[ editar artigo]

Empresários e pesquisadores, vocês sabem o que é banco de patentes?

Empresários e pesquisadores, vocês sabem o que é banco de patentes?

Um banco de patentes é a plataforma que serve como base para os pedidos de patentes e também para patentes concedidas.

Em princípio, funciona na mesma linha que um banco de artigos científicos. Assim, é possível buscar por meio de palavras-chave e operadores booleanos.

Se você ainda não usou, os operadores booleanos são ferramentas que facilitam os resultados nas buscas em bancos de artigos científicos e em bancos de patente também. Eles são AND, OR e NOT.

Esse banco é útil para fazermos buscas de anterioridade, quando queremos depositar um novo pedido de patente, mas também tem outras utilidades.

Para pesquisadores

Para os pesquisadores que estão iniciando seu mestrado ou doutorado e ainda não sabem o que pesquisar, o banco de patentes pode ajudar muito.

Basta pesquisar palavras-chave relacionadas à sua área ou a uma pesquisa que você está pensando em desenvolver, mas ainda não tem certeza.

Então, fazendo essa busca, você consegue visualizar o que está sendo pesquisado atualmente nessa área e o que já virou um produto ou um processo patenteável. Além disso, você pode enxergar quais pesquisas secundárias podem surgir dali.

Também é possível analisar quais pesquisas são mais propensas a se tornar uma inovação e ser aplicada no mercado, por exemplo.

Outra vantagem dessa busca em banco de patentes é que você não corre o risco de fazer uma pesquisa que já está muito batida. Fazendo a busca, junto com uma boa análise, você consegue até prever quais pesquisas serão mais vantajosas no futuro.

Para empresas

As empresas também podem utilizar os bancos de patentes para fazer prospecção tecnológica. A prospecção é um estudo que visa analisar o mercado daquela empresa, ou no qual ela queira investir.

O resultado desse estudo pode ser um mapeamento sobre no que os concorrentes estão investindo, bem como um levantamento de tecnologias em que a empresa possa investir para aumentar seu portfólio e também encontrar grupos de pesquisa pelos quais a empresa tenha interesse.

Ou seja, o resultado depende totalmente do objetivo que a empresa pretende. Para empresas que trabalham com pequisa e desenvolvimento, essa prospecção em bancos de patente é obrigatória.

Quais são os bancos de patentes?

Existem diversos bancos de patentes, a maioria são gratuitos e abertos. Assim, todo mundo pode acessar e fazer sua pesquisa gratuitamente.

Ademais, alguns países tem seu próprio banco de patentes contendo o portfólio de pedidos e patentes depositados em seu país.

Assim é no Brasil! Nosso banco de patentes é o INPI. No INPI é possível buscar todos os pedidos de patente e patentes concedidas que foram depositadas aqui.

Igualmente, outros países também possuem seu próprio banco de patentes. Veja abaixo a tabela com alguns dos bancos de patentes que contém os pedidos e patentes concedidas depositadas em cada país:

PaísBanco de patentes

BrasilINPI – inpi.gov.br

Estados UnidosUSPTO – http://www.uspto.gov/

JapãoJapan Patent Office – https://www.jpo.go.jp/

ChinaSIPO – http://english.sipo.gov.cn/

CoréiaKIPO – http://www.kipris.or.kr/enghome/main.jsp

Há bancos de patentes fechados

Mas também existem bancos de patentes que contém pedidos e patentes de vários países diferentes. É o caso do Espacenet, que é uma plataforma desenvolvida pelo Escritório Europeu de Patentes e que hoje dá acesso gratuito a mais de 120 milhões de documentos de patente.

Até o Google tem seu próprio banco de patentes e, assim como a busca simples da plataforma, ele também é aberto e contém documentos completos de patentes de todo o mundo.

Contudo, também existem os bancos de patentes que são pagos. Esses disponibilizam algumas ferramentas de análise que os gratuitos não possuem.

Tem o Questel Orbit, que é ótimo para analisar um grupo de patentes, montar tabelas e gráficos bem legais. Assim como tem a plataforma Derwent Innovations Index, que compreende patentes do mundo todo. O legal é que essa última plataforma também pode ser acessada por universidades, estudantes e pesquisadores por meio do portal Capes.

Uma outra plataforma bacana é a Patent Inspiration. Ela tem a versão paga, mas também tem bastante coisa que dá para fazer gratuitamente. Diversos tipos de gráficos são liberados na versão gratuita.

banco de patentes

Enfim, agora que você já sabe a quantidade de informações que pode encontrar, onde pode encontrar e as vantagens que essa busca te trará, que tal se aventurar nos bancos de patentes?

Ambientes de Inovação

Comunidade Sebrae
Isabela Guedes
Isabela Guedes Seguir

Consultora em Inovação na Vlinder Estratégias para Inovação. Mestre em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação pelo PROFNIT- UEM.

Ler conteúdo completo
Indicados para você