[ editar artigo]

Desafios da liderança em momentos de crise

Desafios da liderança em momentos de crise

Se tem um momento em que os líderes precisam se apresentar e mostrar a que vieram, esse momento se dá quando uma crise acontece.

Mas o que é uma crise?

Podemos definir como crise qualquer fenômeno que comprometa uma condição de estabilidade. Sempre que temos estabilidade contamos com a possibilidade de exercer algum nível de controle ou influência sobre o cenário.

Já há alguns anos em que a estabilidade tem sido artigo raro na vida dos líderes, em especial dos líderes empresariais. Podemos afirmar isso porque vivemos num mundo “VUCA”.

VUCA é um acrônimo para descrever quatro características marcantes do momento em que estamos vivendo: Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade.

Apesar de o termo ter sido incorporado mais recentemente ao vocabulário corporativo, ele surgiu na década de 90 no ambiente militar. O U.S. Army War College utilizou esse conceito para explicar o mundo no contexto pós Guerra Fria. No entanto, ele também se aplica perfeitamente ao ambiente de negócios atual, o que gera novos desafios tanto para os profissionais quanto para as organizações.

Para ampliar ainda mais o nível de desafios surge a pandemia do Covid-19 que abalou as estruturas e trouxe ainda mais instabilidade para o cenário.

Tal contexto requer das lideranças resposta à altura dos desafios que se apresentam. A liderança não conta com fórmulas mágicas e nem com qualquer tipo de receita a ser seguida, não seria agora que isso iria acontecer.

Contudo, há algumas diretrizes que podem ser decisivas para corresponder às exigências do momento:

Tome a dianteira e o controle da situação

Se você, como líder, sentiu o impacto do novo cenário e percebe, em alguns momentos, certo desânimo e desorientação, imagine sua equipe... Cabe a você chamar a responsabilidade e reconhecer que tanto seu negócio ou projeto, assim como suas equipes precisam de você. Dessa forma, mesmo que a insegurança esteja presente, assuma sua posição e ocupe seu espaço.

Dirija a palavra à equipe e mostre a eles que podem contar com você

Chame sua equipe para conversar, ouça suas preocupações e dúvidas. Procure acolher a equipe, corresponder de alguma forma às dúvidas que tiverem e transmitir segurança e confiança de que vocês, juntos, serão capazes de atravessar essa jornada desafiadora. Deixe claro que eles podem contar com você, diga que está contando com eles também.

Aproveite a ocasião para discutir alternativas de ações. Tenha um plano em mãos, mas antes de anunciar esse plano, ouça a equipe. Busque saber como eles acreditam que a empresa deveria se conduzir na situação.

Apresente seus planos, ouça as percepções, acolha sugestões de outras possibilidades e peça apoio para a execução das ações.

Pratique a liderança direta – fique próximo dos seus liderados

A crise e as condições de instabilidade e incerteza requerem que, mais que em condições normais, o líder esteja próximo da equipe. No cenário que impõe isolamento e força muitas equipes a trabalharem geograficamente distantes, a proximidade – mesmo que por meios digitais – precisa ser perseguida permanentemente.

Nesse quesito cabe pensar em eliminar quaisquer obstáculos que possam atrapalhar o livre trânsito entre líderes e liderados. Acessibilidade e a confiança de que a possibilidade de contato é permanente nesse contexto.

Será estratégico manter atenção com os descontentes. Traga-os para perto de você prioritariamente e busque conquistar o apoio deles. Se permanecerem desgarrados tenderão a intoxicar o ambiente e contagiar negativamente outros integrantes da equipe. Assim, cuide deles com atenção especial nesse contexto.

Organize bem os fluxos

Garanta que todos possam participar ativamente da rotina da empresa e das estratégias de combate à crise que se estabeleceu. Além de descobrir potenciais talentos que estavam escondidos na equipe você proporcionará condições de um senso de importância e valor pessoal se estabelecer na equipe como um todo.

Assegure-se que cada um tenha conhecimento de seu papel e de sua importância para o todo.

Crie fluxos inteligentes e eficientes. Busque meios de fazer mais com menos recursos. Sua equipe deve conhecer uma série de meios de fazer isso. É uma boa oportunidade de revisitar processos, eliminar etapas desnecessárias e ganhar agilidade em outras.

Evite lamentar o passado ou coisas que você não pode mudar

Num cenário desfavorável é comum buscarmos razões que nos levaram à situação que estamos atravessando. Nesse processo é forte e tendência de revisitarmos nossas decisões e amargarmos não temos decidido por alternativas diferentes.

Não é hora de nutrir saudades ou lamentos pela vida que não vivemos ou não escolhemos. Precisamos olhar para a frente e mapear oportunidades, alternativas e possibilidades.

Direcione sua energia para buscar soluções, saídas, caminhos possíveis. Alimente esse mesmo tipo de atitude e disposição em sua equipe de forma permanente. O passado não vai mudar e há outras coisas no presente que também não vão.

Então, queira descobrir e saber das coisas que possam dar certo. Isso será certamente mais proveitoso e produtivo para você, sua equipe e para seus negócios também.

Seja paciente. Às vezes o melhor a fazer é não fazer nada além de observar e esperar

Isso não é um convite à passividade. Contudo, tem momentos que tudo a fazer é ficar quieto e esperar o tempo passar.

Como saber o momento de assumir essa postura? Verifique se tudo que você poderia fazer já foi feito. Se a resposta for sim, então tranquilize-se e busque acalmar também a equipe.

Essa talvez seja a postura mais desafiadora a ser assumida, mas muitas vezes a agitação e o ativismo exagerado impedem uma boa observação e interpretação da realidade. Há momentos de parar, esperar e observar. Aproveite essas oportunidades para contemplar a jornada e fazer um exercício de perspectivas.

Essa não será a primeira e talvez não seja a última crise que vamos enfrentar. Talvez seja, na sua história a de maior grandeza.

É nesse cenário que o espírito de liderança deve aflorar.

Há momentos que não basta ser homem/mulher, é preciso ser mais. O cenário requer pessoas que se agigantem diante do desafio que se apresenta.

Sucesso em suas decisões e no enfrentamento da situação!

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Adilson Santos
Adilson Santos Seguir

Administrador de empresas, MBA em liderança e gestão de pessoas, consultor empresarial em desenvolvimento territorial, planejamento estratégico e intervenções organizacionais. Palestrante e Facilitador de Aprendizagem.

Ler conteúdo completo
Indicados para você