[ editar artigo]

Scrum: como aplicar o método ao gerenciamento de projetos

Scrum: como aplicar o método ao gerenciamento de projetos

As mudanças nas organizações tem resultado em um novo ambiente de trabalho, que agora exige ambientes ágeis e dinâmicos, dispostos a desenvolver novos processos de comunicação. Para atender às novas demandas das corporações e se adaptar às equipes multitarefas, gestores têm sido naturalmente obrigados a mudar a forma de liderar times com diferentes métodos - e os que não o fazem, sofrem, muitas vezes, com a alta rotatividade da equipe, baixa produtividade e estagnação. 

Essa adaptação aos novos tempos aparece por meio de métodos de gestão, que resultam em lideranças horizontais e equipes autogerenciáveis. Um exemplo disso é a utilização do Scrum, que apesar de ter sido criado inicialmente para o desenvolvimento de softwares, se tornou um grande aliado na gestão de projetos. Por isso, neste texto vamos falar um pouco sobre o que é o Scrum e como aplicá-lo.

O que é

O Scrum levanta a questão do porquê se leva tanto tempo e tanto esforço para as coisas serem feitas, e por que somos tão deficientes para perceber quanto tempo e esforço algo vai exigir.

Na prática, o Scrum é uma metodologia ágil de planejamento de tarefas. Por meio dele é possível definir quais ações devem ser feitas, distribuir responsabilidades e acompanhar o desenvolvimento.

Como funciona

O ciclo do Scrum funciona baseado nas Sprints, que possuem a duração de 2 a 4 semanas. Além disso, o processo conta com uma reunião de planejamento, chamada Sprint Planning Meeting, em que o Product Owner prioriza o que deve ser feito. As atividades diárias são controladas por meio da Daily Meeting, reuniões realizadas diariamente pela equipe, que não podem ultrapassar os 15 minutos. E, ao final de cada Sprint, é feita uma revisão no produto entregue para verificar se tudo realmente foi implementado.

Como aplicá-la ao seu negócio 

Uma das primeiras barreiras para aplicar o conceito do Scrum nas empresas é a resistência a mudanças. Muitas vezes os profissionais não se interessam por mudanças ou tendem a criar uma certa resistência contra qualquer novidade que tenha de ser desenvolvida e implantada na organização.

Dessa forma, a figura do Scrum Master se mostra ainda mais importante, já que ele será o responsável por mudar a mentalidade dos colaboradores e engaja-los em relação a aplicação da metodologia.

Além de conscientizar a equipe, existem algumas atividades básicas no conceito do Scrum. Uma delas é a seleção de tarefas e funções, que devem ser realizadas pelo Dono do Produto junto ao Scrum Master, visando organizar as tarefas mais importantes. Após isso, é preciso fazer o planejamento de sprints, com objetivo de dividir as tarefas por nível de importância. Por fim, é necessário manter as reuniões diárias com toda a equipe, para entender como estão as atividades e sanar dúvidas. 

E você, utiliza o Scrum no seu negócio? Compartilhe conosco!

 

Liderança

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você