[ editar artigo]

Mulheres na liderança: por que é importante?

Mulheres na liderança: por que é importante?

As mulheres já percorreram um longo e produtivo caminho rumo à equidade de gêneros nos últimos séculos. Pesquisas mostram que o número de mulheres que ocupam cargos de liderança tem crescido significativamente nos últimos anos. Estudos do ano de 2019 mostram o crescimento da liderança feminina em escala global e o Brasil entrou na lista dos dez países com mais empresas que possuem mulheres ocupando cargos de liderança.

Se analisarmos que para se conseguir tal liderança, as mulheres precisaram lutar, arduamente, por essa reivindicação, podemos considerar esta posição muito positiva e com certeza uma conquista muito significativa das mulheres em busca de igualdade.

Estamos preparando o maior evento de Liderança do Brasil. Serão 3 dias de trocas de experiências e ideias dos principais speakers do cenário nacional. Clique aqui 👈🏽 e garanta sua vaga.

 

Potencializar suas habilidades como um líder é fundamental para impactar e fazer a diferença no mundo atual.

 

A importância das mulheres em cargos de liderança

Mesmo com certos espaços conquistados, as mulheres continuam a enfrentar desafios, principalmente pelos aspectos físicos e biológicos. Por isso, muitos movimentos e manifestações tomaram o mundo, buscando melhores condições de trabalho e espaços igualitários contribuindo na mudança da cultura organizacional de muitas empresas, as tornando mais inclusivas e identificando o real potencial e diferença que uma liderança feminina pode causar.

Pesquisas mostram que as mulheres são mais capazes de se adaptarem a mudanças tecnológicas, lidam melhor com obstáculos e além disso, promover um ambiente corporativo diverso, com homens e mulheres em boa proporção, permite perceber diferentes perspectivas sociais, contribuindo para decisões mais justas dentro das empresas.

Hoje as organizações são mais horizontais e interconectadas, já que as mudanças são mais rápidas do que antes. Por isso, precisam das características da colaboração, empatia, sensibilidade e consenso que são associadas mais ao feminino. Segundo pesquisadores, ao assumir o papel de liderança a mulher experimenta mudanças no seu comportamento, algumas características próprias são acentuadas, já outras que não tinha no seu caráter aparecem de forma muito forte. Sua capacidade de análise torna-se muito rápida e a precisão na tomada de decisões é acelerada.

 

Como auxiliar na inclusão da mulher como líder

Promover a igualdade de gêneros na teoria é bem mais fácil do que na prática. Muitas vezes, as empresas não sabem nem por onde começar a implementar as mudanças, pois muitas vezes é necessária uma mudança na própria cultura da empresa. Porém, alguns pontos podem ser destacados para auxiliar neste processo:

  • Combater práticas machistas: o machismo não é, necessariamente, uma característica pessoal dos homens, muito pelo contrário, essa mentalidade está no inconsciente coletivo e nas regras de convivência da nossa sociedade. As empresas precisam estar atentas para incentivar um ambiente mais igualitário, dando voz às mulheres para expressarem suas ideias, incentivando-as.
  • “Integrar” a maternidade no local de trabalho:  Um dos maiores motivos que continuam retirando as mulheres do mercado de trabalho é a maternidade. Longe de ser uma escolha, grande parte das profissionais fazem isso pela dificuldade em conciliar o emprego com o cuidado com os filhos. Para ter mais liderança feminina nas organizações, é recomendado dar condições para que essas mães consigam exercer seus dois papéis sociais, contemporaneamente.
  • Ação consciente para recrutamento: de acordo com uma pesquisa realizada pelo LinkedIn, os perfis femininos que se candidatam a vagas possuem 13% menos chances de serem analisados do que os masculinos, ou seja, os recrutadores já as ignoram antes mesmo de considerá-las para o trabalho. Para isto mudar, é preciso mais consciência por parte dos recrutadores.

Ainda há muito a ser feito no que tange a liderança feminina e felizmente toda esta luta em busca de espaço têm sido reconhecida. A mulher possuir um papel de liderança nas empresas, inspiram e conscientizam mais pessoas, criando um ambiente mais igualitário, refletindo inclusive na sociedade como um todo.

Gostou deste artigo? Então você não pode perder o maior evento de Liderança do Brasil!

📌  Clique aqui e se inscreva, inicia no dia 27 de Outubro!!!

 

 

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Rosangela Angonese
Rosangela Angonese Seguir

Coordenadora estadual da estratégia de educação empreendedora no SEBRAE-PR

Ler conteúdo completo
Indicados para você