[ editar artigo]

Negócios disruptivos: Atuação em espaços não explorados

Negócios disruptivos: Atuação em espaços não explorados

O termo disruptivo significa algo que rompe, quebra paradigmas, causa disrupção, interrompe um processo. Portanto, a inovação disruptiva é a superação de uma ideia já existente, ela rompe padrões já estabelecidos no mercado e gera melhorias e inovações nos negócios.

Sendo assim, os modelos de negócios disruptivos provocam uma intensa transformação na economia, pois tornam os produtos e serviços mais baratos e acessíveis a um número maior de consumidores.

Lembrando que essas inovações não são apenas boas ideias, são inovações capazes de revolucionar o mercado, criando demandas para necessidades que as pessoas nem sabiam que possuíam. Um bom exemplo disso, é o WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas. Antes era comumente utilizado o SMS’s e até então ninguém havia sentido a necessidade de se comunicar de outra forma. Mas, a chegada do aplicativo, que além de gratuito, é muito mais eficiente que o serviço de mensagens do próprio aparelho celular, acabou substituindo e mudando o modo das pessoas se comunicarem.

Para começar um negócio disruptivo, é importante saber tirar proveito das demandas que são tidas como limitadas no mercado. Um dos motivos desta limitação é a precificação. Além disso, é muito mais fácil conquistar potenciais clientes que não estão consumindo nada, do que “roubar” clientes de marcas consolidadas. Na hora de optar pelo modelo disruptivo, observe os consumidores que você pretende conquistar e o motivo deles usarem ou não determinado produto, seja porque ele é caro ou porque não sabem usá-lo apropriadamente, e também, se estão dispostos a usar um produto mais simples.

Dessa maneira, sua empresa pode oferecer produtos semelhantes aos mais caros para segmentos de mercado que ainda não os usam e, ainda, tem a possibilidade de desenvolver um nicho que antes era inexplorado. O seu modelo de negócios disruptivo poderá dar certo se ele tiver uma cadeia de processos que permita que os custos sejam mais baratos, o que possibilita que o produto chegue com valor mais acessível ao consumidor final.

Já é possível encontrar empresas que tenham setores e profissionais dedicados a criar ideias inovadoras para negócios já estabelecidos e para aqueles que estão em construção. Isso ocorre porque as empresas estão buscando mostrar novos produtos e serviços ao mercado a fim de se destacarem pela praticidade, simplicidade e por solucionar as necessidades do cotidiano.

Os negócios disruptivos estão agregando transformações profundas em toda a sociedade. Se a inovação disruptiva facilitar a vida do usuário na realização de alguma atividade, tornando-a mais simplificada, já é um grande passo.

Essas mudanças não afetam apenas as preferências dos consumidores por um determinado produto ou serviço, mas, também altera toda a forma de funcionamento do mercado. 

Como tornar seu negócio disruptivo

Primeiramente, para construir um negócio disruptivo é importante conhecer bem sua empresa e analisar as métricas do dia a dia. Além disso, para que a empresa sobreviva, é importante confiar em sua intuição e assumir alguns riscos. Assim, para o seu negócio ser bem-sucedido, vale a pena prestar atenção em alguns pontos.

1. Intuição e desenvolvimento estratégico

A intuição é um fator essencial para começar um negócio. É ela que dará um norte para que as ideias saiam do papel. Porém, é importante objetivar a inovação a fim de traçar estratégias que possam ser desenvolvidas.

2. Análises lógicas

Para o desenvolvimento de processos, a inovação disruptiva deve ser analisada de forma diferente dos demais processos. Isso se deve ao fato de que mensurar algo novo por meio da avaliação de novos clientes pode não fornecer todas as informações necessárias.

Inovações disruptivas não seguem um padrão específico, por isso, é necessário produzir conhecimento sobre o processo. Uma das maneiras de conseguir esse conhecimento é por meio de conversas diretas com os clientes a fim de estabelecer hipóteses que possam ser desenvolvidas em um novo modelo de negócio.

3. Abordagens distintas

Para muitos empreendedores, a inovação disruptiva é vista como um risco a ser corrido, que precisa de abordagens distintas para ser implementada. Muitas vezes, elas geram divergência direta com as operações já existentes. Porém, essa divergência pode ser algo estimulador para o seu negócio! Portanto, é preciso ter um time motivado e  preparado para a criação de novos negócios.

4. Potencializar o compromisso da sua equipe

A inovação disruptiva pode ser encarada como uma ferramenta para o líder da empresa. Esse tipo de inovação também  é capaz de potencializar o compromisso da sua equipe, ou seja, pode ser um ponto positivo para a gestão. Investir em inovação disruptiva é uma das melhores formas de “colocar a criatividade para funcionar”. Dessa forma, desafiar a sua equipe pode levar a sua empresa a um patamar superior!


Negócios disruptivos que deram certo

AirBnb

No ramo da hotelaria, o AirBnb criou uma plataforma de aluguel de casas, ao perceber que a economia compartilhada estava se popularizando entre os millenials, que queriam vivenciar experiências locais enquanto viajavam.

O aplicativo permite a conexão entre quem precisa de um local para se hospedar e quem tem um espaço disponível para alugar. A marca atendeu as necessidades e desejos de consumidores que ainda não haviam sido atendidos por nenhum player do mercado. E ainda, permitiu que os locadores ganhassem uma renda extra dividindo a sua acomodação para os visitantes.

NuBank

A empresa oferece um cartão de crédito controlado totalmente por um aplicativo. É livre de tarifas como a anuidade, condições normalmente oferecidas por bancos tradicionais. Seu maior diferencial é a facilidade de fazer tudo online, inclusive para se tornar cliente e solicitar um cartão. Basta enviar foto da sua documentação e assinar diretamente na tela do celular. A NuBank é, sem dúvida, um negócio disruptivo, que detectou uma oportunidade gerada pela dificuldade de abrir contas bancárias e o complicado atendimento oferecido por muitos bancos comuns.

Dessa forma, os negócios disruptivos podem dar certo quando a empresa não somente procura entender as necessidades e desejos dos consumidores, mas, principalmente, procuram analisar os maiores problemas e dificuldades deles, em busca de soluções mais simples e baratas. Por isso, sempre esteja atento ao feedback dos clientes para descobrir a melhor forma de atendê-los!

Sebrae Trends

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você