[ editar artigo]

Tecnologia Disruptiva e os efeitos causados nos padrões preestabelecidos

Tecnologia Disruptiva e os efeitos causados nos padrões preestabelecidos

Não é de hoje que as empresas buscam maneiras de melhorar a qualidade dos produtos e serviços. Romper as tradições e propor inovações já faz parte do mundo dos negócios. Para se tornarem organizações exponenciais e ganhar cada vez mais espaço no mercado competitivo, as empresas estão utilizando a tecnologia disruptiva.

A tecnologia disruptiva já se tornou parte do cotidiano das empresas e consumidores. Ela traz experiências e resultados significativos, proporcionando o surgimento de serviços e produtos inovadores. E essa inovação causa efeitos de mudança e de ruptura nos padrões preestabelecidos. A tecnologia é dita “disruptiva” quando gira em torno da melhoria da relação custo-benefício da sua performance, aperfeiçoamento e inovação que proporciona.

Como exemplo, podemos citar a Kodak. Foi uma das grandes líderes do segmento fotográfico. Fundada em 1892, permaneceu por mais de 100 anos no mercado. Mas com o surgimento da fotografia digital, perdeu seu reinado, declarando falência em 2012. Em 1975, a fotografia digital surgiu dentro da própria Kodak, mas foi popularizada pela concorrência. Isso reforça a ideia de que a inovação tecnológica permite que as empresas se destaquem diante do mercado competitivo.

E as tecnologias disruptivas de hoje?

Como mencionado, muitas empresas estão inserindo a tecnologia disruptiva em seu cotidiano. Entre as principais é possível citar:

Internet das Coisas (IoT ou “Internet of Things”)

A IoT é a tecnologia que conecta máquinas em uma rede, permitindo o compartilhamento de dados que possam complementar as atividades de cada área. Segundo pesquisas realizadas, os setores que mais adotam a IoT em seus processos são a indústria, os serviços de saúde e o varejo.

Inteligência Artificial (IA)

A inteligência artificial é uma ferramenta indispensável para os serviços de alta performance. Isso é possível devido à automação do conhecimento e ao machine learning. Por exemplo, os dispositivos de IA podem guiar transações de vendas no e-commerce e análises do comportamento do consumidor. A IA também é utilizada para auxiliar médicos na indicação de diagnósticos e no setor financeiro, faz análise e cruzamento de dados para indicar as melhores alternativas de investimento e riscos.

Impressão 3D

A impressora 3D também é um tipo de tecnologia disruptiva. Hoje, os preços das impressoras estão mais acessíveis e elas geram resultados melhores. Além da impressão de objetos em grande escala, a tecnologia engloba desde a construção civil a próteses e tecidos orgânicos utilizados na medicina.

Realidade virtual, aumentada e mista

Experiências imersivas já fazem parte do cotidiano de algumas empresas. Essas tecnologias são utilizadas para romper a barreira da distância nas organizações. Essas experiências são boas aliadas aos departamentos de vendas e atendimento, pois melhoram a experiência dos clientes.

Impactos causado pela tecnologia disruptiva

A tecnologia disruptiva pode ser aplicada em diversas áreas e segmentos de negócios. Na economia, ela quebra o padrão de consumo de alguns serviços. Quanto mais acesso as pessoas têm a tecnologia, maior esse mercado cresce. As empresas precisam ter uma visão de mercado e das mudanças que estão por vir, pois a inovação está deixando de ser um diferencial para se tornar uma regra. Por exemplo, a ideia do aplicativo Uber é de conectar usuários com motoristas ociosos. Dessa forma, movimentam um serviço já existente para gerar benefícios para quem precisa e para quem oferece.

Outra mudança causada pela tecnologia disruptiva foi na música, no cinema e na televisão. Os serviços de streaming trouxeram mais comodidade e liberdade de escolha ao consumidor. É importante salientar que as tendências de consumo e o comportamento do consumidor guiam as mudanças nestes setores.

Com o uso dos chatbots e outras soluções tecnológicas, algumas profissões estão sendo extintas e outras estão surgindo. Novas habilidades são requeridas para facilitar a forma como os profissionais interagem com as máquinas.

Assim, a tecnologia disruptiva serve para quebrar maneiras de realizar tarefas e se relacionar com os consumidores, além de trazer otimização para os processos atuais e melhorar sua experiência.

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você