Sebrae está com atendimento 100% digital neste período. Mesmo de casa, vamos orientar você com relação a sua empresa.

Nos acione através dos seguintes canais:

🔵 WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail 🔵

 

Comunidade Sebrae
Suzanne Moura
Suzanne Moura Seguir

Administradora, pós graduanda em Gestão de Pessoas e Consultoria Empresarial. Recepcionista e apoio a projeto do escritório de Toledo - SEBRAE/PR.

Ler matéria completa
Indicados para você