[ editar artigo]

Liderança e Millennials: como lidar com esse novo cenário?

Liderança e Millennials: como lidar com esse novo cenário?

Se você é líder de alguma equipe, provavelmente já deve ter percebido que o ambiente de trabalho e o perfil dos colaboradores mudaram muito. Uma nova forma de se relacionar, uma nova visão dos funcionários com a empresa e novas expectativas: o líder de hoje sofreu uma transformação. Grande parte dessa mudança se deve à presença dos millennials no mercado de trabalho. E não é para menos, já que os nascidos entre 1980 e 1995 enfrentaram mudanças significativas do novo milênio. Eles sofreram a influência da Era digital.

Buscam ser valorizados

De acordo com a Millennial Survey, divulgada no ano passado pela Delloitte, apenas 28% dos millennials do mundo sentem que a organização faz uso pleno de suas habilidades. E aqui no Brasil não é diferente: 27% dos brasileiros que responderam a pesquisa concordaram com a afirmação. Isso vai de encontro ao próprio perfil dos millennials. Eles são visionários!

Essa característica faz com que eles tenham muita facilidade em acolher a inovação e estar abertos às novidades. Errar não é um problema! Eles não têm medo de arriscar, adoram desafios e são inquietos. E apesar de serem sonhadores, não deixam de lado a preocupação com a qualidade de vida e com o trabalho. Além da afinidade com o que é novo, os millennials são também altamente adaptáveis - a tarefas, situações e atividades. E por esse posicionamento, esperam que as empresas sejam flexíveis.

Prezam pela responsabilidade social e diversidade

Esses são pontos bastante procurados pela nova geração! O estudo destacou que os millennials estão interessados em como e de que forma uma corporação contribui para a sociedade. Aqui precisamos destacar também a diversidade. Mais do que qualquer outra geração, os millennials são mais abertos à diversidade e sabem a importância de lidar com opiniões diferentes. As novas equipes querem que a realidade seja reproduzida nas empresas, sendo representadas pela inclusão e representatividade.

Querem crescer e empreender


Eles buscam ser CEOs e têm o sonho de se tornarem líderes! Isso é o que afirmou 53% dos entrevistados pela pesquisa da Deloitte. No Brasil, essa aspiração é ainda maior: 64% dos millennials querem chegar a um destes cargos. Então eles não hesitam em procurar novas oportunidades de progresso e preferem arriscar. Muitos desejam ainda ter suas próprias empresas e negócios.

São colaborativos

Essa característica vai de encontro com o movimento do próprio mercado, que tem trazido a economia colaborativa a tona. A nova geração reconhece a importância de compartilhar recursos, tempo e ideias. Então, se você é um líder, lembre-se de que isso é um dos fatores mais importantes para eles!

Liderança Circular

Para os millennials não existe o “meu”, mas sim, o “nosso”. Por isso, eles buscam projetos e causas que os envolvam e desafiem. Neste tipo de liderança, o líder se coloca lado a lado dos colaboradores, entendendo suas necessidades e desejos - mas ao mesmo tempo se mostrando um líder atuante, que comanda a equipe. Os millennials querem se sentir “parte” de algo e valorizem esse entendimento por parte da empresa. Podemos dizer que na liderança circular é preciso por em prática ideias e valores que aprendemos na infância: saber ouvir, respeitar, partilhar e dividir.

Liderança transformadora

Os millennials buscam líderes com a capacidade de engajá-los e motivá-los. Dessa forma, o líder deve incentivar o desenvolvimento e ter o espírito de inovação e transformação. O diálogo próximo com a equipe também é um dos diferenciais buscados por essa geração. É preciso assumir os problemas com o time e dividir responsabilidades.

Diante desse novo cenário do mercado de trabalho, os líderes devem estar atentos à forma de gestão. Nunca se viu uma geração tão adaptável e pronta para desafios. Mas também, ao mesmo tempo, bastante mutável e dona de si. Por isso, o segredo para uma boa liderança com os millennials é ser flexível. Entenda, faça parte, esteja lado a lado e não pratique a famosa gestão estritamente “top down”. Compreender essa nova geração é essencial para o bom resultado da empresa!

Como tem lidado com os millennials na sua gestão? Compartilhe aqui conosco!

🙂🤝

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Rosangela Maria Angonese
Rosangela Maria Angonese Seguir

Mestre em administração. Cursos de liderança na American University e Babson College nos Estados Unidos e OIT na Itália. Especialista em comportamento organizacional pela SBDG, UNAT e Rosa Krauz. Consultora no SEBRAE-PR

Ler conteúdo completo
Indicados para você