[ editar artigo]

A [imensa] arte de abrir um negócio – Episódio #2

A [imensa] arte de abrir um negócio – Episódio #2

_______________________________________________________________________

Resumo: Neste episódio, vamos falar da diferença de tendências de mercado e tendências de consumo para criar vantagem competitiva em seu negócio. ;D #sóvai

_______________________________________________________________________

Muito se fala em “analisar tendências” para criar vantagem competitiva no momento de abrir um negócio. Mas.. será que sabemos, realmente, como e onde analisar? E qual será o impacto dessa análise em nosso futuro negócio?

Analisar tendências é entender o mercado e seus movimentos de consumo. Antigamente, como era a criação de um produto ou serviço? Pois bem, a empresa criava, levava ao mercado e fazia um grande esforço em marketing para resultar em venda. Investimentos gigantes em comunicação se fazia necessário, para que a necessidade ou desejo de compra chegasse ao consumidor.

Essa lógica mudou. E mudou rápido. E vai mudar ainda mais.

Com o advento da tecnologia em nosso dia a dia, conseguimos perceber em nossos próprios hábitos e comportamentos de consumo, o quanto somos orientados a mudar também (mudar nossa forma de consumir, e o que consumir por exemplo). Hoje, nós, consumidores somos dinâmicos. Conhecemos o produto no PDV, mas muitas vezes realizamos a compra pela Internet. Ou seja, a forma de comprar também mudou.

Olhando para todo esse cenário, retomo a pergunta: Como analisar tendências?

Primeiro, temos que entender o que é tendência de mercado e tendência de consumo – muitos acham que é a mesma coisa, mas não é. Tendência de mercado é a lógica de um mercado – ou segmento – e de que forma ele se movimenta, cenários que impactam este mercado e por aí vai. Um exemplo de tendência de mercado: o mercado de serviços em tecnologia da informação. Podemos observar, ao mesmo tempo, uma escassez de profissionais de TI (como desenvolvedores), ao mesmo tempo que vemos um mercado aquecido e crescente em desenvolvimento de projetos. Opa! Aí tem oportunidade então para pequenas empresas de tecnologia que podem prestar serviços para grandes empresas. Aqui, temos um mercado em crescimento. Qual a tendência deste mercado? Uma vez que todos consumimos tecnologia diariamente, as empresas estão realizando um grande esforço em inserir a transformação digital em seus negócios, vemos que este mercado está então em crescimento exponencial. Isso é uma tendência de mercado, analisando os fatos, necessidades e o movimento deste mercado em cenários econômicos.

Quando olhamos para este mercado, como citei o exemplo do mercado de tecnologia, há uma gama de serviços que eu posso oferecer, já olhando para este crescimento que o mercado está tendo. Isso é uma tendência de mercado: analiso o cenário deste mercado/setor e busco entender como eu, empreendedor, posso oferecer serviços ou produtos para este mercado em expansão.

Já no caso de análise de tendências de consumo, aqui a observação é direta ao consumidor, ao que ele deseja, necessita e o que ele irá precisar ou desejar nos próximos anos. Técnicas como coolhunting (guarde bem este nome, eu vou falar sobre este tema por aqui também, em outro episódio) é uma das técnicas bacanas para coletar informações sobre tendências de consumo. Se você vende produto, uma pergunta ótima que você pode buscar respostas junto ao seu cliente é: Quais serviços posso incluir para agregar valor ao meu produto? Como posso encantar e gerar um relacionamento? Afinal, entender de tendências de consumo é entender onde o seu potencial cliente está indo e como será o comportamento de compra dele.

Como manter a empresa viva no mercado | Norte do Tocantins

Lições de Casa para você que está abrindo seu negócio:

  • Procure observar os movimentos do mercado/setor em que está se inserindo, participar de eventos aqui nas Comunidades do SEBRAE/PR é uma excelente dica para você começar a gerar networking e ampliar seus conhecimentos;
  • Observe seu consumidor (ou no caso de você ser B2B, observe seu consumidor final): O que, de fato ele busca e percebe valor?
  • Converse com seu cliente, ele sempre trará muitos insights para seu negócio
  • Esteja presente em seu negócio, não absorva totalmente a operação ao ponto de você não conseguir ter tempo de “olhar para fora”

 

Fique ligado (a) no Episódio #3 –  vou falar bastante sobre inovação e como você pode inserir seu cliente como centro em seu negócio. ;D

Marielle Rieping 

Novos Negócios

Comunidade Sebrae
Marielle Rieping
Marielle Rieping Seguir

Ajudo empresas e pessoas a se reinventarem, através de projetos e mentorias, com foco em Inovação, Design de Serviços e Tendências.

Ler conteúdo completo
Indicados para você