[ editar artigo]

O que aprendi nos processos de avaliação e mentoria às startups?

O que aprendi nos processos de avaliação e mentoria às startups?

Desde 2015 tenho tido a grata experiência de me aproximar de startups, projetos e ideias maravilhosas. Em 2015 me tornei agente InovAtiva Brasil, e assim permaneci até o final de 2019, o meu trabalho era basicamente estimular boas ideias a se inscreverem no Programa gratuito de aceleração. E isto fiz, visitando municípios que estavam implementando seus hubs de inovação, potencializando as instituições educacionais e fomentando o empreendedorismo no meio acadêmico. A partir de 2016 comecei a participar de bancas de avaliação de startups, ideias e negócios e dos processos de mentoria em alguns programas de aceleração nacionais e internacionais, que na maioria permaneço até o momento.

Resumo feito, vem a descrição de uma parte deste aprendizado, em tópicos. Aprendi que:

Ideias sempre são boas, mas precisam de uma equipe que a direcione e concretize.

A inovação acontece a partir de pessoas, e estes ambientes dentro de empresas, escolas e academias precisam ser fomentados.

Valorize os empreendedores que conhecer, eles estão fazendo o seu melhor para obter o resultado que sonham.

Empreendedores às vezes querem abraçar o mundo com suas soluções, por terem muitas ideias, e alguns se perdem por muito pouco. Escolhem foco inadequado para o momento e clientela, ou não definem um foco para destinar suas energias.

Sempre aprendemos muito com os empreendedores, e tentamos contribuir com o que acreditamos conhecer. Cabe a cada lado, avaliar o que lhe serve naquele momento.

Para submeter uma ideia ou projeto em um edital (de qual formato/tipo for) é necessário sair da escrita para a academia, e para si mesmo e se colocar no lugar de quem nunca ouviu falar de sua ideia. Será a única oportunidade que terá de apresentar sua ideia/projeto/negócio, e precisa estar clara quanto o que faz, onde quer chegar, com quem pode contar (equipe), a quem beneficia, quanto custará para colocar em prática, e de onde/como virão as receitas. No mínimo!

Alguns empreendedores, imaginam que investidores virão para salvar sua ideia das despesas já assumidas. No universo dos investimentos, funciona, similar aos relacionamentos amorosos: passado, passou! Quem vem depois, quer projeção de futuro e ações no presente.

Transitar neste universo, neste ecossistema de inovação, soluções e empreendedorismo raiz ativa e fortalece em muito, a criatividade, a interconexão de coisas que parecem não ter conexão alguma, promove uma verdadeira sinapse de possibilidades de um mundo melhor a todos (pessoas, sociedade, governos e negócios).

Por hoje, fico por aqui, mas logo retorno para trazer um pouco mais do que aprendo nestes processos, das maravilhosas ideias que vejo (autorizada pelos empreendedores, claro), e do universo de possibilidades que vislumbro através destas lentes tão significativas da inovação, olhando para ambientes inóspitos e muitas vezes inacreditáveis de se construir.

 

Para ter acesso a este e outros conteúdos PARTICIPE (clique em participar) da Comunidade Ambientes de Inovação.

Quer saber sobre editais? Siga meu perfil na comunidade e receba os avisos!

Tem dúvidas, contribuições ou sugestões? Comente aqui 👇

______________________

 

 

 

 

Ambientes de Inovação

Comunidade Sebrae
Silviane Del Conte Curi
Silviane Del Conte Curi Seguir

Analista de projetos de inovação e impacto na Inpar Soluções, Mentora Hack Brazil, 2018/19; InovAtiva Brasil 2016/20; Aliança Empreendedora 2017/19. Agente InovAtiva, 2015/19. Avaliadora: MIT Inclusive Innovation 2018/20; 100K Latam 2019; Sinapse PR

Ler conteúdo completo
Indicados para você