[ editar artigo]

Algo novo, de novo - Experiência no Operação

Algo novo, de novo - Experiência no Operação

Quando entrei no coworking do Sebrae no dia 09/04, pelo programa Operação, observei que mais uma vez estava fazendo novo, de novo. Avistei pessoas que nunca tinha visto antes focadíssimas em seus trabalhos. Logo fui recepcionado pelo Diogo, do Sebre, pois já havia conversado ele para uma consultoria na empresa familiar, porém não conseguimos seguir devido ao tamanho da empresa, que era muito grande.

Desde agosto de 2011 estava envolvido numa empresa familiar, ainda muito novo, aprendendo o que era realmente gestão. Naquele momento o maior desafio era não perder clientes e o mercado via a nossa empresa, a TRC Taborda, como uma empresa pequena familiar mas de longa data no mercado e respeitada por ter alguns clientes importantes e a figura da minha mãe, Marili Taborda, e seu escritório de advocacia que ia de vento em polpa.
Fato muito curioso é que exatamente naquele mês também participava de um programa do Sebrae pela primeira vez, mas dessa vez era voltado para empresas familiares. Tínhamos como meta chegar no faturamento do escritório de advocacia que como empresa do grupo puxava a receita e os lucros.

Durante o programa passamos por todas as áreas, fazendo workshops e construindo coisas que via somente em livros, como um BSC e uma análise de DRE batendo com fluxo de caixa (o que descobri que não tem nada a ver no segmento de call center). Acredito que foi muito importante, pois absorvi algumas técnicas relevantes logo cedo.
Os anos passaram e, apesar de novo na idade, conquistamos muitas coisas, pois contei muito com o apoio de minha mãe, a superintendente administrativa, Neia e o Marcelo, meu primo e outro diretor da empresa.

A empresa estava a toda e saímos de 173 funcionários naquela data para quase 2.000 funcionários em 2016, já tínhamos ultrapassado em mais de 3x nossa meta que chegar na receita do escritório de advocacia do grupo. Pautado em crescimento orgânico e alguns novos cliente, ganhamos várias premiações dos nossos clientes, tivemos um incremento absurdo que nos fez figurar na Exame por 3 anos seguidos como uma das PMEs que mais crescem no país (sempre competindo com o Madero, rede de lanchonetes de hambúrgueres, até então).

Em 2017, olhava pra tudo aquilo e pensava, que quase 6 anos depois, havia conquistado muita coisa, muito além do que 99% dos meus conhecidos. Era um cara bem reconhecido pelo mercado, já respeitado pelo conhecimento, e admirado e odiado por muitos também.

Naquele momento pensei, e agora? Qual seria meu próximo desafio?

Em agosto de 2018 comecei a colocar as ideias do papel em prática e aproveitei um imóvel que tínhamos na XV para reformar e colocar as primeiras startups. Em paralelo, lançamos a TRC Digital, uma spin off da TRC Taborda.

Agora estou aqui, escrevendo este texto falando desta experiência, sentido que estou fazendo algo novo, de novo, junto com o Sebrae e aguardando que seja algo grandioso junto às duas empresas nossas que foram selecionadas para o programa, Influnation e Rentabilizei.

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você