[ editar artigo]

Urban hacking: como aproveitar esses espaços como oportunidade no turismo

Urban hacking: como aproveitar esses espaços como oportunidade no turismo

Você já ouviu falar em Urban Hacking? O termo representa a ocupação, reutilização ou revitalização de espaços públicos que buscam a maior interação da população e visitantes por meio do lazer. Esse movimento tem sido uma ótima oportunidade para atrair pessoas, além de fomentar a economia criativa e o entretenimento. Muitas vezes, o Urban Hacking acontece em locais históricos e ou bairros antigos das cidades, que são reapropriados de forma criativa e com intervenções artísticas.

Essa utilização inteligente de lugares públicos pode incentivar o turismo da região por meio da gastronomia, entretenimento e hospedagem, fomentando produtores locais e criando novas oportunidades. Se a sua empresa tem foco no turismo, vale a pena pensar nessa opção como estratégia para expandir negócios e atingir um maior público.

Valorização da cultura local

Quem nunca procurou uma feirinha, um mercado tradicional ou uma programação cultural local ao chegar ao destino? Esse comportamento faz parte do turismo de experiência, onde o turista busca vivenciar a cultura local e ter atividades relacionadas ao dia a dia da cidade visitada. Cada vez mais, os famosos pontos turísticos dividem lugar com a imersão no destino visitado. Isso vai além do passeio, pois agrega emoções e sentimentos aos viajantes que optam por essa experiência, transformando a viagem em algo inesquecível. Dessa forma, levar o seu trabalho a esses locais faz com que você faça ainda mais parte da história da cidade/local, reforçando essa relação de sentimentos com os turistas.

Feiras e eventos de rua

Participar de eventos e feiras é uma forma de integrar diversos elementos e trazer bons resultados em termos de fluxo turístico. Isso sem contar que, normalmente, esses tipos de eventos são bastante disputados - inclusive com filas para inscrição de lojas/empresas em alguns casos. Por isso, é uma grande oportunidade para que mais pessoas conheçam o seu negócio, fortalecendo a sua marca. Isso se deve principalmente pelo público rotativo que comparece.

Provocar reflexões que só a experiência permite

Não adianta ser apenas mais um em meio à multidão - ainda mais no mundo dos negócios. É preciso fazer diferente. Nesse contexto, o Urban Hacking pode te auxiliar a promover isso: despertar emoções únicas com base em uma nova configuração. Por si só o turismo já é uma atividade intrinsecamente experiencial, onde o indivíduo sai do seu local habitual para viver em outro espaço. Porém, o destino é apresentado para o viajante de forma tradicional e com foco nos pontos turísticos, causando um distanciamento da realidade local.

No Brasil

O movimento Urban Hacking vem justamente para que os espaços públicos não sejam mais deixados de lado como uma “terra de ninguém”. A ideia é valorizar o patrimônio histórico e fazer com que ele se torne uma parte da comunidade, transformando a relação da população com a rua. E é nesse cenário que o turismo pode se destacar. Um exemplo disso é a praça Velorama, em são Paulo, que recebe food trucks, lojas de produtos artesanais e atrações culturais, tudo isso relacionado à ideia sustentável e esportiva das bicicletas.

Sua empresa já esteve presente em algum local com esta proposta? Conte pra gente como foi a experiência!

Negócios em Turismo

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você