[ editar artigo]

Quais os rumos da inovação pelos Parques Tecnológicos no Paraná?

Quais os rumos da inovação pelos Parques Tecnológicos no Paraná?

 

Com o propósito de alinhar as perspectivas do Sistema Estadual de Parques Tecnológicos e a sua atuação entre os 18 (dezoito) parques credenciados provisoriamente no Paraná, as coordenações dos grupos de trabalho apresentaram em conferência web o status e temáticas das ações definidas em planejamento estratégico do Conselho.

O SEPARTEC tem a missão de elaborar política pública na implantação de parques tecnológicos, entre as funções estão as de mapear as iniciativas existentes, aprovar e acompanhar a implantação dos parques, além de buscar fontes de recursos para os projetos. Presidido pelo governador Ratinho Júnior, o Sistema conta com a participação de secretarias de Estado, universidades, entidades representativas de classe e institutos de pesquisas. Já abordamos aqui na Comunidade Ambientes de Inovação a organização e as particularidades do SEPARTEC, confira o texto no link.

O encontro do último dia 05 teve a abertura do Superintende de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SETI, Aldo Bona, e a participação de mais de 70 lideranças dos ecossistemas de inovação de todas as regiões do estado do Paraná. E o desdobramento foi apresentado nessa ordem:

Câmara Universidade - Empresa

As ações da Câmara Temática são coordenadas pelo professor Zaki Akel da UFPR, e apresentaram as seguintes prioridades:

• Incrementar a competitividade das empresas por meio da sinergia entre Universidades/Empresas; • Sensibilizar empresários para investir em projetos de P,D&I nas Universidades, baseado em suas demandas; • Estimular as empresas a ampliarem a oferta de oportunidades formativas (residência técnica, estágios, treinamentos); • Estimular o compartilhamento de infraestrutura tecnológica entre Universidades, Institutos e Empresas para potencializar a inovação; • Definir os setores estratégicos para inovação nos Parques Tecnológicos do Estado do Paraná; • Aproximar os atores de cada região do Estado para que interajam e realizem projetos em conjunto com os Parques Tecnológicos; • Elaborar programa integrado de promoção da cultura de empreendedorismo e inovação no Estado do Paraná; • Fortalecer o cadastro de ativos tecnológicos do Estado: Parque Tecnológico Virtual do Paraná, Ipardes, Paraná Cidade, etc; • Promover eventos integrando Parques  Tecnológicos,  Universidades, Empresas,  NITs, agências de inovação, pesquisadores, entidades, empresários e suas redes; • Direcionar para que as atividades das Universidades sejam aplicadas para contemplar demandas do setor produtivo; • Criar um conselho de gestores das Universidades, institutos e ICTIs para identificar e realizar ações em prol da inovação do estado; • Sensibilizar e qualificar os docentes e pesquisadores das Universidades para terem visão empreendedora e inovadora; • Estimular alunos de graduação, mestrado, doutorado a realizarem projetos de ensino, pesquisa e extensão conectados com a demanda do mundo produtivo e do setor público; • Orientar a adequação de propostas curriculares às demandas da sociedade; • Estruturar um Curso de Especialização em Gestão de Ambientes Promotores de Inovação - GAPI; • Estruturação de um Programa de Residência Técnica; • Elaboração de um Evento de Articulação do Ecossistema de Inovação do Estado do Paraná a ser realizado durante a Semana Paraná Inovador em outubro deste ano.

Câmara Gestão e Governança

A Câmara Temática é coordenada pelo consultor Weliton Perdomo do SEBRAE/PR e estão entre as ações que estão sendo desenvolvidas:

• O trabalho no instrumento de avaliação e credenciamento definitivo dos parques e no sistema de monitoramento e gestão estratégica por indicadores;

• O Plano de Aperfeiçoamento e Performance dos ambientes de parques e o Programa de Qualificação para os atores dos ecossistemas de inovação;

• Eventos Regionais de compartilhamento e boas práticas;

• Ações como capacitação, monitoria, exposição e encontro de negócios;

• E o Encontro Estadual de Parques Tecnológicos e Ambientes de Inovação.

Câmara Marco Legal

Na coordenação da professora Claudia Crisóstimo da Unicentro, a Câmara Temática atua no aperfeiçoamento dos marcos regulatórios e legais de interesse dos parques tecnológicos, e são ações em curso:

• O anteprojeto da nova Lei de Inovação do Paraná;

• E o decreto de restruturação do SEPARTEC.

Câmara Financiamento

Coordenada atualmente pela gerente de planejamento do BRDE, Lisiane Astarita, a Câmara Temática planeja e articula ações de fomento e incentivo aos ambientes inovadores:

• Trabalha hoje na estruturação dos Fundos de Apoio a Inovação.

 

Se você faz parte de uma das iniciativas de Parques Tecnológicos credenciados pelo SEPARTEC e deseja ter acesso a apresentação completa, deixe nos comentários o seu contato que enviamos pra você. E para continuar acessando esse e outros conteúdos não deixe de PARTICIPAR da Comunidade Ambientes de Inovação.

 

"O ano de 2020 será importante para a consolidação da estratégia e fortalecimento do Paraná como Estado Inovador, os eixos planejados pelo SEPARTEC e todas as instituições que fazem parte, são componentes fundamentais para que os ambientes de inovação, assim como as empresas, venham superar esse momento de desafio constante para a economia mundial".

 

Para contato com o SEPARTEC procure pela Secretaria Executiva por José Maurino.

Ambientes de Inovação

Comunidade Sebrae
Weliton Perdomo
Weliton Perdomo Seguir

Coordenador Estadual de Inovação do SEBRAE/PR, mestre em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação.

Ler conteúdo completo
Indicados para você