[ editar artigo]

Liderança (4.0) de Impacto: o papel do novo líder no mundo com propósito sustentável.

Liderança (4.0) de Impacto: o papel do novo líder no mundo com propósito sustentável.

Liderança, pode ser entendida com a forma pela qual se estabelecem vínculos de confiança e influência positiva sobre comportamentos dos líderes com os liderados. Considerado um agente estratégico à produtividade do negócio, o líder tem a capacidade de motivar equipes visando atingir os objetivos estratégicos da organização. Este papel será cada vez mais importante, num mundo que exige constantes (re)adaptações, em virtude das transformações disruptivas que vem sofrendo.

Neste novo mundo da Quarta Revolução Industrial (4RI), a Inteligência Artificial (IA) tem criado tecnologias emergentes e inovações em várias áreas, que estão sendo difundidas mais rapidamente pelo mundo, trazendo grandes desafios a empresas e aos gestores, moldado por novo padrão de fazer, gerir e perpetuar as empresas.

As tecnologias que sustentam a 4RI causarão grande impacto sobre como as empresas serão organizadas e administradas e sobre como os projetos serão liderados e gerenciados, além de mudar a expectativa de clientes por produtos inteligentes, que envolvam cadeias produtivas mais colaborativas e que estejam alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Paralelo a isso, tem ocorrido uma mudança profunda na gestão mundial dos negócios, a partir da perspectiva da sustentabilidade, quando as companhias têm alinhado práticas gerenciais e operacionais aos objetivos sustentáveis globais (ODS).

É uma nova forma de liderança que alia inovação, sustentabilidade e desempenho financeiro, entendendo a importância que as empresas desempenham na transformação que o mundo atual necessita.

Por este motivo, criar novos modelos de negócios ou manter a perenidade dos existentes exigirá uma liderança que compreenda não só as (dis)rupturas que afetam a demanda e a oferta dos mercados, obrigando o líder a desafiar os pressupostos tradicionais e encontrar novas maneiras de fazer as coisas, num processo de inovação contínuo, mas, também, trabalhar a partir da visão da sustentabilidade.

Este novo líder necessita aliar propósito pessoal e profissional, utilizando seu poder e influência para endereçar decisões importantes, no âmbito da inovação e do meio ambiente.

A liderança 4.0 sustentável deverá ter um comprometimento com ações a longo prazo, o que implica não apenas buscar a manutenção da marca da companhia no momento atual, mas, trabalhar para proporcionar impacto positivo, no contexto da comunidade onde a empresa está inserida.

Os novos negócios e modelos organizacionais prometem formas inovadoras de criação e compartilhamento de valor que, por sua vez, levarão a mudanças em todo o sistema e que poderão fortemente beneficiar tanto o meio ambiente natural quanto à economia e a sociedade.

A 4RI terá quatro efeitos principais sobre todos os negócios, muitos dos quais já iniciaram este processo:

  • as expectativas dos clientes estão mudando, a partir de uma consciência socioambiental;
  • os produtos estão sendo melhorados pelos dados, o que aumenta a produtividade dos ativos, diminuindo a necessidade de insumos para sua produção;
  • estão sendo formadas novas parcerias, conforme as empresas aprendem a importância de novas formas de colaboração e cooperação de impacto positivo; e
  • os modelos operacionais estão sendo transformados em novos modelos digitais.

Neste novo mundo, o esforço à sustentabilidade será uma constante, o que implicará em uma crescente cultura orientada à inovação, pois os consumidores buscarão, cada vez mais, por produtos e serviços inteligentes e que tenham um propósito coerente com as boas práticas e que causem impactos positivos, tanto ao meio ambiente como às pessoas.

Esta nova liderança será um elemento central na promoção da sustentabilidade, com capacidade de antecipar tendências e inspirar a solução de problema de forma holística, flexível e adaptável, respeitando e apoiando causas que envolvam os elementos sociais, ambientais e econômicos, da companhia e da sociedade.

O novo líder tem papel fundamental, quando a demanda recairá sobre novas  habilidades de resolução de problemas complexos e implantação de práticas inovadoras e sustentáveis.

Bibliografia Consultada

  1. CLARO, P.B.O. CLARO, D.P. & AMÂNCIO, R. Entendendo o conceito de sustentabilidade nas organizações. Revista de Administração, 43 (4), 289-300, 2008.
  2. KNEIPP, J. M.; GOMES, C. M.; BICHUETI, R. S.; MÜLLER, L. de O.; MOTKE, F. D. Gestão estratégica da inovação sustentável: um estudo de caso em empresas industriais brasileiras. Revista Organizações em Contexto, São Paulo, v. 14, n. 27, p. 131-185, jan./jun. 2018. Acesso em 24 de abril de 2019.
  3. METCALF, L.; BENN, S. Leadership for sustainability: an evolution of leadership ability. Journal of Business Ethics, v. 112, i. 3, p. 369-384, 2012. Acesso em 04 de janeiro de 2021.
  4. SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Sustentabilidade: Boletim Tendências. Maio de 2014. Disponível no link a seguir, clique aqui. Acesso em 15 de dezembro de 2020.

  5. SCHWAB, Klaus. A Quarta Revolução Industrial. Tradução Daniel Moreira Miranda. - São Paulo: Edipro, 2016.

 

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Gisele Victor Batista
Gisele Victor Batista Seguir

Consultoria em ESG | Mentoria Empresarial e Pessoal | Colunista de Sustentabilidade | Palestrante em Capitalismo Consciente e Mercado de Carbono.

Ler conteúdo completo
Indicados para você