[ editar artigo]

A ecoeficiência empresarial

A ecoeficiência empresarial

Cada vez mais as empresas estão tentando se enquadrar dentro do conceito da ecoeficiência, ou seja, ofertar produtos e serviços que sejam sustentáveis e apresentem preços competitivos no mercado, atendendo às demandas da sociedade. Ser ecoeficiente significa reduzir ou evitar ao máximo os impactos ambientais e agressões aos recursos naturais.

Para que as empresas se tornem ecoeficientes é preciso uma mudança de atitude. As estratégias devem permitir o maior controle sobre os impactos que o seu negócio gera ao meio ambiente. Além da conservação do meio ambiente, essa mudança é de extrema importância para a redução de gastos e para a imagem da marca, uma vez que o público tende a preferir consumir produtos sustentáveis. 

Uma empresa é considerada ecoeficiente quando consegue minimizar o uso de materiais dos produtos, serviços e na dispersão de tóxicos. Além de fomentar a reciclabilidade dos materiais, maximizar a utilização sustentável de recursos renováveis, estendendo a durabilidade dos produtos e, principalmente, promover a educação dos consumidores para o uso mais racional dos recursos naturais e energéticos.

Além disso, as empresas podem tomar algumas medidas, como a minimização da escassez da água ao trocar equipamentos convencionais por aqueles com fechamento automático, redução de gastos com luz por meio de sistemas de iluminação automáticos, separação e reciclagem dos resíduos, criação de ações sociais que envolvam a comunidade local etc.

Investir na ecoeficiência traz diversas vantagens à empresa, como a redução de custos de produção e, consequentemente, o aumento dos lucros. Há também a diminuição de riscos ambientais e à saúde de funcionários e clientes. A empresa ecoeficiente acaba tendo um diferencial competitivo em relação às outras empresas, pois estar em conformidade legal com o meio ambiente pode garantir a manutenção dos recursos naturais disponíveis, o que motiva o público envolvido com o seu produto ou serviço a se engajar em questões ambientais.

Como as empresas estão se tornando cada vez mais ecológicas? 

Várias empresas que atuam nos setores considerados “mais poluentes do mundo” estão se destacando pelas iniciativas de converter esse cenário e promover uma produção mais alinhada com a conservação ambiental.

Sabemos que a indústria da moda é uma das que mais causam impactos ao meio ambiente. No setor têxtil, unir produção e consumo sustentável é um dos maiores desafios. Porém, algumas empresas já estão mostrando que é possível alinhar a moda com sustentabilidade.

Saitex, a fábrica de jeans mais sustentável do mundo

A Saitex, localizada no Vietnã, é uma fábrica têxtil especializada em jeans. A empresa é fornecedora de grandes marcas, como Calvin klein, Ralph Lauren e Tommy Hilfiger.

Segundo Sanjeev Bahl, CEO da Saitex, a empresa investiu US$ 2 milhões só para o sistema de água, provando que é possível fabricar jeans de maneira ecológica,  mantendo os lucros. Além disso, a Saitex reaproveita 98% de toda água utilizada na produção e tingimento do tecido. A fábrica também é movida a energia solar e sua usina conta com  geradores de biomassa para queimar madeira e casca de coco, por exemplo.

Uma das ações mais marcantes da empresa é  utilizar o mínimo de água possível na lavagem de roupas. Para isso, a fábrica utiliza máquinas de lavar roupas ecológicas que branqueiam os tecidos. Isso possibilita que a empresa gaste menos de um litro para fabricar uma peça de jeans, 80 vezes menos do que a média das indústrias tradicionais. Com isso, a Saitex recebeu a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) do Conselho de Construção Verde dos Estados Unidos. A missão da empresa é propagar a ecoeficiência dentro do mundo da moda.

“Um produto inovador de verdade marca o mundo e não o planeta”

Segundo o relatório do Greenpeace, a Apple é a empresa sustentável mais “verde” do mundo. O novo padrão em produtos de alto desempenho tem baixo impacto ambiental.

A Apple tem inovado nos materiais utilizados e na forma como seus produtos são fabricados. Os novos MacBook Air e Mac Mini possuem estruturas completamente feitas de alumínio reciclado. Isso sem comprometer a resistência ou acabamento dos produtos. Além disso, os aparelhos são projetados para resistir a vários anos de uso. Construídos com materiais duráveis, o sistema operacional é atualizado constantemente e possui uma rede com mais de cinco mil centros de reparo certificados pela marca. 

Outra atitude que garantiu o prêmio à Apple foi a reciclagem de aparelhos antigos. Visando a reutilização dos materiais, o cliente pode levar o aparelho que não utiliza mais a um dos parceiros de reciclagem.

Diante dessas mudanças, as empresas podem identificar oportunidades de tornar os mercados mais sustentáveis, procurando desenvolver produtos e serviços que visem o fechamento dos ciclos materiais a fim de alcançar uma utilização mais eficiente dos recursos. Dessa forma, a empresa ecoeficiente consegue praticar  preços competitivos, satisfazendo as necessidades humanas e proporcionando qualidade de vida à sociedade e, acima de tudo, respeitando a capacidade de sustentação do planeta.



 

Sebrae Trends

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você