[ editar artigo]

10 características para se tornar um bom líder

10 características para se tornar um bom líder

Como já percebemos essa responsabilidade, já era grande, agora está maior. E com tudo que estamos passando, quero compartilhar com vocês alguns pontos que são importantes e que, talvez, possa ajudar de alguma forma!

A luta para garantir a continuidade dos negócios durante o surto de COVID-19 requer vários fatores importantíssimos, e um deles é a boa liderança, onde mais do que nunca é fundamental manter os negócios e a equipe, independente, do tamanho que seja, avançando fortemente diante do desafio atual.

Sabemos que o desempenho irá ser julgado pela maneira que as empresas e sua liderança cumprem o propósito maior, que é, atender os requisitos e expectativas dos seus stakeholders. Mas não devemos esquecer que um bom líder utiliza os recursos que possui e encontra maneiras criativas para apoiar as pessoas e comunidades que estão a sua volta.

E nesse momento alguns comportamentos merece destaque. Entre eles:

1. Cooperação e trabalho em equipe

Formar uma equipe que se concentra na busca e valorização da opinião dos outros e, que entende que a solução a longo prazo requer contribuição e envolvimentos de muitos interessados. É preciso compreender as posições dos outros e razões para justificá-las, mesmo sob estresse e, quando não há um consenso mútuo.

2. Positividade, calma e coragem

Mesmo sob pressão os líderes devem permanecerem calmos. Com as más notícias a serem entregues, eles precisam evitar o pânico e em um nível realista mostrar esperança para o futuro. Precisam ser corajosos para tomar decisões que acreditam ser as mais adequadas, por mais que sejam populares.

3. Admitem erro

Líderes assumem riscos calculados, sem dúvida, cometem erros em alguns pontos do caminho, ainda mais agora que exigem que eles tomem decisões contínuas. Sendo assim, líderes fortes e capacitados estão preparados para admitirem erros e criarem soluções e muitas vezes desconhecidas.

4. Enxergam a realidade

Um componente chave é a integridade intelectual. Eles pensam no melhor para as organizações e para o seu público, reconhecendo os eventos e agindo dentro do esperado e não se intimidam com as consequências.

5. Múltiplas ações

Quando o problema é identificado, estão dispostos a considerarem várias abordagens para soluciona-lo, fazendo benchmarking com outros países e empresas e brainstorming, buscando aprimorar – se mesmo que já tenham uma solução preferida em mente.

6. Priorizam o equilíbrio de curto e longo prazo

A liderança que enfrenta colapso em curto prazo deve se concentrar também nos preparativos a longo prazo. Uma boa opção em vez de demitir e incentivar seus funcionários a usarem o tempo para atualizar sistemas internos, melhorar processos, aprimorar habilidades e projetar novos produtos e serviços e assim estarem melhor preparados para uma recuperação de sucesso.

7. Inteligência emocional

No atual cenário as pessoas podem ser tomadas pelo pânico, medo e expressarem reações exageradas e inapropriadas, e é nesse momento que os líderes devem manter a empatia, a calma e acalmar seus liderados. Grandes líderes devem ter a capacidade de ouvir as pessoas dentro e fora da empresa, incluindo clientes, com transparência e compreensão.

8. Resiliência e criatividade

Nossa atenção deve estar na resiliência dos processos, pessoas e dos negócios. Em tempos de crise, precisamos preservar o valor das pessoas e da organização. Buscando maneiras de nos adaptar ao que estamos vivendo, para alcançar os objetivos de formas criativas e sempre acompanhando os fatores para a pós-crise.

9. Assertividade na comunicação

A comunicação é o braço direito para todo tipo de segmento. E nesse período precisamos entender os fatos e conhecer o nosso público para transmitir qualquer decisão e informação, e como líder, essa responsabilidade é maior.

10. Produtividade

As vezes tende a ofuscar outros aspectos importantes dos negócios, mas, com a desaceleração forçada pela crise, os líderes devem reservar um tempo para refletirem sobre os negócios que fazem e como são realizados. Perguntar a si mesmos como seus processos podem ser fortalecidos ou se é hora de implementarem novos modelos de negócios. Reavaliar como tudo está sendo feito e pensar além do curto prazo, é necessário ter uma visão estratégica!

 

Precisamos cuidar e continuar contribuindo com nosso melhor, não é o momento de parar, é necessário estar em movimento constante, aprimorando para uma nova etapa de liderança pós-crise.

 

Você que é líder, independente do segmento, quais pontos considera importante da liderança ter nesse momento?

 Compartilha conosco!

 

Até logo!

Cynthia Nascimento.

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Cynthia Nascimento
Cynthia Nascimento Seguir

Empresária | Gerenciamento de Comunidades Digitais | Consultora em Curadoria de Conteúdo | Produtora de Conteúdo para Empreendedoras | Mãe solo da comunicativa Rebeca e do Pedro, que adora montar coisas!

Ler conteúdo completo
Indicados para você