[ editar artigo]

Como o Big Data pode otimizar a logística da sua empresa?

Como o Big Data pode otimizar a logística da sua empresa?

Quem trabalha com logística sabe que o produto percorre um longo (literalmente) caminho até chegar ao cliente final. Nesse intervalo, há uma série de variáveis a serem consideradas (a agilidade dos fornecedores, a disponibilidade do produto, o trânsito, o estado de conservação da frota). O Big Data (que é, em resumo, o estudo de como coletar, tratar e analisar grandes quantidades de informações) pode ser uma excelente ferramenta para gerenciar esse aspecto do seu negócio.

Confira a seguir as principais vantagens que as ferramentas de big data pode trazer à logística de uma empresa de varejo.

Aumento na eficiência operacional

Com informações sólidas e organizadas a respeito da cadeia logística, o gestor pode melhorar processos e desempenho, elevar a qualidade geral, reduzir erros e retrabalho e desenvolver fluxos de ação mais eficientes.

Há algum fornecedor que não está conseguindo cumprir os prazos? existem “gargalos” no processo? seria o caso de aumentar a equipe? Tomar decisões como estas sem estar munido de informações atualizadas é dar um tiro no escuro.

Facilita a previsão de demandas sazonais

Um estoque ideal é aquele que possui os produtos em quantidade suficiente para garantir que os pedidos sejam atendidos, sem excessos e nem falta. Monitorar as informações operacionais com big data ajuda a controlar os fluxos de produtos e lidar com as questões mais problemáticas - reposição, perdas de materiais, aumento de demanda em períodos específicos do ano (como natal, dia dos pais, dia das mães etc.).

Os centros de distribuição podem, assim, se programar para os aumentos de demanda sem atrapalhar as operações, evitando que haja perda de vendas por falta de estoque.

Aumento da eficiência da entrega em si

O raciocínio do tópico anterior vale não apenas para períodos excepcionais, mas também para o ano inteiro e para o fluxo como um todo. Ao identificar padrões de entrega nas regiões, é possível criar um planejamento de modo a garantir que a frota seja aproveitada ao máximo.

Há casos, por exemplo, em que é interessante diversificar a frota (adquirindo veículos de tamanhos e capacidades diferentes) ou alterar os percursos.

Melhoria na modelagem das redes de distribuição

Conhecendo as entregas de modo amplo, o gestor pode identificar quais regiões possuem um maior volume de envios, se há padrões de demanda, e planejar novas redes de distribuição, tomando decisões que aumentem a agilidade de serviços e (possivelmente) reduzam os custos operacionais.

Melhoria na experiência do cliente

Este é um dos maiores benefícios do uso do big data na logística: com os processos otimizados, agiliza-se a entrega dos itens, diminuem-se as chances de erro e o custo do frete, e pode-se manter o cliente informado a respeito da entrega (mesmo que ocorram problemas, o fato de informar a pessoa diminui o impacto negativo); tudo isso tende a melhorar sua experiência.

É claro que, para obter essas e outras vantagens, é necessário ter uma boa estrutura, um sistema estruturado corretamente, e contar com profissionais capacitados para analisar as informações obtidas.

Ficou com alguma dúvida? Já teve alguma experiência com big data em sua empresa? Diga nos comentários!

Continue acompanhando a Comunidade Sebrae para mais conteúdos como este!

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você