[ editar artigo]

Inovação reduz o desperdício

Inovação reduz o desperdício

Mentes inovadoras e solidárias reduzem a falta de aproveitamento de alimentos pelo mundo

O desperdício é um problema econômico, social e moral. Para os empreendedores diminuir o desperdício é um desafio imenso. Na última década as equipes de inovação estão dedicadas a criar sistemas, aplicativos e novas ideias que ajudem restaurantes, fábricas, hotéis e outros empreendimentos a reduzir o desperdício, principalmente, de alimentos.

Um grupo da Inglaterra criou um aplicativo chamado Too Good To Go que busca conectar pessoas que buscam alimentação com preços acessíveis, criando uma rede com padarias, restaurantes e lanchonetes. Assim, a comida que seria dispensada como sobra foi direcionada para os usuários da rede. A ideia ganhou aplausos do mundo todo.

Outra iniciativa, direto da Espanha, mostra como é possível criar uma rede sustentável de gerenciamento de sobras de alimentos, apostando nas vantagens para os empreendedores e para os consumidores. Com o Eat you Later o comércio vende os alimentos que não foram aproveitados, por um preço reduzido. Empreendedores diminuem o desperdício e os consumidores conseguem alimentos com 30% a 60% de desconto. Uma grande vantagem para todos.

Agora, uma startup suíça está usando a tecnologia para combater desperdício de comida no setor de serviços e ganhou destaque na Organização das Nações Unidas (ONU). Naomi MacKenzie, de 26 anos, cofundou a startup chamada KITRO, que oferece uma solução automatizada para a captura de dados e para combater o desperdício de alimentos na chamada indústria da hospitalidade — que reúne os setores de eventos, gastronomia, turismo e hotelaria.

No Brasil temos inovações que chamam a atenção, tanto pela preocupação com a economia, quanto com a sustentabilidade e com a solidariedade. O app Comida Invisível é uma plataforma que aproxima quem tem comida sobrando com aqueles que precisam. Funciona como uma ponte entre restaurantes, supermercados, hotéis, buffets e bares com organizações não-governamentais, que fazem a distribuição dos alimentos impróprios para a comercialização, mas não para o consumo.

Paranaenses também se destacam na batalha contra o desperdício. Os empreendedores de Londrina, Raphael Koyama e Rafael Moreno, desenvolveram um aplicativo que ajuda os estabelecimentos a venderem refeições que deixariam de ser consumidas e poderiam parar no lixo, o ECOFOOD. O app ajuda a adquirir a comida excedente, mas de qualidade, com preços mais baixos. A proposta dessa iniciativa londrinense é também ajudar a conscientizar sobre o desperdício, consumo e a produção de alimentos.

Conhecer iniciativas como essas ajuda não só o empreendedor a economizar, mas também a diminuir o desperdício e a fome no mundo.

 

Comunidade Sebrae
Paula Batista
Paula Batista Seguir

Jornalista, especialista em Ciência Política e Sociologia Política. Graduanda em Direito, trabalha na Agência de Notícias Lide Multimídia e atua comunicação há mais de 20 anos.

Ler matéria completa
Indicados para você