[ editar artigo]

Turismo de experiência é a grande oportunidade do setor

Turismo de experiência é a grande oportunidade do setor


A ideia de comprar um pacote de viagem apenas para conhecer os principais pontos turísticos do local já não é mais a prioridade dos viajantes. Passeios comuns e genéricos têm cedido espaço para a busca por experiências personalizadas. Agora, o turista não quer apenas conhecer a cidade: ele quer vivenciar as tradições da região e ter experiências históricas, culturais e gastronômicas com base nas próprias atividades específicas de cada local. Esse movimento do setor é conhecido como o turismo de experiência.

Mas, se o turismo por si só já é experiencial, o que muda? Na verdade, essa modalidade engloba uma proposta realmente completa: a necessidade do consumidor se voltou para a satisfação de novidades que estimulem seus sentidos e sentimentos. Dessa forma, o turismo deve focar em despertar emoções que façam sentido para o cliente. Essa nova proposta faz com que os momentos fiquem na memória do turista, fazendo com que ele tenha uma ligação emocional com o local ou com a empresa.

Uma nova forma de fazer turismo

A interação entre o real e o visitado tem se tornado cada vez mais importante. Isso está relacionado também às aspirações do homem moderno, que busca novas experiências e que está cada vez mais conectado. Hoje, não basta levar o turista de ônibus até o local a ser visitado e no máximo fazer uma parada para almoço ou lanche, sem uma interação mais profunda com o local. Hoje é preciso ir além.

De acordo com dados divulgados pelo Ministério do Turismo, a expansão desse novo formato de experiência se justifica porque o público que busca por essa forma de viagem tem um poder aquisitivo maior. Os serviços oferecidos podem ter um preço entre 10% e 50% maior do que os tradicionais. A pesquisa também traçou o perfil desse consumidor: ele tem de 35 a 50 anos e pertence às classes A ou B.  

Como transformar o serviço oferecido?

Para atuar nesse nicho de mercado é preciso ser criativo. Apostar em propostas que ativam as emoções do cliente e geram experiências positivas é o caminho para ter uma relação duradoura. Por isso, o foco do turismo de experiência é entregar serviços com atividades que estimulem os sentidos, sentimentos e a mente. Veja como esses elementos são essenciais para desenvolver esses serviços:

  • Sentido: um dos fatores mais importantes desta modalidade de turismo é estimular os cinco sentidos  - visão, audição, tato, paladar, olfato. É preciso levar em conta o conjunto dos sentidos que o ambiente proporciona. As perguntas a serem feitas são: qual sensação se quer transmitir naquele ambiente? Como acionar os cinco sentidos para gerar sensações de conforto, aconchego, hospitalidade, beleza, por exemplo? As atividades afetivas que despertem sentimentos são muito importantes para estabelecer uma boa relação do cliente com a marca/lugar.

  • Histórias: pense no seu estabelecimento como um cenário onde as viagens se realização. Nesse cenário, é preciso contar as histórias do local, das pessoas envolvidas no serviço, no estabelecimento. É importante contar as diferentes histórias de várias formas, ela pode estar em sites e redes sociais da empresa; no próprio estabelecimento em portas, paredes, cardápios; no roteiro do atendimento; e até mesmo no piso (já que hoje todos andam olhando para baixo, também conectados aos seus smartphones). Essas histórias contadas ajudarão o turista a compor suas histórias de viagem. Vale também apostar nos ativos da cultura da cidade, do bairro, dos cidadãos e personagens dali. 

  • Pensamento: aqui destacamos a importância de fomentar a criatividade por meio das atividades e experiências oferecidas. Esse estímulo vai de encontro com o que citamos acima: é preciso gerar reflexões analíticas, conhecimento e auxiliar no pensamento livre e original. O aprendizado é a palavra-chave.

  • Ação: não podemos esquecer da importância do contato e das experiências físicas. A interação entre turistas e moradores locais. É preciso permitir que o viajante tenha o contato real com a cultura e a região, podendo vivenciar a realidade local.

Além desses quatro pontos, é necessário estar atento a alguns outros fatores que são essenciais para garantir uma experiência única e completa. Um exemplo disso é a utilização do cardápio e da gastronomia a seu favor, fazendo com que esses detalhes contribuam ainda mais para a experiência. Também é importante valorizar o ambiente no qual o turista será recebido ou ficará hospedado. Todas as características desse local devem levar em conta os pontos mencionados acima, para que ele “sinta” realmente vivenciando a experiência. Vale reforçar também que a comunicação da marca e sua presença online também devem contribuir e transformar a experiência em algo completo e vivenciável.

Por isso, o turismo de experiência se tornou uma forma inovadora de atender às aspirações do turista contemporâneo, já que possibilita o viajante ir além do comum e da observação. Dessa forma, ao ser impactado pela viagem, o turista será um dos maiores divulgadores do seu negócio. É preciso atualizar seu negócio e pensar fora da caixa. Não perca tempo!

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você