[ editar artigo]

Gasto médio por viagem irá aumentar até 2024. Entenda o porquê!

Gasto médio por viagem irá aumentar até 2024. Entenda o porquê!

Quem trabalha com turismo pode ficar otimista: o gasto médio por viagem deve crescer US$ 1,1 mil até 2024, de acordo com uma pesquisa recente da Euromonitor, apresentado durante a World Travel Market (WTM), em Londres. Mesmo com as recentes mudanças no comportamento do turista, o estudo mostra números animadores a partir da análise das últimas tendências sobre viagens pelo mundo. 

Crescimento das OTAs

As Online Travel Agencies, que são os sites especializados em venda de produtos de viagem online, seguirão crescendo. Mas, segundo o estudo, a América do Norte está à frente da América Latina quando falamos de desenvolvimento digital. Até 2024, a previsão é de que 62% das vendas de viagens sejam feitas totalmente online. Hoje, 31% das reservas são feitas no meio online.

Quando o assunto são as OTAs, a América Latina e América do Norte têm um mercado altamente competitivo. No Brasil, a Decolar é a maior empresa desse segmento, já que também é a maior da América Latina, somando 9,1% das vendas da região.

O turista busca sustentabilidade

Outro importante movimento destacado pela pesquisa é a necessidade da atenção dos negócios voltado ao desenvolvimento sustentável. Os consumidores estão mais conscientes e isso tem influenciado diretamente em suas escolhas durante uma viagem. A tecnologia também irá auxiliar nisso, incentivando os viajantes e dando ainda mais opções para eles escolherem alternativas sustentáveis.

Esse interesse dos turistas por ambientes que prezam a sustentabilidade também é revelada em outras pesquisas do setor. Segundo o relatório Global Sustainable Tourism Market 2019-2023, realizado pela consultoria Report Linker, a taxa de crescimento anual de viagens ligadas ao turismo sustentável, de 2019 a 2023, será de mais de 10% ao ano. Ou seja, ou as empresas adequam seus serviços pensando no lado sustentável ou perderão clientes!

Destino acessível às necessidades

A pesquisa da Euromonitor também revelou que as marcas têm entendido e buscado proporcionar destinos acessíveis. Mas, e o que isso quer dizer? Isso demonstra que os visitantes querem poder viajar, conhecer lugares e se divertir, independente do poder aquisitivo, idade ou limitações. Dessa forma, empresas começam a trabalhar novas possibilidades levando em conta também as tecnologias para oferecer experiências personalizadas e inesquecíveis.

Instagram e Youtube para planejar viagens

A influência da produção de conteúdo de qualidade para atrair turistas não é novidade no setor. Porém, de acordo com o estudo, duas redes sociais estarão em destaque quando o assunto é planejamento de viagem: o Instagram e o Youtube. E engana-se quem pensa nessas plataformas apenas como meio de conteúdo. O que estará em alta até 2024 é a venda por meio desses canais. 

Dessa forma, essa será uma das grandes mudanças: haverá a comercialização de produtos tanto no Instagram quanto no Youtube, principalmente a partir do conteúdo gerado por influenciadores digitais. Assim, o consumidor irá reservar hotéis, comprar passeios e pacotes dentro das plataformas.

Frente a tantas informações, você pode estar se perguntando: como acompanhar todas essas mudanças e aplicá-las ao meu negócio? O segredo é não se apressar para fazer de tudo e analisar seu empreendimento de maneira personalizada, para ver o que é aplicável. Cada negócio tem sua singularidade e público-alvo, que será determinante para definir os passos do futuro.

E você, já tem sentido essas mudanças no seu negócio? Compartilhe com a gente!




 

Negócios em Turismo

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você