[ editar artigo]

ARTEIRAS DE UMUARAMA

ARTEIRAS DE UMUARAMA

 

Inspiradas por um propósito em comum, 30 (trinta) mulheres do interior do Paraná se unem com dedicação em voluntariado para confeccionarem vestidinhos para meninas de baixa renda e/ou extrema pobreza aqui do Brasil, África e Haiti.

Iniciando suas atividades em março de 2016, as ‘Arteiras de Umuarama’ desde então já enviaram 25.245 peças para Angola, Moçambique, Uganda, Zimbabwe, Humaitá na Amazônia, tribos indígenas, e vários outros grupos de crianças assistidas por alguma instituição.

O envio das peças tem sido feito por meio de outros voluntários dedicados que vão em missões religiosas ou por intermédio da ONG FRATERNIDADE SEM FRONTEIRAS, bem como das IRMÃS FRANCISCANAS DE CURITIBA.

 

"Embora o foco principal do grupo são os vestidinhos para as meninas de baixa renda e/ou extrema pobreza, o grupo tem confeccionado outros tipos de peças, de acordo com a demanda e necessidades apresentadas, tais como bermudas, camisetas, calcinhas e cuecas – sempre para crianças" – enfatiza Cacilda Zafaneli.

 

Durante os quatro anos de existência, as Arteiras costuraram, além das roupas infantis, 1.167 turbantes para o Hospital UOPECCAN, 454 lixeirinhas para carros, para a Sociedade Protetora dos Animais, 523 Ecobag´s para as Irmãs Franciscanas e, atualmente também confeccionam máscaras de tecidos para pessoas de baixa renda de Umuarama e região. Até o presente momento, já entregaram 7.352 máscaras.

O grupo sempre conta com a comunidade local e regional com doações de tecidos e aviamentos. Salientam que, sem essa ajuda, certamente não produziriam tanto.

Assista o vídeo e entenda um pouquinho mais desta linda e importante ação.

As Arteiras se reúnem, em média, uma vez ao mês para troca de ideias, confraternização, organização das peças para envio etc. Contudo, cada uma costura em sua própria casa e o quanto pode, sem metas ou cobranças. Além desta liberdade, outras regras também são muito claras para elas, como não aceitar doações em dinheiro e doar as peças somente para as instituições que assistem as crianças, nunca para as famílias.

Disse o sábio professor, que o bem não é para ser contemplado, ele é para ser exercitado, feito, desempenhado, realizado e isso essas Arteiras fazem exemplarmente. E é bom lembrar que o bem é tão legítimo delas, que está até em seu lema: ‘Fazer o bem, faz bem’.

Parabéns meninas.

Se você se interessou e quer saber mais sobre este projeto, fale com a Cacilda no 44-98455-8827, ela vai adorar te contar mais.

 

Adriano Pereira da Silva 

apsilva@pr.sebrae.com.br

 

O Sebrae está com atendimento 100% digital neste período. Mesmo de casa, vamos orientar você, com relação a sua empresa. Nos acione através dos seguintes canais: 🔵 WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail 🔵

 

 

 

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Adriano Pereira da Silva
Adriano Pereira da Silva Seguir

Consultor SEBRAE/PR em Liderança e Políticas Públicas. Especialista em Gestão Estratégica de Marketing, Docência do Ensino Superior e Gestão de Negócios. Graduado em Administração.

Ler conteúdo completo
Indicados para você