[ editar artigo]

Como utilizar os processos licitatórios para a retomada da economia do seu negócio

Como utilizar os processos licitatórios para a retomada da economia do seu negócio

Em meio à crise, variados setores econômicos entraram em declínio, mas um segmento de negócios que pode ser explorado pelas empresas é a licitação. Dados da Controladoria Geral da União apontam que, no último trimestre, foram movimentados mais de dois bilhões via licitação no Brasil.

Em 2019, os números já eram expressivos. Foram mais de 82 mil licitações com contratação de bens e serviços. Hoje, a movimentação pode ser explicada pela grande demanda por suprimentos médico-hospitalares.

No entanto, muitas empresas não conquistam este mercado por não conhecerem os trâmites necessários e, consequentemente, acabam sendo desclassificadas. Outras nem mesmo têm conhecimento sobre os processos licitatórios. Estima-se que menos de 2% das empresas têm conhecimento sobre esse mercado bilionário.

 

Momento propício às vendas por licitação

Especialistas explicam que o momento é mais do que propício às vendas por licitação. Entre os segmentos de maior procura nos editais, estão:

  • Suprimentos médico-hospitalares;

  • Produtos de limpeza;

  • Descartáveis;

  • Hortifruti;

  • Papelaria.

Além disso, os órgãos públicos continuam com suas licitações normais. Então, ao mesmo tempo em que existe uma alta procura por produtos hospitalares, também há oportunidades para outros segmentos, como serviços de locação, alimentação, EPIs etc.

Vale lembrar que a licitação está diretamente ligada à administração pública, sendo um processo que analisa quais propostas de produtos ou serviços são mais vantajosas para os órgãos públicos, tanto em qualidade quanto em preço.

 

Conhecimento dos processos

Um dos problemas que afasta as empresas das licitações é a falta de conhecimento sobre os trâmites processuais, como suas regras, características e exigências. É importante frisar que as seis categorias (concorrência, carta convite, concurso, tomada de preços, leilão e pregão eletrônico) têm estatutos de licitações únicos, com especificidades diferentes.

Para que sua participação seja efetiva, é preciso conhecer cada uma delas e saber identificar quais oportunidades são mais estratégicas para o seu negócio. Além disso, você pode contratar uma assessoria em licitações, a fim de, buscar oportunidades nos editais publicados, orientando-o sobre a melhor forma de participar dos processos.

Um especialista no assunto pode deixar a documentação da sua empresa em dia, identificar se ela atende todos os pré-requisitos do certame, apresentar recurso contra inabilitação etc.

Você também precisa ficar atento às datas de aberturas dos processo licitatórios, pois os contratantes são obrigados a cumprir a questão do princípio de publicidade em diversos meios, como sites dos estados e prefeituras.

 

Medida Provisória 961 de 2020

No mês de maio, a Medida Provisória 961 de 2020, passou a autorizar o pagamento antecipado de licitações e contratos, alterando os limites de dispensa de licitação. Além disso, ampliou a possibilidade de utilização do Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC). 

Para participar, é importante que a empresa esteja com a documentação básica exigida em dia (CND do FGTS, CND Estadual, CND Municipal etc.) e possua o certificado digital e-CNPJ. Em alguns casos, a organização deve estar cadastrada no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (SICAF) ou em uma plataforma em que ocorra a licitação nos casos de pregão eletrônico.

 

Precisa de ajuda? Fale com o Sebrae: 0800 570 0800 ou acesse nosso Portal

Estamos com atendimento online, para você empreendedor ♥️ 

 

Licitações Públicas

Comunidade Sebrae
Sebrae Paraná
Sebrae Paraná Seguir

Especialista em Pequenos Negócios - Atendimento ao Cliente | Marketing | Marketing Digital | Finanças | Gestão | Empreendedorismo | Comunicação | Inovação

Ler conteúdo completo
Indicados para você