[ editar artigo]

Provisionamento das despesas de final de ano: comece agora!

Provisionamento das despesas de final de ano: comece agora!

A virada do ano é um ótimo momento para planejar novas metas, certo? Porém, também é nessa época que surgem contas que podem multiplicar os gastos para a maioria dos brasileiros. Despesas como: IPTU, IPVA, matrícula e compra de materiais escolares são inevitáveis no começo do ano. Juntamente com esses custos, os abusos cometidos com as festas de Natal e Réveillon pesam no orçamento.

Obviamente que, com a crise atual, o cenário pode se mostrar bem diferente quando chegarmos em dezembro de 2020, a COVID-19 não permitirá as viagens de fim de ano, as aglomerações mesmo que em família e consequentemente, poderemos poupar um pouco nosso orçamento.

Muitas pessoas não costumam fazer nenhum planejamento financeiro se endividam ao final do ano. Para que você não passe mais por isso, é preciso começar a se preparar desde já! 💸
 

Planeje suas receitas e despesas com antecedência 🖍️

Quantas vezes você já pensou “Eu sei que vou gastar X em determinada situação, então vou começar a juntar esse dinheiro agora” ou “Quanto eu preciso economizar todos os meses para alcançar minha meta daqui um ano?”

Muito mais do que estabelecer metas, o provisionamento financeiro inclui conhecer todas as receitas e despesas do orçamento. É necessário compreender exatamente como é o seu fluxo de caixa. Algumas pessoas não conseguem fazer esse planejamento, pois muitos têm o costume de gastar no cartão de crédito ou colocar suas contas no débito automático, fazendo com que a contabilidade fique mascarada. Com o provisionamento das despesas, você consegue enxergar a sua vida financeira e saber o momento em que precisará dar mais atenção a esse setor.

Quando você faz um planejamento trimestral, por exemplo, é possível calcular seus gastos e o quanto sobra, para fazer investimentos ou até mesmo para uma reserva de emergência.

Em tempos de crise, ter esse controle pode fazer toda diferença!


Evite parcelamentos que engessam seu orçamento 💳

Sabe quando você se encanta por um produto, mas logo vê que ele não cabe no seu bolso? É nessa hora que você começa a fazer alguns cálculos mentais para ver se ao parcelar a compra em suaves prestações, consegue adquiri-lo. Porém, é aí que mora o perigo! O parcelamento de compras deve ser utilizado com moderação. Lembre-se de que ao parcelar compras, você vai lidar com juros embutidos. Se possível pague à vista e negocie um bom desconto.

Quem usa cartão de crédito também tem grandes chances de fazer compras por impulso. Quando você se dispõe a pagar à vista, percebe o real impacto que o gasto pode causar na sua conta bancária.

Ao analisar o valor de uma parcela, podemos ter a falsa impressão de que ela não pesará no bolso, mas esquecemos que as parcelas chegam na sua fatura - e você pode não ter esse dinheiro para quitá-las. Portanto, analise o cenário antes de prolongar os gastos extras!

Mapeie as despesas 🔖

Crie o hábito de incluir um mapeamento das despesas no planejamento financeiro. Além dos impostos pagos, é importante estruturar os gastos essenciais, mas que variam de acordo com o consumo, contas de água e de luz. Uma boa dica é colocar todas as despesas em uma planilha ou em um aplicativo para possíveis reajustes nos gastos. Mesmo que você não seja adepto da tecnologia, é possível anotar tudo em um caderninho.

Elimine gastos “fantasmas” 👻

Identifique gastos que ficam invisíveis na rotina. Você já parou para pensar que muitas vezes pagamos por serviços que não utilizamos? Mesmo que essas despesas tenham baixo custo mensal, no final do ano elas podem fazer uma grande diferença. Que tal guardar esse dinheiro para uma viagem ou até mesmo para realizar outro objetivo?

Calcule uma reserva de emergência 🐖

Imprevistos podem surgir a qualquer momento, certo? O momento de crise financeira que estamos vivendo ocasionada pela chegada do coronavírus é a maior prova de que nossas vidas podem simplesmente virar de ponta cabeça de um dia para o outro! Por isso, é importante incluir no planejamento um espaço para criar uma reserva de emergência.

Quantos empreendedores estariam preparados para enfrentar este momento difícil, se tivessem uma reserva de emergência?


Sabemos que na teoria é tudo lindo e complicado  é implementar estas boas práticas de gestão financeira no seu negócio. MAS, é preciso começar! Você pode calcular seu custo mensal e reservar uma quantia para os perrengues. No entanto, esse dinheiro só deve ser utilizado em casos de extrema urgência. 

📍 Em resumo, viva a realidade que a sua renda permite, trocando gastos desnecessários pela chance de tornar suas promessas realidade. Planeje o que traz satisfação e revise as metas ao longo do ano para fazer ajustes a partir de erros. O ideal é não perder o foco! 

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você! ✔️🙂

Precisa de ajuda? Fale com o Sebrae: 0800 570 0800 ou acesse nosso Portal

Estamos com atendimento online, para você empreendedor ♥️ 

Finanças e Tributos

Comunidade Sebrae
Sebrae Paraná
Sebrae Paraná Seguir

Especialista em Pequenos Negócios - Atendimento ao Cliente | Marketing | Marketing Digital | Finanças | Gestão | Empreendedorismo | Comunicação | Inovação

Ler conteúdo completo
Indicados para você