[ editar artigo]

[Conteúdo com vídeo] Fintechs: Uma tendência no mercado financeiro

[Conteúdo com vídeo] Fintechs: Uma tendência no mercado financeiro

As fintechs, startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do setor financeiro, têm promovido uma intensa mudança no mercado. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), essas startups estão transformando a maneira como os consumidores interagem com o sistema bancário, por possuírem custos operacionais mais baixos que os de bancos tradicionais e por usarem tecnologia de ponta para que as transações financeiras sejam feitas com ainda mais agilidade.

A Associação Brasileira de Fintechs e o modelo de negócio

Empresas que desejam fazer parte do universo das fintechs devem propor ideias inovadoras com grande impacto social. Para isso, a empresa deve possuir uma boa base tecnológica e um modelo de negócio altamente escalável. As associadas podem estar em qualquer estágio, desde que esteja minimamente estruturada como empresa e atue no setor financeiro.

O grande diferencial das fintechs é o uso da inovação na otimização dos processos financeiros que visam a implementação de novos modelos ou o aprimoramento de modelos já existentes.

Como as fintechs têm o foco na tecnologia, podem proporcionar serviços mais especializados com custos menores do que os dos bancos. Além disso, são menos burocráticas e possuem produtos mais específicos. Uma das vantagens que essas empresas oferecem ao consumidor são os cartões de crédito sem anuidade.

Serviços oferecidos pelas fintechs

Quando o assunto é o público desbancarizado, as fintechs estão saindo na frente do mercado bancário, que muitas vezes é concentrado e altamente conservador. Por esse motivo, esse público está optando por essa tendência do mercado financeiro, pois possui diversos benefícios, como formas de pagamento, de crédito etc.

Conta bancária digital

Com as fintechs, abrir uma conta bancária é um processo muito menos burocrático. A conta corrente de uma pessoa física ou jurídica pode ser digital e fornecer todos os recursos de uma conta tradicional. Para realizar as transações, como pagamentos de contas e consulta de saldo basta estar conectado à internet.

Empréstimos

Solicitar empréstimos também se tornou mais fácil. Com o avanço das fintechs, esse serviço pode ser solicitado 100% online. Além dos clientes receberem o dinheiro de forma rápida, as taxas de juros são mais baixas e as linhas de crédito ganharam uma “nova cara”, uma vez que a economia compartilhada passou a fazer parte desse sistema, ou seja, o crédito pode ser compartilhado de pessoa física para pessoa física.

Cartão de crédito

As fintechs também disponibilizam cartão de crédito sem anuidade e com taxas muito mais baixas que as de bancos tradicionais. Além disso, ele é totalmente gerenciado pelos usuários via aplicativo. Como o processo é menos burocrático, o cliente tem total controle sobre suas operações, podendo alterar a data de vencimento e até mesmo o seu limite.

Investimentos

Segundo algumas empresas, emprestar dinheiro por fintechs pode render até 30% ao ano. Comparativos feitos com outros tipos de investimentos mostram que quem faz aplicações na poupança tem um rendimento de aproximadamente 4,55% ao ano e quem aplica em títulos públicos atrelados à Selic pode ter rendimento de 6,5% ao ano. Porém, é preciso ter consciência que esse é um investimento arriscado, pois em caso de calote, você pode perder tudo.

Microsseguros

As fintechs também possibilitam a contratação de seguros  de todos os tipos com menos burocracia. O processo pode ser realizado digitalmente e sem intermediários. Além disso, ele  leva poucos dias para ser fechado.

Soluções diferenciadas

Algumas soluções propostas pelas fintechs são diferenciadas por abranger o consumidor que não tem acesso à internet. Dessa forma, é possível utilizar as funcionalidades oferecidas pelas empresas via SMS, por exemplo.  Ainda, algumas empresas disponibilizam cartões pré-pagos, que podem ser utilizados tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas.

Os empreendedores também podem utilizar os serviços fornecidos pelas fintechs para fazerem suas cobranças. Por exemplo, é possível escolher a melhor forma de cobrança de acordo com o perfil do cliente. Além do débito e crédito, a emissão de boletos também está vinculada à própria conta digital.

A negociação de dívidas também é uma solução proporcionada pelas fintechs. Em alguns aplicativos basta digitar o CPF e o histórico da dívida aparece. Dessa forma, pode ocorrer a intermediação entre os credores e devedores por meio de SMS, e-mail e até mesmo pelas redes sociais. Assim, as partes podem fechar o acordo e estabelecer as melhores condições para a negociação do débito.

Fazer a gestão financeira por meio dos aplicativos oferecidos pelas fintechs também é uma forma de gerenciar melhor o seu dinheiro. É possível fazer operações como, fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, conciliação bancária e integração bancária. Ou seja, é possível ter um controle automatizado sobre as receitas e despesas da empresa. Além disso, as fintechs trouxeram mais comodidade para empresários e colaboradores, pois um dos diferenciais do serviço, é a dispensa de cartão físico para a adesão do vale alimentação, vale transporte e vale combustível. O colaborador pode receber esses valores via conta pessoal e realizar seus pagamentos diretamente pelo celular.

Fintechs de sucesso no Brasil e no mundo

Nubank

Em 2013, o Nubank foi fundado no Brasil, dando início a oferta de serviços para seus clientes por meio do cartão de crédito sem anuidade e com taxas mais reduzidas que as de bancos tradicionais. O serviço é 100% digital e disponibiliza serviços, como conta corrente, programas de pontos do cartão de crédito, aplicações financeiras, cartão virtual etc. 

Ant Financial

A Ant Financial é uma fintech chinesa e é considerada uma das mais valiosas do mundo. Originalmente, ela foi criada dentro da estrutura do site Alibaba e a forma de pagamento se chamava Alipay. Em 2011, ela foi desmembrada do Alibaba, mas seu fundador Jack Ma continuou com sua participação societária do novo negócio. O grande diferencial da Ant Financial é que seus usuários podem fazer compras por meio de QR Codes.

Coinbase

A Coinbase foi fundada em 2012 na Califórnia e foi avaliada em mais de um bilhão de dólares.  Em 2017, seu aplicativo ocupou o primeiro lugar em downloads na Apple. Além disso, essa fintech atua no mercado das criptomoedas e está se expandindo mundialmente.

Aliando a tecnologia às necessidades dos consumidores, as fintechs trazem processos ainda mais eficientes para o mercado e representam uma nova forma de lidar com as finanças, proporcionando assim, a melhor experiência ao usuário.


 

Sebrae Trends

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você