[ editar artigo]

COMO INOVAR EM TEMPOS DE PANDEMIA? | Guia de Tendências 2020-21

COMO INOVAR EM TEMPOS DE PANDEMIA? | Guia de Tendências 2020-21

A pandemia do Coronavírus fragilizou o mundo, impactando não apenas nossas vidas pessoais como também nossos negócios. Os empreendedores mais antenados, porém, logo passaram a acompanhar as novas relações que estão se estabelecendo no mercado a partir de agora. Pensando nisso, o Sebrae lançou recentemente o Guia de Tendências 2020-21: Sociedade e Consumo em Tempos de Pandemia, que traz uma série de informações sobre as novas mentalidades de consumo e novas configurações laborais, durante e pós-pandemia. 

 

Embora o Guia seja de extrema importância para que você, empreendedor inovador, possa compreender melhor sobre o novo cenário global, sabemos que ainda assim "um exemplo pode valer mais que mil palavras”. Por isso agora trazemos este artigo, que contém diversos exemplos de iniciativas no seu setor que estão captando muito bem o atual Zeitgeist e as novas tendências de mercado!

Fonte: Sound of Colleagues

 

Recentemente os jeitos de se "fazer trabalho" viraram de ponta cabeça, não é mesmo? Desde o anúncio da pandemia, nunca se falou tanto sobre trabalho remoto ou home office, e de grandes empresas a pequenos empreendedores, todos estão tendo que se adaptar. Tem sido necessário realocar colaboradores, digitalizar processos, flexibilizar escalas de trabalho e até mesmo cancelar ou adiar viagens e eventos. Atualmente as reuniões tem acontecido todas por videoconferência, e para os ambientes que precisaram se manter abertos presencialmente, todo e qualquer cuidado quanto a higienização e descontaminação tornaram-se regras indiscutíveis. Mas o que fazer para facilitar tudo isso e amenizar as possíveis confusões em meio a esta brusca transição?

 

Na França, por exemplo, o evento Laval Virtual que estava previsto para receber mais de 20 mil visitantes presencialmente precisaria ser cancelado devido à pandemia. Mas graças à plataforma VirBELA, ele pôde ser realizado em um campus virtual, onde os milhares de participantes conseguiram desfrutar de diferentes auditórios e ambientes de apoio. Isso porque o VirBELA oferece um espaço 3D em que os participantes podem criar seus avatares também 3D, similar a um jogo, e vivenciar uma simulação completamente virtual de espaços de eventos e reuniões. Os usuários que se inscrevem no VirBELA podem usufruir de 4 modalidades: Campus Aberto, gratuito, que disponibiliza uma ilha completa com diversos ambientes para conhecer a comunidade; Team Suites, pago, em que é possível utilizar um ambiente restrito, para até 100 participantes; Campus Privado, pago, para até 25 mil pessoas; e Grandes Espaços, também pago, em que o cliente pode solicitar ao VirBELA o desenvolvimento de espaços totalmente personalizados.

 

Para quem está com dificuldades em lidar com o home office, há também um treinamento online oferecido gratuitamente pela Maratona do Home Office. Com quatro dias de duração, o usuário pode se inscrever no próprio site da Maratona do Home Office e logo dar início ao curso, que aborda temas como produtividade, organização de rotina, realização de videoconferências e gerenciamento remoto de equipes e colaboradores. Os que já se adaptaram ao modelo o home office, porém, talvez estejam começando a enfrentar outras questões, como a solidão ou a sensação de não estar em um ambiente de trabalho. Para amenizar isso, o Sound of Colleagues foi criado visando especialmente criar uma atmosfera sonora similar a de escritórios e cafeterias. O site, também gratuito, permite acionar sons como conversas "de longe", barulhos de máquinas de café, teclados de computador e até latidos de um mascote do local. Cada som ainda é ajustável, o que permite que o usuário personalize o conjunto da forma que mais o agrada. 

 

Reuniões em home office 'ok', rotina de home office 'ok', vivência de home office 'ok'... E o que fazer na hora de comer?  É o que o Uber Eats está tentando ajudar a solucionar com seus vouchers de almoço. Na proposta, empresas podem assinar planos de refeições personalizadas para funcionários ou clientes, sendo possível atender desde pequenas equipes de colaboradores até eventos virtuais com mais de mil participantes. Ao assinar o plano, os administradores das empresas ganham acesso a um painel exclusivamente liberado em seus apps, para que possam gerir detalhes da distribuição dos vouchers, como limites de valor e de horários. Desse modo, os "beneficiários" recebem seus vouchers diretamente em suas contas pessoais no aplicativo e podem escolher tranquilamente as refeições que receberão em casa, de acordo com as definições pré-estabelecidas pelas empresas.

 

Apesar de parecer haver boas soluções para o trabalho remoto, há um outro ponto que talvez esteja deixando algumas empresas ou empreendedores ainda sem respostas: o que fazer com os ambientes presenciais no momento inutilizados?

 

Fonte: Fast Company

 

Nos Estados Unidos, duas instituições de diferentes setores se uniram para solucionar o problema e estão dando um show de exemplo. Um prédio de oito andares da Amazon, localizado em Seattle, está sendo compartilhado com a organização sem fins lucrativos Mary's Place, que ajuda desabrigados. O espaço é atualmente o maior abrigo familiar do estado de Washington, com uma extensão de 63 mil metros quadrados e espaço para até 200 pessoas. Ao todo, o edifício está sendo dividido longitudinalmente entre as duas instituições, de modo que uma metade é ocupada pela ONG e a outra pela gigante do varejo. Além disso, as alterações no prédio foram cuidadosamente projetadas para que ambas possam operar com privacidade e segurança, de modo que cada metade do edifício tem sua própria entrada e elevadores, e paredes com reforço acústico. 

 

Após ver todos estes exemplos, não há dúvidas de que por mais difíceis e turbulentos que os tempos pareçam, sempre haverá soluções. A hiperconectividade e uma vasta oferta de recursos digitais abriram novas portas para o dia-a-dia das pessoas, e consequentemente também para o mercado. Mas mesmo o "mundo presencial", que atualmente se encontra em uma espécie de hiatus parcial, mostra novas oportunidades graças às habilidades humanas - estas já muito antigas, mas sempre muito atuais. Flexibilidade, criatividade e curiosidade são as qualidades que durante toda a história nos fizeram resistir às mudanças, mesmo as mais tempestuosas. Aos empreendedores que desejam seguir de pé em suas jornadas, agora será mais do que nunca necessário abrir-se a novas ideias e formatos. Por isso perguntamos a você, leitor:

 

Como você tem utilizado suas habilidades de flexibilidade, criatividade e curiosidade a favor do seu negócio? Enquanto empreendedor e inovador, você está realmente aberto ao novo e diferente?


Para mais ideias inspiradoras, confira o nosso Guia de Tendências 2020-21: Sociedade e Consumo em Tempos de Pandemia!

Ambientes de Inovação

Comunidade Sebrae
Mauricio Reck
Mauricio Reck Seguir

Consultor de Inovação no Sebrae/PR & CEO na UNA Smart!

Ler conteúdo completo
Indicados para você