[ editar artigo]

Você não pode ser visionário se não sabe para onde olhar.

Você não pode ser visionário se não sabe para onde olhar.

Estamos em espiral para 2020, onde encontramos o caminho para determinar a realidade de nossas muitas ideias do futuro do varejo. Andando pelas lojas da cidade de Nova York, era difícil não olhar para a nossa indústria por essas lentes. Afinal, 2020 é o ano em que os indicadores de mudança no varejo se realizam.

A visão do varejo 2020: nos trilhos ou fora dos trilhos?https://youtu.be/i9uD9xkBOyU

Primeiro, vamos revisitar os temas comuns mais comentados. Existem muitos, mas vamos mergulhar em nossa previsão favorita: Retailing 2020 da PwC: vencendo em um mundo polarizado. Foi publicado originalmente em 2011 e nele, eles falaram sobre os desafios iminentes de posicionar corretamente as marcas de varejo para dominar o mercado altamente dinâmico. O foco principal era a visão de um mundo cada vez mais polarizado - e como isso se traduz em nosso setor.

As maneiras pelas quais eles disseram que essa dinâmica se manifestaria estão abaixo.

Fragmentação de canal. “O cenário dos EUA deve experimentar um aumento significativo no varejo que não seja de loja. Os formatos de tijolo e argamassa bem-sucedidos serão marcadamente diferentes um do outro. A maioria das grandes lojas de varejo opera uma infinidade de pegadas físicas, todas destinadas a agradar o cliente-alvo em uma variedade de modos de compra. De fato, essas pegadas podem não envolver lojas físicas.”

Crescimento acelerado do varejo não-loja . “Segundo o Global Database da Kantar Retail, em 2020, espera-se que o varejo que não seja de loja represente 12% do mercado de varejo geral dos EUA para bens não automotivos. O conceito de um mundo de varejo omnichannel sem parede sustenta muitos dos fatores, tendências e estratégias que evoluirão até 2020. ”

Pegadas menores. “O ambiente de varejo do futuro verá os varejistas cada vez mais abrindo lojas menores para gerar novo crescimento, como já observado em vários mercados urbanos, como o Reino Unido e o México. O mundo on-line irá capturar uma parcela crescente de viagens de compras planejadas, deixando de tijolo e argamassa varejistas capitalizar imediata, ou impulso, precisa.”

Adaptação à fragmentação de renda. “Os EUA são a economia desenvolvida com maior polarização de renda do mundo, de acordo com dados do Bureau de Censo dos EUA e da Operação de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Essa polarização continuará gerando histórias de sucesso nos dois extremos do espectro econômico - atendendo cada vez mais a uma faixa de renda mais ampla."

Crescimento de compradores treinados em recessão e de renda fixa. “Esses grupos, independentemente da riqueza, devem seguir processos de decisão de compra cada vez mais polarizados. Para as categorias com as quais os compradores se preocupam profundamente, esperamos um aumento nos produtos premium, adaptados às suas necessidades específicas, e nas categorias 'indiferença', esperamos um aumento no segmento de valor extremo. O meio do mercado precisará reagir com um posicionamento distinto para prosperar. ”

Estranho, você não diria? Eles não viram a hiper-velocidade na qual a Amazon espalharia seus tentáculos, mas com certeza pregaram o básico de quase todo o resto. Eles passaram a falar sobre 'o fim do meio', compartilhando que o varejo passaria a alto preço/alta experiência e baixo preço/baixa experiência - e aqueles no meio precisavam se diferenciar ou morrer. O que muitos não fizeram. E eles morreram ou estão em lento processo de agonia.

Com um tema bem alinhado com esta realidade a NRF 2020, trata de que

“Você não pode ser visionário se não sabe para onde olhar.”

Traz inflexões sobre o talento pessoal mirando na atração de pessoas e talentos para a evolução e principalmente direcionamento da empresa. Trata a evolução de modelos de negócio e o rompimento natural com os modelos tradicionais, criando uma nova sinergia entre empresa e consumidor.

Entendo a importância da experiência de consumo como algo a ser olhado de forma futura e de forma a estruturar toda a equipe. Por meio ainda de processos o desenvolvimento de ecossistemas de visão futura e de inovação são a chave para uma empresa de varejo moderna.

Como último enfoque, a NRF traz a visão dos proposito, e das parcerias estratégicas como sendo fomentadores de processos de inovação e evolução das empresas.

O SEBRAEPR tem um missão técnica preparada para você entrar em contato com esta visão do futuro do Varejo . Não perca esta oportunidade !

http://www.aot.com.br/nrf-2020/?utm_source=akna&utm_medium=email&utm_campaign=63547+-+Rodrigo

 

TAGS

NRF

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você