[ editar artigo]

Como se organizar para ser um fornecedor do Governo?

Como se organizar para ser um fornecedor do Governo?

Quando se fala em encontrar clientes, nem sempre estamos falando de uma tarefa fácil. Não é mesmo, empresário?!?

Por este motivo, trago uma oportunidade que pode ser atraente para sua empresa, tanto para gerar mais clientela, quanto para aumentar seus lucros e, além de contribuir para o desenvolvimento regional garantindo a participação dos pequenos negócios.

Fornecer para o Governo é uma excelente alternativa para alavancar o seu segmento

Em uma forma sucinta, todo governo precisa contratar bens e serviços para possibilitar a administração pública em seu todo. A maior parte do dinheiro para essas compras vêm dos impostos pagos pelo contribuinte. E essas contratações são feitas mediante o processo de licitação, onde se tornam lícitas as compras do governo e, como consequência, uma maneira controlada de como o governo gasta nosso dinheiro.

Atualmente, esse mercado representa 15% do PIB brasileiro e anualmente as compras públicas movimentam cerca de R$ 110 Bilhões só nos municípios do Brasil com mais de 70 mil compradores em todo o país.

Para ser um fornecedor desse processo e entrar no mundo de licitações públicas, obviamente são exigidos alguns requisitos, capacitações e regras, o que difere de um procedimento de compra e venda particular. Entretanto, proporciona uma soma de vantagens, com direitos e resguardos, lembrando que neste mercado a chance de negócios são para empresas de todos os portes, que envolvem desde o fornecimento de bens até a prestação de serviços, com privilégios igualáveis nas condições de concorrência entre todos! Conforme Lei nº 8.666, art. 3º, § 1º.

Agora, quer saber como entrar para esse mercado licitatório que inegavelmente está cada vez mais atrativo para os donos de pequenos negócios?

Te apresento 10 DICAS PRÁTICAS para você disparar na frente no processo de licitação e ter o Governo em sua carteira de clientes:

  1. Realize seu cadastro no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (SICAF): Portal onde viabiliza o cadastramento de fornecedores de materiais e serviços para os órgãos e as entidades da Administração Pública. Clique aqui.
  2. Mantenha sua empresa em dia com os impostos: Por serem documentos exigidos na hora da licitação, estar em dia com os deveres fiscais, é facilitar essa verificação e ter maior chance dentro do processo.
  3. Procure capacitação para entrar no mercado: Quanto maior for seu conhecimento do assunto, maior será seu destaque nas esferas do mesmo, isso vale não somente para este processo, mas para todos os outros que tenha desejo em explorar profissionalmente.  Já deixo aqui, como um primeiro passo de capacitação para começar a explorar o mundo de compras públicas - Cursos online SEBRAE.
  4. Fique atento ao Edital de Licitações: é nele que conterão as informações importantes como prazos e localidades para entrega do produto e explicações sobre o preço de referência do processo. Com base nessas informações, será possível analisar se estará apto para enviar sua proposta.
  5. Faça uma análise de risco: Neste ponto, você será capaz de mensurar, como por exemplo: “Eu terei um capital de giro como reserva caso o poder público atrase o pagamento?” ou “Eu vou ter fornecedor disponível do produto que eu estou ofertando?” Aqui está um modelo de como você pode fazer essa análise, não se apavore, é um procedimento simples, porém de grande importância que se baseia em informações da realidade da sua empresa. 

  6. Pesquise os pontos fracos e pontos fortes de seus concorrentes: Mensure suas possibilidades.

  7. Saber até onde você pode ir com seus preços: Essa análise deverá ser realizada logo no momento do orçamento do produto, onde o Órgão Público utiliza para construção do Edital. Pense, o preço deve ser bom para as duas partes! Seja para o poder público e para a sua empresa que precisa somar em seus lucros.

  8. Tenha a tecnologia a seu favor: Adote como primeiro passo, um dispositivo e acesso à internet que suporte suas atividades mediante o processo. Posteriormente, um software que permita o seu conhecimento sobre todas as licitações que estão em andamento no Brasil. Aqui está um que facilitará sua procura. E convenhamos, que hoje o mundo da tecnologia está aí, em sua tela, devemos nos adequar às suas inúmeras possibilidades.

  9. Criatividade e Inovação não podem ficar de fora: A concorrência é grande e podemos encontrar preços semelhantes, mas para diversificar essa situação, aí entra o diferencial, invista em produtos exclusivos, que torne sua proposta única e inovadora.
  10. Não seja dependente: O Governo é sim um grande cliente, porém o empreendedor não pode ter em mente em ter somente ele em seu portfólio. É vantajoso vender para o Governo, mas não se deve abrir mão do setor privado. É a diversidade de clientes que, muitas vezes, salva uma empresa de apuros.               

                                                                  Jessica Alexandre

Serviços de Inteligência : Seu endereço de e-mail não tem um ponto?

 

E então, já havia cogitado essa possibilidade que agrega grandes vantagens para a sua empresa?  Partilhe de seu comentário, experiência ou dúvidas logo abaixo! :)

O Sebrae está com atendimento 100% digital neste período. Nos acione através dos seguintes canais: WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail 

 

Licitações Públicas

Comunidade Sebrae
Jéssica Alexandre
Jéssica Alexandre Seguir

Estudante de Administração. Colaboradora no SEBRAE PR. Atuo na Unidade de Ambiente e Negócios.

Ler conteúdo completo
Indicados para você