[ editar artigo]

Liderar a transformação e não pagar para ver.

Liderar a transformação e não pagar para ver.

Acabei de ver um vídeo no Insta, onde dois jovens jogam tênis de mesa na sala de uma casa. Nada de novo, se não fosse um jogo em VR (Realidade Virtual). Mas não era um VR daqueles dos jogos de vídeo game que já conhecemos há um bom tempo. Era diferente. Cada um dos jovens estava em um canto da sala com 1 óculos VR no rosto, e de repente, uma mesa de ping pong surge entre eles e logo raquetes em suas mãos e por fim uma bola e saque: começam a brincar. O que eles veem, os movimentos que fazem, e as direções que a bola toma ao ser ‘acertada’ pela raquete, é exatamente da mesma forma que acontece numa partida real (e agora me pergunto: o que é real nesse novo contexto?).

Inevitavelmente fiquei intrigado e pensando como é que ficará o mercado de tênis de mesa de agora em diante? Qual o destino e como se comportará a indústria, o comércio e a distribuição de mesas, redes, bolas e raquetes? Isso me levou a considerar também os outros esportes e negócios em geral. Pensemos juntos: se a Realidade é Virtual, o espaço não é mais a fronteira limitadora, ou seja, os meninos poderiam estar em casas, cidades ou países diferentes sem nenhum problema. Já vemos atividades à distância, como as cirurgias médicas feitas com auxilio de robôs e câmeras. Mas a diferença aqui entre as cirurgias à distância com o jogo dos meninos, é o acesso a tecnologia. E se o acesso está cada vez mais disponível, surge então as mais 'imagináveis' possibilidades e todos os negócios poderão ser profundamente impactados! Já viajo pensando que talvez tenhamos Olimpíadas assim, à distância... se é que já não temos. Olha aí, talvez na próxima Olimpíada não só os jogadores estejam distantes uns dos outros, mas talvez eu consiga estar sentado na arquibancada, vendo a partida lá de casa mesmo! Pensando bem, isso tudo já está me soando bem agradável e natural.

Todas essas tecnologias que vemos surgindo dia a dia e mudando formas de comportamento e consumo é a nova onda chamada Transformação Digital. Ela vem com as tais plataformas de comércio eletrônico, lives, as mais variadas e novas redes sociais, VR, AR, IoT, 5G, cloud, mobile, drones, etc. É um turbilhão de coisas que se apresenta para alguns com um tsunami e para outros como a melhor onda a ser surfada dos últimos e também nos próximos anos.

Talvez a grande questão do momento é: como liderar equipes, empresas e organizações neste contexto e aproveitar o que de melhor a Transformação Digital pode propiciar?

Segundo especialistas, para que as organizações surfem nas ondas da Transformação Digital, mais uma vez, a decisão deve vir de cima, da liderança e esta deve assumir algumas posturas, tais como:

  • Conhecer estrategicamente o assunto
  • Transformação Digital deve ser prioridade do líder, indelegável
  • Capacitar seu time de colaboradores em novas habilidades
  • Complementar seu time com novos colaboradores, que possuam conhecimento e habilidades no assunto
  • Entender que existe um ecossistema de inovação e tecnologia e estas podem muito bem vir de fora, pois muitas vezes é perca de tempo e de energia tentar desenvolvê-las internamente
  • Integrar o negócio em software, desde de a investigação da necessidade de insumos à entrega final ao cliente
  • Agilidade das decisões à execução
  • Aprender a gerar e interpretar dados

Para encerrar,  tudo se resume em continuar no jogo, adotando uma transformação do modelo de negócio com vistas à melhoria da experiência de quem de fato está no comando: o consumidor.

Link do Insta com vídeo que mencionei e outro que talvez lhe seja útil:

https://www.instagram.com/p/CDvXKyDHpR6/?igshid=1qe8wd3bit859

https://www.youtube.com/watch?v=DbmNbZbV_0A

 

Adriano Pereira da Silva é Consultor do SEBRAEPR

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Adriano Pereira da Silva
Adriano Pereira da Silva Seguir

Consultor SEBRAE/PR em Liderança, Políticas Públicas e Empresas de Alto Potencial. Especialista em Gestão Estratégica de Marketing, Docência do Ensino Superior e Gestão de Negócios. Graduado em Administração.

Ler conteúdo completo
Indicados para você