[ editar artigo]

[ Conteúdo com vídeo] Como os talentos digitais afetam a inovação?

[ Conteúdo com vídeo] Como os talentos digitais afetam a inovação?

Estamos entrando em um período de intensas e rápidas transformações, principalmente na área da inovação tecnológica. O ritmo e a amplitude da mudança são inevitáveis. Vemos uma onda de movimentos tecnológicos com potencial de transformar os negócios, as atuais profissões e nossa sociedade. Hoje, estamos diante de um processo de convergência impulsionada simultaneamente por diversas inovações que estão atraindo novos talentos.

Os desafios para as empresas mais tradicionais é entender e inserir a tecnologia como base de seus negócios. Porém, essa transformação digital não é mais uma questão de opção: ela deve fazer parte da essência da empresa.

 

Em praticamente todos os setores, esse fenômeno está provocando mudanças na dinâmica dos modelos de negócios atuais, uma vez que eles têm que lidar com esta revolução digital e definir seu papel nos novos ecossistemas digitais.

Uma das adaptações que as empresas devem começar a pensar é como atrair talentos digitais, partindo da premissa de que os melhores profissionais podem escolher onde trabalhar. Dessa forma, os líderes podem partir do ponto da implementação da cultura inovadora e do incentivo à diversidade. Essa transformação digital está afetando todas as áreas dos negócios e não somente os cargos relacionados ao assunto. Podemos perceber que há uma escassez de talentos com a experiência necessária no mercado. Todas as empresas estão tentando atrair esses profissionais.

Como o grande desafio é fazer com que a transformação digital aconteça, é preciso pensar em mudanças. É fundamental ter agilidade e flexibilidade a fim de promover mudanças nas pessoas. Você não consegue criar uma cultura de inovação se todos tiverem a mesma mentalidade.

As empresas têm estratégias para atrair talentos digitais?

Pesquisa realizada no mercado brasileiro revela que boa parte das empresas não possuem estratégias para atrair novos talentos digitais. além disso, é baixo o percentual de organizações que valorizam os profissionais que dominam novas competências, como o machine learning e big data. Em 2018, a Época NEGÓCIOS, Tera e Scoop&Co, com apoio da Love Mondays, entrevistaram gestores, executivos-chave e diretores de RH de 70 empresas. Os resultados revelam que 73% das respondentes não possuem um programa para atrair talentos digitais. Em contrapartida, entre as competências técnicas que as empresas mais demandam estão a análise de dados e de estatística (51,4%), inteligência artificial e machine learning (44,3%), inteligência de negócios (37,1%) e gestão de produtos digitais (32,9%). Além disso, 72,9% das empresas disseram que as duas habilidades mais demandadas são a criatividade e inovação.

Ainda de acordo com a pesquisa, apenas 11% dessas empresas realizam treinamentos de capacidades digitais e 5% oferecem oportunidades a quem domina essas capacidades. Mesmo que mais da metade das empresas tenha revelado que os avanços tecnológicos tenham afetado completamente o negócio, somente 26% afirmaram incentivar os funcionários a assumir riscos na área digital.

Outros dados obtidos com a pesquisa revelam que 14% das empresas entrevistados afirmaram que não foram impactadas pelos avanços tecnológicos, mas acreditam que as transformações irão ocorrer a curto e médio prazo. Já 37% disseram possuir dificuldades em administrar a transição que a transformação digital exige. Porém, 63% das empresas afirmaram estar preparadas para a nova era digital.

Com os dados obtidos na pesquisa, podemos ver que alguns profissionais não estão conseguindo acompanhar as mudanças, gestores não conseguem treinar suas equipes e a demanda por talentos digitais capacitados só aumenta.

Como as empresas podem conquistar talentos digitais?

Conquistar talentos digitais está diretamente ligada à cultura da empresa e as ideias da alta gestão. Por isso, incluir o CEO da empresa nas estratégias a fim de embarcar nessa transformação digital é um bom começo.

Aprimorar as habilidades é uma das prioridades para os talentos digitais. Capacitar seus próprios colaboradores é uma maneira de adquirir esses talentos. Investir em programas de aperfeiçoamento profissional é essencial, pois os candidatos buscam por oportunidades de desenvolvimento não apenas por programas de treinamentos estruturados, mas também pela cultura de aprendizagem que vise incentivar e valorizar o compartilhamento e a colaboração no ambiente de trabalho.

Hoje, para recrutar esses talentos, as empresas precisam de atitudes e ferramentas diferentes. Existem tecnologias que apoiam o setor de recursos humanos a avaliar as habilidades dos candidatos. Além de aumentarem o engajamento dos talentos, essas estratégias diminuem o número de desistências durante a contratação.

A comunicação e a transparência na disponibilidade de informações podem influenciar os talentos digitais. Dessa forma, a empresa deve se estruturar para oferecer acesso a sua estratégia e políticas para que o talento avalie e alinhamento do propósito da organização com seus valores pessoais.

Por fim, devido às constantes inovações tecnológicas, existe uma demanda por talentos digitais disponíveis. Por este motivo, é crucial investir em capacitação e aprimoramento constante dos talentos, pois continuar recrutando profissionais com o olhar no passado não é o melhor caminho rumo a transformação digital.

 

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você