[ editar artigo]

Propósito é a resposta para vender mais?

Propósito é a resposta para vender mais?

Nos últimos meses vivemos uma aceleração de vida, um vírus invisível mudou o curso da história e nos fez olhar para questões como futuro do trabalho e sociedade, tecnologias, economias mais justas, responsabilidade ambiental e tantas dessas pautas que surgiram há bastante tempo em discussões e documentários, mas ainda pareciam distantes de nós.

O propósito, palavra-chave dos últimos anos, é umas das vertentes que me faz feliz de estar lidando com esse 2020, porque ele volta ao foco para entendermos: como conectar, oportunizar, dialogar e vender. 

Não é mais uma frase de impacto que fica no "footer" do site ou faz parte dos comerciais de dia das mães, mas algo para viver no nosso dia-a-dia e influenciar na nossa escolha entre toddy, nescau ou cacau 70% orgânico e também sobre questões de maior impacto nas nossas finanças e necessidade de consumo.

Como manter-se relevante no imaginário de quem pode comprar hoje?

A resposta é curta e também é simples. Comece pela necessidade! A sobrevivência das marcas, em razão do desgaste das relações virtuais na pandemia, depende quase exclusivamente da abordagem estratégica e de propósitos sólidos, mas acima de tudo fáceis de entender. Nos sentimos cada dia mais sem tempo e aprendendo a duras penas a necessidade do ser coletivo, diverso e acessível. E para quem empreende fica a reavaliação sobre o consumir: Como ser necessário para o cliente? E como fazer isso agora projetando-se para o futuro? 

Isso é o que chamamos de validação e é também o que vai expandir e muito a sua visão em relação aos seus diferenciais, oportunidades de mercado e o que agrega real valor para seu futuro cliente.

Boas ideias tendem a nos apaixonar, mas se não enxergamos o outro e as reais necessidades que possuem elas não passam de ideias e, provavelmente, só vão desgastar os recursos disponíveis. Ressalto aqui que seu tempo é seu principal recurso no começo de um negócio e também muito valioso considerando as duplas, às vezes, triplas jornadas quando se pensa em empreender em paralelo a um emprego CLT.

A grande maioria das pessoas pensam que os clientes compram produtos ou serviços para o simples consumo, porém, esse conceito está errado! Os clientes compram as soluções que os produtos e serviços oferecem. Compram conceitos que defendem o mundo que elas acreditam valer a pena.

Vamos lá, para tentar deixar mais simples de entender, pensa comigo:

O que as Casas Bahia vendem?

Eletrodomésticos, móveis e estofados? Na verdade, não. O produto, no caso a solução, que eles oferecem são as condições facilitadas de pagamento. Só prestar atenção no famoso bordão: "quer pagar quanto?" Ou seja, atende uma das principais necessidades dos clientes que é pagar suaves prestações a perder de vista.

O aplicativo de mensagens que a gente usa todo dia, o Whats, tem como proposta de valor envio e recebimento de mensagens imediatas. Essa era uma necessidade comum e quando resolvida chegou a mudar a forma como usamos o celular. Quando foi mesmo que você fez uma chamada para contar algo ao invés de mandar um áudio no whats?

Ainda pensando no app ele segue olhando para as necessidades dos seus clientes e percebendo que muitos usavam como uma ferramenta de suporte para vendas criou o WhatsApp Business e em breve voltará a oferecer pagamentos dentro da ferramenta.

Então...

Vender soluções é pensar na resposta para perguntas e/ou afirmações como “por que eu tenho que pagar por um cartão?” ou “deveria ter um jeito mais fácil de resolver as coisas no banco”. Ao imaginar um banco sem filas ou um cartão de crédito sem anuidade que surgiu o Nubank e hoje é simples pensar que dá para fazer tudo de maneira online, desde a assinatura de contrato até a entrega e pagamento de fatura.

Para você lidar com essa nova realidade e aproveitar a roda da vida para tirar aquela ideia de negócio da gaveta ou mesmo uma proposta de melhoria na organização que você trabalha que eu te convido a entender: Qual o real problema/dor do cliente e como você pode trazer uma nova forma de lidar com isso?

Tecnologia e Negócios Digitais

Comunidade Sebrae
Barbara Rouze
Barbara Rouze Seguir

Interessada e atuante na cultura empreendedora e de impacto social com experiência prática na elaboração, execução e gestão de projetos com foco em crescimento, resolução de crises, gestão da mudança e implementação de voluntariado corporativo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você