[ editar artigo]

O que é a ISO 56002 – Gestão da Inovação

O que é a ISO 56002 – Gestão da Inovação

A ISO 56002:2019 cria um sistema de gestão da inovação para auxiliar empresas e instituições a promoverem inovações. Tudo de forma mais orientada e com garantia de resultados.

Mas, o que é essa norma e como ela pode ajudar a minha empresa?

International Organization for Standardization (ISO) é uma organização não governamental. Assim, ela reúne especialistas de 165 países para estabelecer normas internacionais.

Essas normas não são obrigatórias. Mas podem ser usadas por empresas e instituições. Então, a proposta é garantir padrões comuns de atuação com o objetivo de trazer a melhoria contínua das empresas. Por isso, implementa quem quiser.

Temos, no nosso dia a dia, uma ISO bem comum, que é a ISO 9001. A empresa que usa essa norma garante uma rotina diária de ações pela busca da excelência e da qualidade.

Há várias normas que são editadas pela ISO todos os anos. E, desta vez, eles organizaram algumas delas para empresas que queiram promover a inovação de forma sistematizada.

As que envolvem a inovação são da família que vai da ISO 56000 até a ISO 56008. Porém, nosso foco hoje é na 56002.

É importante observar que a ISO 56002 traz parâmetros que foram acatados por 165 países. Ou seja, uma vez implementada na empresa, ela garantirá uma atuação de resultados não só no Brasil, mas também no mundo. Legal, né?

Benefícios da ISO 56002 de gestão da inovação

A própria norma destaca 10 benefícios para as empresas que queiram atuar com o sistema de gestão da inovação:

  • Maior capacidade de gerir incertezas;
  • Aumento do crescimento, receita, rentabilidade e competitividade;
  • Redução de custos e desperdícios e aumento da produtividade e eficiência de recursos;
  • Maior sustentabilidade e resiliência;
  • Mais satisfação de usuários, clientes, cidadãos e outras partes interessadas;
  • Renovação sustentada do portfólio de ofertas;
  • Pessoas engajadas e com poder de decisão na organização;
  • Capacidade de atrair parceiros, colaboradores e financiamento;
  • Reputação e valorização aprimoradas da organização;
  • E por fim, conformidade facilitada com os regulamentos e outros requisitos pertinentes.

A proposta é que um sistema de gestão da inovação garanta à empresa uma visão e estratégia claras de onde e como chegar. Portanto, o foco é em resultados.

Gestão da inovação envolve princípios

Outro ponto muito interessante da ISO 56002 são os princípios nos quais ela está baseada.

Eles orientam a empresa a ter um crescimento sustentado e capaz de responder às mudanças tão constantes na rotina empreendedora.

Além disso, os princípios dão sustentação a todas as atividades que serão feitas pela empresa. Desta forma, será possível atuar para envolver todos os elementos de promoção da inovação.

São eles:

  • realização de valor;
  • líderes focados no futuro;
  • direção estratégica;
  • cultura;
  • exploração de insights (ideias);
  • gestão da incerteza;
  • adaptabilidade;
  • abordagem sistêmica.

Norma baseada no Sistema de Gestão da Inovação

É interessante observar que a norma fala de SISTEMA de gestão da inovação. Ou seja, não é só uma sala, uma pessoa ou um discurso na internet.

Portanto, são de fato ações e processos que vão garantir mais soluções inovadoras. Por isso, envolve todo o ecossistema de inovação onde a empresa está inserida.

Assim, a ISO 56002 define como sistema de gestão da inovação como um:

conjunto de elementos inter-relacionados e interativos visando a geração de valor.

E, aqui, um elemento super importante que devemos ter atenção: a inovação é para a ISO um sistema de geração de valor.

Além disso, o sistema vai fornecer uma estrutura comum para desenvolver e implantar recursos para inovação. Sejam eles de pessoas, financeiros, de insumos, tempo etc.

A premissa é sempre avaliar desempenho para alcançar os resultados. Mas, Tati, isso parece tão complexo. A ISO é só para grandes empresas? Vou te responder reformulando a pergunta.

ISO 56002 é para qual tipo de empresa?

Qualquer empresa, de qualquer tamanho, pode implementar a ISO 56002. Antes de mais nada, o foco deve ser em ações inovadoras. Startups podem, indústrias também.

Empresas de serviços também pode implementar, bem como instituições sejam públicas ou privadas. Acima de tudo, a inovação deve ser a chave. Portanto, a vontade dos líderes em inovar cada vez mais.

De fato, o sistema da gestão da inovação vai envolver o comprometimento da alta direção da empresa. Ser uma estratégia.

Esses líderes terão que promover os recursos para inovação. E, principalmente, ter uma cultura que apoie as atividades para a promoção da inovação.

Não é difícil, é organizado e sistematizado. E os benefícios são gigantes! Acho que já avançamos na explicação do porquê inovar é importante. Porém, se você ainda tem dúvida, eu já escrevi sobre isso.

Agora, o momento é de vencer o desafio de gerenciar a inovação. De organizar a empresa para que ela inove mais, seja internamente, seja com parceiros. Em outras palavras, gerar valor.

Esse será um caminho sem volta para as empresas. Garantir não só soluções inovadoras, mas também, organizar as iniciativas internas. Fazendo mais com menos. Buscando parcerias.

Ou você inova, ou está fora do jogo. Se for inovar, precisa se atentar para o que temos de normativas.

Depois me diz se ainda tem dúvida sobre o tema. Porque minha proposta é ajudar empresas a inovar cada vez mais!

Aliás, esse mês a ISO trouxe em sua revista uma série especial sobre o tema inovação. Confere aqui, está bem bacana!

Ambientes de Inovação

Comunidade Sebrae
Tatiana Fiuza
Tatiana Fiuza Seguir

Gestora, sócia da Vlinder Estratégias para Inovação. Atuante no ecossistema de inovação de Londrina e atuou também no de Florianópolis. Mestre em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia pelo PROFNIT-UEM. Mestre em Geografia pela UEL.

Ler conteúdo completo
Indicados para você