[ editar artigo]

Planejamento em períodos de crise

Planejamento em períodos de crise

O planejamento em qualquer área e em qualquer período é fundamental. É um hábito eficaz e bem vindo, pois funciona como um meio de evitar que a organização chegue ao estágio do total descontrole e caos operacional ou financeiro.

Vale lembrar que o planejamento não é a garantia do sucesso absoluto ou dos problemas não baterem à porta. Ele funciona como um meio de preparação estratégica de uma empresa a fim de mitigar uma eventual situação adversa.

O ponto central para o planejamento das empresas, não é se a crise vai acontecer, mas sim, quando vai acontecer. A partir do momento que a organização estabelece o “planejar” como um elemento de antecipação e não de urgência, os impactos são menos danosos ao coletivo. Caso este planejamento não aconteça, as consequências poderão ser múltiplas e afetará diretamente várias pessoas.

Para se realizar um bom planejamento é necessário estabelecer claramente para qual objetivo o mesmo será idealizado, pois desta maneira irá revelar a direção, o propósito, e motivará o comprometimento. Existe uma frase, historicamente, conhecida e citada, que inclusive aparece no filme, “Alice no País das Maravilhas”, e se conecta com este contexto:

Quem não sabe para aonde vai, qualquer caminho serve.

 

Existem quatro dicas importantes para a formação de um bom planejamento, e que se bem executadas, quase anulam as chances dos problemas com alto grau de impacto acontecerem.

1° - Defina o resultado esperado;

2° - Seja realista;

3° - Avalie o cenário interno e externo;

4° - Utilize ferramentas de auxílio, como por exemplo uma matriz 5W2H (a fim de registrar de forma organizada e planejada como serão efetuadas as ações, assim como; por quem, quando, onde, por que, como e quanto irá custar para a empresa);

Necessariamente é crucial a frequente atualização de um planejamento, por existirem fatores que são controláveis, ou seja, que a pessoa ou empresa pode controlar, como estratégias de produção, posicionamento de marca, fluxo de caixa, equipe bem treinada e alinhada com a missão da empresa.

Entretanto, existem os fatores incontroláveis, que são aqueles que muitas vezes fogem do radar, como: inflação, pandemia mundial, conflitos ideológicos, geopolíticos, dentre outros. Além disso, ter uma visão 360° é imprescindível para enfrentar bem os momentos temporários de crise.

Deste modo, os momentos tumultuados podem ser encarados como algo benéfico? Diria que sim, pois é apenas quando as adversidades aparecem, ou o “mar está agitado”, que pessoas e empresas buscam sair da zona de conforto.

E sair dela pode representar posteriormente, um crescimento acentuado, por meio de estratégias novas sendo implementadas, uma superioridade e aprovação social, assim como a ampliação de aspectos que sem a crise ficariam retidos, represados, ou demorariam anos para acontecer.

Gestão de Pessoas e Liderança

Comunidade Sebrae
Esdras Magno Ribeiro
Esdras Magno Ribeiro Seguir

Administrador de Empresas, credenciado no CRA - PR, especialista em Liderança e Coaching. Consultor Empresarial, Treinador Corporativo e responsável por mentorear diretamente mais de 90 empresas no Litoral Paranaense nos últimos 4 anos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você