[ editar artigo]

Qual a diferença entre lucro e faturamento? 🤯

Qual a diferença entre lucro e faturamento? 🤯

Entender cada aspecto de uma empresa é importante para evitar problemas e erros na gestão do negócio. Isso envolve também saber a diferença entre fatores como lucro e faturamento. Afinal, o que significa cada um e o que um tem de diferente do outro? Por que alguns empresários confundem esses termos?

Para quem busca gerir uma empresa é fundamental ter o mínimo de conhecimento em alguns termos do setor contábil. Embora a maioria deles seja de fácil compreensão, muitos causam confusão pela similaridade dos nomes. Neste artigo, vamos explicar as principais diferenças entre eles.

Faturamento


O faturamento ou receita bruta é a soma de todos os valores arrecadados por uma empresa por meio da realização de sua atividade comercial. De uma maneira simplificada, é todo o dinheiro que entra na sua empresa pela venda dos seus produtos ou serviços.

O faturamento de uma empresa pode ser dividido em bruto e líquido. Para calcular o faturamento bruto é preciso multiplicar o preço de venda do produto pelo total de produtos vendidos em determinado período. Por exemplo, uma loja vendeu 1000 óculos no mês de setembro a R$20,00 cada. O faturamento bruto da loja seria de R$ 20.000. Já o faturamento líquido é igual ao faturamento bruto menos as deduções das vendas e impostos incidentes sobre elas. Enquanto que o faturamento mínimo que a empresa deve ter para pagar os custos fixos e variáveis é chamado de ponto de equilíbrio.

O cálculo correto do faturamento de uma empresa é essencial para que os impostos pagos não sofram distorções, evitando eventuais penalidades pela Receita Federal.

Além disso, fazer a projeção do faturamento facilita a previsão das despesas. Dessa forma, você consegue conferir se a receita esperada dará conta das despesas.

O faturamento também pode ser um indicativo de que a empresa é uma boa opção para futuros investidores e possibilita uma direção estratégica, pois fornece metas com números e prazos.

Lucro

O lucro é o faturamento menos as despesas e custos do negócio. O lucro pode ser dividido em normal e econômico. No primeiro caso, é a quantidade que um negócio precisa para se manter vivo. Já o lucro econômico, é o resultado da diferença entre a receita total que entra na empresa e todos os seus custos. Já a margem de lucro representa o valor em porcentagem adicionada aos custos totais de um produto ou serviço. Dessa forma, é possível calcular o preço final de comercialização do produto e otimizar as vendas. Para calcular o lucro é preciso entender a dinâmica da sua empresa, pois cada setor do mercado tem uma margem de lucro distinta.

Lucro econômico
O lucro econômico pode ser utilizado como um instrumento da gestão da empresa, uma vez que em seu cálculo entram pontos cruciais para a tomada de decisões. Podemos dizer que o lucro econômico demonstra de uma forma mais real o resultado da empresa e a localização dos potenciais problemas, por exemplo. Dessa forma, é possível ter uma melhor perspectiva do futuro do empreendimento.

Faturamento X Lucro


De uma forma objetiva, a diferença é que o faturamento é igual à soma de toda a receita que entra na empresa. Já o lucro é a soma desse mesmo valor menos os gastos que o negócio terá.

Conhecer a diferença entre o faturamento e o lucro é essencial para o planejamento financeiro, pois é ele que mostra como está a “saúde” da sua empresa. Lembre-se de que um faturamento alto nem sempre é sinal de que a empresa está atingindo um lucro desejado. Exemplificando, algumas empresas se enganam ao achar que um alto faturamento mensal é sinônimo de lucro, certo? Porém, é preciso verificar se as despesas do empreendimento são superiores ao faturamento a fim de se evitar prejuízo financeiro. Ou seja, o faturamento não é o número real do lucro da empresa!

Assim, o faturamento é um dado essencial na elaboração de estratégias significativas à empresa. Ele é utilizado como um parâmetro de vendas, onde é possível determinar como está a produção, identificar o interesse do consumidor em determinado produto e planejar novos ciclos de trabalho.

Como vimos, os dois termos podem indicar como está a saúde financeira do seu negócio. Portanto, não basta que as vendas aumentem e o faturamento cresça, é preciso ficar de olho na lucratividade. Dessa forma, a gestão financeira deve fazer um bom planejamento que vise ações periódicas do faturamento e custos das operações.

A partir desse conhecimento é possível realizar o controle financeiro com ações eficientes a fim de se obter resultados positivos.

🔵 Atendimento Digital SEBRAE ðŸ”µ
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

 

Novos Negócios

Comunidade Sebrae
Sebrae Paraná
Sebrae Paraná Seguir

Especialista em Pequenos Negócios - Atendimento ao Cliente | Marketing | Marketing Digital | Finanças | Gestão | Empreendedorismo | Comunicação | Inovação

Ler conteúdo completo
Indicados para você